Como montar o seu próprio serviço de entrega de comida e ganhar dinheiro

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

diversas comidas dispostas em mesa escura

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Saiba por onde começar para ser o dono do seu próprio negócio!

O serviço de entrega de comida está com tudo atualmente. Sua praticidade e comodidade são ideais para o que as pessoas buscam hoje, em uma época em que o tempo é cada vez mais escasso.

De acordo com o portal Statista, o faturamento da entrega de comida online deve atingir US$ 2,9 bilhões em 2020 no Brasil.

Isso significa que a estimativa é de que sejam gastos US$ 8,2 milhões por dia com o delivery, o que com a cotação do dólar comercial de 06/04/2020 representa algo em torno de R$ 43 milhões!

Os números, que já são muito bons, devem melhorar ainda mais. Ainda de acordo com o portal Statista, estima-se que o faturamento evolua a uma taxa de crescimento anual composta de 9,5%, chegando a fantásticos US$ 4,3 bilhões em 2024 (US$ 11,8 milhões e R$ 62,2 milhões por dia)!

Se você já tinha o desejo de começar um negócio no setor de alimentação, agora deve estar ainda mais interessado, não é?

Então continue conosco e saiba o que fazer para conseguir realizar este sonho!

Como começar o seu serviço de entrega de comida?

Os passos exigem esforço e dedicação, além de algum investimento em dinheiro, mas com certeza valem muito a pena, já que te permitirão entrar em um mercado que já era bem forte e está com um destaque ainda maior por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Mesmo quando a pandemia passar, ele ainda continuará sendo bem importante para a economia, já que a alimentação é uma das necessidades básicas do ser humano, o que também ajuda a explicar o sucesso que faz em todo o Brasil.

Escolha qual será o estilo de culinária

O primeiro passo para montar um serviço de entrega de comida é saber qual será a culinária que o restaurante servirá. Pode ser comida caseira, mineira, nordestina, italiana, vegetariana ou saudável, por exemplo, entre tantas outras variedades.

É importante ter essa definição para poder colocar todos os próximos passos em prática, já que traz mudanças importantes desde o planejamento do estabelecimento até a frequência com que se abastece o estoque, por exemplo.

O ideal é que o estilo esteja de acordo com o tipo de alimento que a equipe de cozinha conhece melhor. Assim, garante-se a qualidade das refeições, o que é essencial para ter um bom número de clientes.

diversas refeições dispostas em mesa branca dentro de embalagens plásticas

Leia mais: Dicas para empreender e lucrar sem sair do bairro

Faça um planejamento financeiro

Assim como o planejamento financeiro é fundamental para a sua vida pessoal, o mesmo se aplica ao seu novo negócio.

É preciso ter tudo controlado para evitar problemas futuros, como, em casos mais críticos, o encerramento da sua empresa.

Primeiramente, é importante ter um capital de giro, que basicamente é o valor disponível para arcar com as obrigações de curto prazo em sua empresa.

É dele que você retirará o dinheiro para comprar os alimentos, por exemplo.

Este capital de giro te ajuda a ter recursos financeiros mesmo quando as vendas ainda não estão a todo vapor, o que é normal de acontecer no início de qualquer empresa e também se aplica ao serviço de entrega de comida.

Além disso, considere que pode ser necessário esperar um pouco até que se consiga obter lucros em seu novo negócio.

Se isso acontecer, mantenha a calma e a determinação, tudo bem?

Saiba onde você irá preparar a comida

Fazer comida para entregar tem um ritmo bem diferente de preparar o almoço e o jantar em casa.

O fluxo é bem mais intenso, o que demanda espaço e boas condições de higiene para que tudo corra bem.

Por isso, o melhor a se fazer é ter uma cozinha industrial, onde se pode usar panelas maiores e preparar uma maior quantidade de alimentos ao mesmo tempo, de modo que consiga atender a demanda sem ter problemas.

Logo, sua cozinha de casa não costuma ser o lugar ideal para começar o serviço de entrega de comida, a menos que sua estrutura já seja preparada para isso, é claro.

Uma boa sugestão é procurar por pontos comerciais já preparados para estabelecimentos da área da culinária, pois sua infraestrutura foi planejada justamente para isso.

Defina quem será sua equipe de trabalho

Quando se fala em um serviço de entrega de comida, o primeiro profissional que se pensa é o cozinheiro, que pode tanto ser você quanto outra pessoa. De preferência, ela deve ter experiência e habilidade na cozinha, o que fará as refeições serem saborosas e, assim, agradará os clientes.

Pode-se começar com apenas um profissional na cozinha, além de um ajudante, que também é muito importante, mas conforme a empresa crescer, pense em aumentar a equipe para dar conta da demanda sem prejudicar a qualidade.

Não se esqueça que é importante ter uma pessoa para cuidar do atendimento e do caixa, que depois também pode precisar ser uma equipe, tudo de acordo com a quantidade de pedidos que o local receber.

Seja para parentes, amigos ou mesmo pessoas que você ainda não conhece, sempre analise a qualidade do profissional para ter a melhor equipe possível ao seu lado.

Escolha como o delivery será feito

Além da equipe de cozinha e de atendimento, um serviço de entrega de comida também precisa ter alguém que possa entregar os alimentos, não é?

Pois bem, felizmente, hoje é mais fácil lidar com essa questão do que era antigamente.

Pode ser que você já tenha alguém para entregar os pedidos, o que é ótimo. Caso não tenha, porém, saiba que as plataformas de delivery de comida já têm equipes capazes de prestar este serviço, como iFood, Rappi e Uber Eats.

Logo, você tem a opção de ter uma equipe própria para entrega ou de delegar este serviço para terceiros, tudo com a comodidade e praticidade dos apps. Compare as opções e veja qual é a melhor para você!

Vale ressaltar que para fazer o cadastro, seu restaurante precisa ter um CNPJ. Acesse nosso artigo sobre como abrir uma empresa no Brasil para ter maiores orientações sobre o tema.

Cadastre seu restaurante nos apps de delivery

Por último, mas de forma alguma menos importante, você deve cadastrar seu restaurante em aplicativos de entrega de comida, como iFood, Rappi e Uber Eats, entre outros.

Como dissemos anteriormente, é preciso que o restaurante tenha um CNPJ, mas isso é fundamental para que ele atue de acordo com as leis, ou seja, não deve ser um grande problema.

Ao cadastrá-lo nos apps, será possível atingir um número muito maior de pessoas. No iFood, são feitos mais de 7 pedidos por segundo no Brasil!

Tal cadastro geralmente é pago, mas o investimento deve ser revertido na forma de pedidos e no crescimento da sua empresa, ou seja, vale a pena.

mulher em caixa de seu estabelecimento falando ao telefone

Leia mais: Ideias de negócios lucrativos, dê um salto em 2020

Alcance o sucesso com o seu serviço de delivery de comida!

A trajetória tem seus desafios, especialmente no início, mas tende a trazer ótimos frutos, inclusive com a possibilidade de revolucionar sua vida financeira e fazer com que você alcance a tão desejada conquista de ser o dono de seu próprio negócio.

Se você precisa daquele empurrãozinho inicial para tornar o serviço de entrega de comida em realidade, saiba que o Bom Pra Crédito está aqui para te ajudar, reunindo as melhores propostas de empréstimo pessoal e consignado para seu perfil.

Assim, seu sonho fica ainda mais perto!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *