Ações que pagam dividendos: conheça as mais rentáveis e como investir

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

notebook com gráficos de valorização de ações ao lado de uma caneca vermelha em cima de uma mesa

Resumo da matéria

  • Quais são as melhores ações que pagam dividendos no Brasil?
  • Como comprar ações?
  • Qual é o melhor momento para investir em ações?
  • É possível investir em ações sem saber como?
  • Investir em ações da dinheiro mesmo?

Continua depois da publicidade

O mercado de ações está em crescimento no Brasil e a equipe do Bom Pra Crédito preparou uma série de dicas para você que quer conhecer mais sobre essa opção de investimento

Um acionista, ao adquirir sua ação, passa uma parte da empresa e, consequentemente, direitos acerca dos lucros obtidos. Esse valor, quando distribuído entre seus acionistas, é chamado de dividendo. Hoje, falaremos sobre elas: as ações que pagam dividendos!

Seu pagamento funciona como forma de recompensa ao investimento realizado e pode ser feito em dinheiro ou em ações adicionais. 

Para muitos investidores, essa se tornou uma fonte de renda e o objetivo é conquistar um ganho passivo.

Assim, não há necessidade de realizar grandes esforços econômicos, basta investir corretamente e aguardar o retorno. Mas será que você conhece realmente as ações mais rentáveis e a maneira correta de investir?

Nesse artigo vamos te ajudar a entender melhor sobre ações que pagam dividendos e as melhores estratégias de investimento. Acompanhe e saiba mais.

Quais são as melhores ações que pagam dividendos no Brasil?

É comum pensarmos que uma empresa que paga dividendos mensais são mais lucrativas que outra cujo valor é pago anualmente. Mas, na prática, a periodicidade não é um fator determinante para escolher a ação.

Por outro lado, o yield, valor recebido em dividendos ao longo do ano sobre o valor da ação, é o que faz toda diferença. Sendo assim, é fundamental analisar, pelo menos, os últimos três anos da empresa e como foi efetuado o pagamento dos dividendos. 

A tabela a seguir, disponibilizada pela Economatica, nos mostra as ações cujo rendimento de dividendo (dividend yield) projetado para 2020 é acima de 4% e considera a taxa básica de juros, a 4,5%. Vejamos:

EMPRESADIVIDEND YIELD
Itaú Unibanco ON (ITUB3)8,76%
Wiz S.A (WIZS3)7,87%
Itaú Unibanco PN (ITUB4)7,56%
Taesa (TAEE11)6,06%
Banrisul (BRSR6)5,75%
Bradesco (BBDC4)5,54%
ABC Brasil (ABCB4)5,44%
brMalls (BRML3)5,40%
Bradesco ON (BBDC3)5,35%
Cemig (CMIG4)5,26%
MRV (MRVE3)5,16%
Banco do Brasil (BBAS3)4,83%
Cemig (CMIG3)4,65%
Tupy (TUPY3)4,45%
Sanepar UNIT (SAPR11)4,35%
Sanepar PN (SAPR4)4,26%
Santander (SANB11)4,22%
BB Seguridade (BBSE3)4,19%
Tegma (TGMA3)4,17%
Copel (CPLE6)4,12%
CCR (CCRO3)4,02%

Como comprar ações?

O primeiro passo para não perder dinheiro com ações é encontrar uma corretora de valores que seja de confiança.

Atualmente, com a diversidade de empresas prestadoras desses serviços, a concorrência fica mais alta, o que é um benefício para o cliente, pois muitas oferecem custos reduzidos para atendimento e alguns bônus.

Escolhida a corretora, é hora de definir qual valor disponível para investimento e, em seguida, enviar essa quantia para a sua carteira.

O processo é bem comum, por meio de DOC ou TED, de acordo com as orientações da corretora.

Definir o perfil de investimento e objetivos que pretende alcançar é fundamental para prosseguir com os próximos passos.

Inclusive, diversas pessoas negligenciam essa etapa e, infelizmente, acabam não tendo tanto sucesso nos negócios.

Então, para ter o máximo de aproveitamento e resultados positivos, reserve um momento para traçar metas e limites, isso te ajudará a dar o último passo com segurança.

Feito isso, escolha os ativos disponíveis para compra, com base na tabela acima, e boa sorte! 

Qual é o melhor momento para investir em ações?

Bom, depois de tantas informações fundamentais para começar seus investimentos, a pergunta é: qual o melhor momento para começar?

Uma coisa é certa: não há sorte e nem fórmulas mágicas para definir o desempenho de ações, mas a estratégia faz total diferença.

Por isso, um investidor com resultados sólidos é aquele que faz análise técnica e a análise fundamentalista do cenário econômico. 

A análise técnica, ideal para curto e médio prazo, consiste em observar toda a movimentação do preço de uma ação utilizando um gráfico que possibilita a identificação das probabilidades de determinada ação nos próximos minutos, horas, dias, semanas ou até mesmo meses, a depender da pretensão de investimento.

Por outo lado, a análise fundamentalista, para longo prazo, observa em detalhes as perspectivas de valorização de determinada ação para os próximos meses e anos.

Considera-se, portanto, o preço da ação, a saúde financeira e a governança da empresa.

Com essas duas análises, você conseguirá visualizar claramente o momento de investir, pois conhecerá as tendências da ação desejada e, de quebra, terá uma noção acerca dos pontos altos e baixos das principais empresas do mercado.

É possível investir em ações sem saber como?

Com todas as dicas valiosas que leu até aqui, provavelmente, deve ter percebido que para investir em ações não é preciso ser expert em finanças.

Uma noção geral sobre as corretoras, algumas análises das operações da empresa e cautela são indispensáveis, pois a prática e experiência guiarão o futuro dos seus investimentos. 

Sendo assim, se você está iniciando agora, o mais indicado é não dispor de valores altos nas primeiras transações. Nossa dica é adquirir Fundos de Índice (ETFs), ao invés de comprar ações de imediato.

Tais fundos são papéis negociados na bolsa e atuam como um “conjunto de ações” em um único ativo.

Protegendo seu dinheiro do risco de investir individualmente em alguma ação, você conseguirá ter uma visão panorâmica do mercado e se sentirá mais confiante em suas próximas operações.

imagem de pilhas de moedas em cima de um caderno ao lado de uma caneta em frente a um gráfico de ações

Veja também: Mercado de ações e tudo o que você precisa saber para começar a investir nele

Investir em ações da dinheiro mesmo?

Claro! E tem mais: investir em ações que pagam dividendos é ainda mais lucrativo. Por exemplo, se fizermos um comparativo rápido entre rendimentos com dividendos e o aluguel, é possível visualizar os ganhos.

Considere que comprou um apartamento básico, em uma região pouco privilegiada, que custou R$ 130 mil.

Com essas características, dificilmente, o valor do aluguel passará de R$ 800,00. Multiplicando o valor do aluguel por 12 meses (800 x 12), o retorno anual seria de R$ 9.600 mil. 

Se esses mesmos R$ 130 mil fossem investidos em uma ação do Itaú Unibanco ON – ITUB3, com dividend yield médio de 8,76%, os ganhos seriam de R$ 11.388 mil no mesmo período apenas com dividendos.

Além disso, não há preocupação com inquilinos, manutenção, impostos e outras dores de cabeça que um imóvel costuma causar.

A valorização da ação a longo prazo ainda turbina o retorno e proporciona ainda mais segurança.

Viu como é rentável investir com consciência e preparo? A equipe Bom Pra Crédito está sempre à disposição para te ajudar com as melhores decisões. 

Ah, se estiver em busca de um empréstimo pessoal, está no lugar certo. O Bom pra Crédito é a sua opção.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *