Regra 15 50 30, como administrar melhor as suas finanças

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

em uma mesa branca é possível observar uma prancheta e uma calculadora e duas mãos fazendo contas e anotações

Resumo da matéria

  • O que é a regra 15 50 30
  • Definição dos gastos variáveis – 30%
  • Definir os gastos fixos e essenciais – 50%
  • Definir das prioridades financeiras – 15%
  • Como a regra 15 50 30 pode ajudar na saúde das finanças
  • Você sabe o que é BDR?
  • O que fazer em caso de dívidas

Continua depois da publicidade

Dica ajuda montar orçamento financeiro com noções básicas de divisão de renda

Poupar dinheiro é um hábito que deve ser criado desde cedo. Mas, a educação financeira ainda não é muito presente no brasil, apesar de se mostrar como uma forte tendência.

Para ajudar quem ainda não tem tanto conhecimento a respeito das ferramentas, uam ideia interessante é a regra 15 50 30, que pode tornar o caminho para a criação de uma reserva de emergência mais fácil e simples. 

O que é a regra 15 50 30

Criada por Elizabeth Warren senadora de Massachusetts e especialista em finanças na universidade de Harvard  – para ajudar sua filha, Amelia Warren Tyagi, a organizar gastos e manter uma vida financeira saudável, a “regra de bolso”, como também é conhecida, nada mais é do que uma referência para orientar o orçamento pessoal e familiar.

Desta forma, quem consegue segui-la, tem mais facilidade para estabelecer um limite de gastos mensais em três principais áreas: gastos fixos e essenciais; despesas variáveis com lazer; prioridades financeiras. 

Para isso, é preciso ter bem definido quais gastos do dia a dia serão listados em cada um desses grupos.

Definição dos gastos variáveis – 30%

A divisão de gastos variáveis deve incluir todas as despesas pessoais dos moradores da casa. Exemplo:

  • Férias;
  • Viagens de lazer;
  • Idas a restaurantes;
  • Cinemas;
  • Teatros;
  • Aluguéis de filmes, jogos e séries por demanda; dentre outros. 

Por esta ser a parcela mais pessoal e a que mais inclui os gostos de cada um, é preciso cuidado para manter a boa organização do orçamento e não extrapolar nos gastos secundários. 

imagem ampliada de homem usando uma calculadora e segurando uma caneta com gráfico em azul ao fundo

Leia também: Ficar sem dinheiro. 11 dicas para que isso nunca aconteça com você

Definir os gastos fixos e essenciais – 50%

Todas as despesas com moradia, alimentação, saúde, transporte e contas relacionadas à casa devem ser consideradas essenciais e integrar a categoria de gastos fixos. 

Ao fazer essa classificação é necessário refletir sobre a rotina da casa e dos moradores para identificar o que pode ser considerado gasto fixo. 

Por exemplo, e alguém na casa é atleta, despesas com academias ou profissionais que ministram aulas particulares podem ser consideradas fixas, pois refletem necessidades.

O mesmo vale para aquelas pessoas que gastam uma mensalidade com cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado, MBAs, etc. 

Definir das prioridades financeiras – 15%

Considerado um dos principais tópicos entre os especialistas – mais importante até do que a definição das despesas destinadas ao lazer – a definição das prioridades financeiras contribuí para garantir um padrão de vida elevado no futuro, com a realização de projetos mais custosos e até mesmo a realização de sonhos. 

As prioridades financeiras compreendem planos e metas de curto, médio e longo prazo:

Curto prazo

Para metas de longo prazo, vale a pena optar por investimentos de liquidez diária, que auxiliem o investidor a construir sua reserva de emergência.

Essa poupança irá servir para cobrir gastos com imprevistos, como uma reforma da casa, um gato com o carro ou até mesmo despesas médicas. 

Médio prazo

Já as prioridades financeiras de médio prazo são aquelas mais robustas e que precisam de um investimento maior, como a compra de um imóvel, a troca de um veículo, festas de casamento ou bodas, etc.

Para isso e como não haverá a necessidade de utilizar o dinheiro em uma emergência, é importante escolher alocar investimentos com prazo de retorno maior, mas que ofereçam rendimentos atrativos, descontos e taxas de corretagem menores (ou nulas).

Longo prazo

O objetivo da definição de prioridades financeiras de longo prazo é a aposentadoria.

Aqui, vale a pena escolher fundos de investimentos ou até mesmo opções de renda variável com prazos largos, que irão oferecer faixas de retorno muito mais atrativas, como ações, por exemplo.

Gastos Pessoais variáveis: 30%Gastos fixos e essenciais: 50%Prioridades financeiras: 15%
Lazer em geral: comer fora, cinema, festas, viagens, programas culturais, etc…Moradia, alimentação, saúde, transporte. Lembre-se, as despesas variam muito do estilo de vida e até profissão de alguém!Planos de metas de curto, médio e longo prazo:
-Investimentos em ações com alta liquidez (curto prazo)
-Financiamento de um automóvel (médio prazo)
-Investimentos em fundos de ações, aposentadoria (longo prazo)

Como a regra 15 50 30 pode ajudar na saúde das finanças

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstram que o perfil brasileiro está mudando.

De acordo com os levantamentos dos últimos censos, a expectativa de vida dos brasileiros está aumentando, ao passo que a quantidade de jovens está diminuindo. 

Mas o que isso quer dizer? Significa que, com o passar dos anos, o país terá uma porcentagem maior de idosos aposentados, mas um número menor de população ativa contribuindo para a Previdência Social.

Segundo a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), esse cenário joga luz sobre dois pontos principais: (i) uma tendência de redução do valor de contribuição pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); (ii) alongamento do período de contribuição e atuação no mercado de trabalho.

Por conta destes cenários, cresce a necessidade de criação de poupança complementar e a regra 15 50 30 pode ser uma ótima aliada. 

Você sabe o que é BDR?

Ultimamente está sendo muito comum ouvirmos falar em bdr. Mas, afinal, você sabe mesmo o que é bdr?

Brazilian Depositary Receipts, em tradução do inglês, nada mais são do que certificados de depósitos de valores mobiliários (investimentos), emitidos no Brasil, mas que representam papéis de ações de companhias de capital aberto no exterior.

em uma mesa estão sentadas duas pessoas realizando contas com uma calculadora e fazendo anotações em um caderno

Confira: Calcular gasto de viagem. Como se preparar para curtir as férias com economia

O que fazer em caso de dívidas

Fazer dívidas é algo que pode dar calafrios em algumas pessoas, mas é uma realidade (e até mesmo uma necessidade) para outras.

Às vezes é necessário solicitar um empréstimo para financiamento estudantil, residencial, etc., e isso não é um problema.

Contudo, é importante ter em mente que todas as dívidas devem entrar na categoria de gastos essenciais e a prioridade precisa ser a quitação de todas elas. 

Além disso, a renegociação de dívidas com instituições financeiras também é muito importante no processo de educação financeira.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Mobills – empresa que disponibiliza um sistema de controle financeiro pessoal online – 51,2% dos brasileiros não entram em contato com seus credores para tentar renegociar débitos e limpar o nome. 

Esse número elevado deixa claro que para muitas pessoas, renegociar dívidas ainda é uma tarefa que remete à burocracia, mas a realidade é que é mais fácil do que parece e boa parte do processo se resume exatamente ao planejamento financeiro, execução dos objetivos e foco nos planos. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *