Vício em compras: 07 dicas para acabar com ele agora

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

imagem recortada de uma pessoa segurando diversas sacolas e segurando um cartão

Resumo da matéria

  • 7 dicas para te ajudar a acabar com o vício em compras
  • 1- Identifique se você realmente tem vício em compras
  • 2 - Procure ajuda médica para lidar com o problema
  • 3 - Conte também com a ajuda de amigos e familiares
  • 4 - Estude sobre educação financeira
  • 5 - Tenha um planejamento financeiro
  • 6 - Baixe bons aplicativos de controle financeiro
  • 7 - Acredite que você conseguirá sair dessa!
  • Oniomania: uma condição que pode ser superada

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Será mesmo que existe o vício em compras? Se sim, como é que se acaba com ele? Veja agora e fique livre

Você sente que tem vício em compras? Se sim, saiba que essa é uma situação que precisa ser combatida, pois pode prejudicar seriamente sua vida financeira.

Uma pesquisa do portal Meu Bolso Feliz e do SPC Brasil mostrou que 52% dos brasileiros fizeram alguma compra por impulso nos últimos 3 meses.

Roupas (29%), calçados (19%), eletrônicos/celulares (18%) e perfumes/cosméticos (12%) foram os líderes nas compras por impulso.

Porém, é importante diferenciar essa prática do vício propriamente dito em compras, o que, inclusive, tem nome: oniomania.

De acordo com o artigo “Concepts and Controversies in Obsessive-Compulsive Disorder”, entre 1,8% e 8,1% da população adulta em geral possui este vício.

Ao fazer o cálculo, considerando a população atual do mundo, que é estimada em 7,79 bilhões, chegamos à conclusão de que o número de pessoas com vício em compras é algo entre 140,22 milhões e 630,99 milhões, ou seja, bastante gente.

Se você quer saber o que fazer para identificar e combater a oniomania, continue conosco e confira nossas dicas!

7 dicas para te ajudar a acabar com o vício em compras

Quanto antes você começar a combater essa situação, mais rapidamente poderá superá-la!

imagem de uma mulher com vicio em compras usando seu celular durante a madrugada

Confira: Planejamento financeiro familiar… Pode assustar, mas é fácil resolver

1- Identifique se você realmente tem vício em compras

Como dissemos anteriormente, fazer compras por impulso e ter vício em compras são situações diferentes.

Enquanto na primeira existe o desejo de comprar algo que você não precisava, na segunda existe algo bem mais profundo e intenso.

A oniomania é marcada por uma compulsão nos gastos, geralmente voltada a coisas sem necessidade.

Além disso, existe o desejo de se satisfazer para conseguir suprir carências diferentes, o que pode até mesmo afetar negativamente a vida da pessoa como um todo.

Compras escondidas, adquirir itens para superar frustrações, fazer empréstimos constantemente para cobrir dívidas e não conseguir controlar o uso do cartão ou de outras formas de crédito são outros sinais que podem evidenciar a oniomania.

Pare e pense qual é o seu comportamento em relação às compras e veja se você pode ter essa compulsão. Para isso, coloque a próxima dica em prática.

2 – Procure ajuda médica para lidar com o problema

Ter vício em compras é algo a que todas as pessoas estão sujeitas. Isso significa que quem apresenta essa condição não deve se considerar menos importante do que qualquer outra pessoa, mas sim como alguém que precisa de ajuda para cuidar da sua saúde.

Neste caso, é importante ter apoio médico, seja de um psicoterapeuta ou um psicólogo, para contar sua situação e saber quais são os passos indicados.

Afinal, assim como os problemas físicos precisam da ajuda de profissionais, o mesmo se aplica às condições psicológicas.

3 – Conte também com a ajuda de amigos e familiares

Quando se trata do vício em compras, a ajuda de outras pessoas é fundamental para que a situação possa ser encarada de uma forma mais tranquila, natural e controlada, e é aí que entram os amigos e familiares.

Se eles sabem que o fato de ter um cartão de crédito pode ser um gatilho para aquele vício, então vale a pena impedir que isso seja feito, em um gesto de amor e carinho pela pessoa.

Até mesmo o envio de mensagens constantes para conversar, bem como ligações e chamadas de vídeo, pode ajudar a pessoa a se sentir tranquila e querida pelos seus e, assim, suprir uma eventual carência que poderia ser preenchida com as compras.

4 – Estude sobre educação financeira

A conscientização do problema é essencial para quem tem oniomania, já que ajuda a encarar a situação com seriedade.

Neste sentido, aprender mais sobre o que é educação financeira pode ajudar bastante a frear o desejo pelas compras.

O conceito de educação financeira está relacionado às escolhas que fazemos para lidar melhor com o dinheiro, o que passa por fundamentos econômicos, estudos e várias outras informações relevantes.

Não é necessário tornar-se um grande especialista no tema, mas entender do que ele trata é essencial para assimilar sua importância, a qual será bem importante para ajudar no combate do vício em compras.

5 – Tenha um planejamento financeiro

Um dos motivos que pode ajudar a explicar o vício em compras é a ausência de um planejamento financeiro, ou seja, quando não se sabe exatamente o que acontece com o seu dinheiro.

Independentemente de qual seja a sua realidade financeira, a oniomania é bem prejudicial ao orçamento, já que costuma consistir na compra de itens de que você não precisa e, por isso, resultam em uma despesa que poderia ser evitada.

Ao iniciar esse planejamento, você terá um maior controle sobre o dinheiro e, assim, poderá proceder melhor em relação às compras.

6 – Baixe bons aplicativos de controle financeiro

Quem tem oniomania precisa tentar controlar o impulso pelas compras, mas isso não significa que a pessoa jamais comprará algo de novo, até porque há aquisições necessárias, de alimentos a roupas, de calçados a eletrônicos.

Uma alternativa interessante é ter bons aplicativos de controle financeiro, os quais ajudam a manter o orçamento em dia e sempre à disposição para quando o vício em compras quiser aparecer.

Ao verificar rapidamente o controle das finanças, esse desejo pode ser dissipado, pelo menos em partes.

homem usando seu laptop em sala escura segurando seu cartão de crédito com a mão direita

Confira: Controle financeiro pessoal: 19 melhores apps e dicas práticas

7 – Acredite que você conseguirá sair dessa!

Para fechar a lista, queremos frisar que a oniomania é uma situação complicada, de fato, mas que você pode superar com o apoio das pessoas certas ao seu lado, além de uma dose de perseverança e paciência.

Como vimos, o vício em compras é uma doença. Ele pode ser consequência ou vir acompanhado de outras condições, como depressão, bipolaridade e Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), o que ressalta a importância de procurar pela ajuda de médicos capacitados para lidar com o problema.

Mesmo que você esteja nessa situação, acredite no seu potencial e saiba que, com a devida orientação, será possível deixar essa condição para trás, o que certamente trará muitos benefícios a toda a sua vida, tanto no que diz respeito às finanças quanto nas outras áreas.

Oniomania: uma condição que pode ser superada

Além das consequências à sua saúde financeira, o vício em fazer compras é prejudicial à vida como um todo, mas assumir que você pode ter este problema e procurar orientação médica são duas etapas cruciais para conseguir superar a situação.

Isso, aliado à reeducação financeira, é a chave para que este problema seja solucionado e passe a fazer parte do seu passado.

Conte com a ajuda de todos que estão dispostos a auxiliá-lo neste momento, e com as dicas e orientações do Bom Pra Crédito, e acredite: você conseguirá vencer o vício em compras!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *