Quanto custa ter um filho. Gastos no primeiro ano de vida

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

em uma lousa tem um desenho de família com duas madeiras em cima e mão ao lado

Resumo da matéria

  • Qual é o custo mensal de um bebê?
  • Principais gastos com bebê no primeiro ano de vida
  • Já calculou quanto custa ter um filho? Então planeje-se

Continua depois da publicidade

Cuidar, amar, alimentar e educar uma criança não são tarefas fáceis e nem baratas

Todo ano, o UNICEF faz uma estimativa de quantas pessoas nascem no dia de Ano Novo. Somente em 2020, mais de 392 mil bebês vieram ao mundo no dia 1 de janeiro. Esses dados refletem o desejo de muitas pessoas: aumentar a família. Claro que tudo isso envolve amor, dedicação e realização de sonhos. Mas, você já parou para pensar quanto custa ter um filho? Confira quais são os principais gastos com crianças em seu primeiro ano de vida e comece agora mesmo a se preparar.

Qual é o custo mensal de um bebê?

Quando você decide ter um filho, é importante pensar nos desafios que estarão por vir. É fundamental não ignorar quanto custa ter um filho.

Afinal, para a saúde financeira e bem-estar de todos os membros da família, é preciso equilibrar as contas.

Os gastos mensais variam de acordo com o perfil financeiro de cada família. Não existe uma tabela fixa com o preço de cada coisa.

Mas, se você gosta de manter tudo sob controle, é bom saber que, durante o primeiro ano de vida, o bebê vai consumir um terço do seu orçamento. Então, quem ganha R$ 5 mil, por exemplo, pode começar a reservar R$ 1600 por mês.

Em um ano, o valor pode chegar a, aproximadamente, R$ 19 mil. Se esse valor causou susto, é importante você continuar a leitura.

Leia também: Como falar sobre dinheiro com crianças e fazê-las entender seu valor

Principais gastos com bebê no primeiro ano de vida

A primeira coisa que a gente pensa na hora de calcular quanto custa ter um filho é na troca de fraldas. A estimativa é que sejam utilizadas, em média 9 por dia durante os 2 primeiros meses e 6 dos 3 aos 12 meses.

Os gastos com fralda dependem da marca e do tamanho. Vamos imaginar o tamanho M, que é o mais usado e supor que um pacote com 30 unidades custa R$ 20 reais. Em um ano, o gasto seria de, aproximadamente, R$ 2100.

Alimentação

O aleitamento materno deve ser a principal fonte de alimentação do bebê. No entanto, a gente sabe que nem sempre isso é possível devido a uma série de fatores.

Nesse caso, é importante nutrir a criança com fórmulas indicadas pelo pediatra.

Uma lata de leite dura, mais ou menos, uma semana. Considerando o preço R$ 40 (lata de 400g), o gasto mensal será de, aproximadamente, R$ 160. A partir do 60 mês, a criança começará comer frutas e papinhas e o custo acaba aumentando um pouco mais.

Enxoval

Roupinhas, banheira, berço, bebê conforto, armário e carrinho são os itens básicos da lista de enxoval. Móveis simples, incluindo berço e cômoda, custam, aproximadamente, R$ 1500.

O preço de roupinhas, decoração, bolsa de passeio, mamadeiras, chupetas, entre outros acessórios varia de acordo com quantidade, marca, entre outras categorias. Tudo vai depender, como a gente já disse, do seu perfil financeiro.

Gastos com saúde

Despesas com consultas, vacinas, exames e medicamentos devem ser considerados quando se planeja ter um filho. É importante se preparar para imprevistos, principalmente quando não sabemos lidar com um ser tão pequeno.

Um plano de saúde básico para criança custa, em média, R$ 198 por mês. Isso sem contar nas vacinas que não são disponibilizadas pela saúde pública e alguns itens de farmácia.

Escolinha

Nem todos os pais contam com uma rede de apoio para cuidar da criança quando a mãe retornar ao trabalho.

Nesse caso, há duas opções: pagar um cuidador ou colocar na escolinha. Em algumas situações, os dois contextos são necessários.

A mensalidade de escolas privadas pode variar entre de R$ 350 a R$ 5 mil. A média salarial de um cuidador de crianças é de R$ 1600.

família de homem, mulher e dois filhos se diverte brincando entre si deitados em um puff

Confira: Educação financeira infantil: porque você precisa ensinar o seu filho desde cedo

Já calculou quanto custa ter um filho? Então planeje-se

É importante mencionar que filhos não devem ser encarados como um código de barras.

Acompanhar o desenvolvimento, as brincadeiras, as primeiras palavras e tudo o que envolve o crescimento é muito mais valioso do que imaginamos.

É por isso que vale a pena cada planejamento e organização. Agora que você já sabe quanto custa ter um filho, é só se organizar para realizar seu sonho de ter alguém para amar e cuidar.

Que tal começar por uma reserva de emergência, reservando um terço do seu salário durante um ano, por exemplo? Aqui no blog do Bom Pra Crédito, a gente oferece conteúdos gratuitos para quem quer realizar sonhos.

Leia nossos artigos sobre educação financeira e descubra como se preparar com segurança para a chegada do seu bebê. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *