Primeiro estágio: como usar a sua bolsa-auxílio de forma inteligente

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

imagem de uma garota de ócuilos de garu sentada a uma mesa com uma xícara nas mãos

Resumo da matéria

  • O que é a bolsa-auxílio de estágio?
  • Como usar sua bolsa?
  • Organize
  • Estabeleça teto de gastos
  • Baixe um app de controle financeiro
  • Crie uma reserva financeira
  • Invista em cursos de capacitação
  • Participe de eventos na sua área
  • Compre materiais de estudo e trabalho
  • Adapte-se ao padrão de vida que seu salário

Continua depois da publicidade

Saiba como aproveitar o período como estudante para desenvolver bons hábitos financeiros

Quando você começa a entender melhor sobre saúde financeira, descobre que andar na linha com o seu dinheiro é um hábito que se cultiva sempre. Nessa lógica, se fazemos sempre o certo desde a primeira oportunidade de administrar nossas contas, como no primeiro estágio, temos ainda mais chances de ter sucesso com nossas finanças. 

O salário de um primeiro estágio, em geral, é baixo. Como o contratado ainda não é um profissional formado, é costume chamar a remuneração para o serviço prestado de “bolsa-auxílio”.

O que é a bolsa-auxílio de estágio?

A bolsa-auxílio de estágio é o “salário” que um estudante recebe quando realiza um estágio que é considerado não obrigatório.

Pela Lei, as experiências que não fizerem parte do currículo obrigatório da faculdade, devem ser remuneradas.

A legislação diferencia os estágios obrigatórios e não obrigatórios por esse motivo, o primeiro conta como carga horária na sua formação e o segundo como 

as experiências individuais do estudante. Como é um contrato direto entre o aluno e o empregador, este deve oferecer uma forma de remuneração.

jovem de camiseta amarela e headphones estudando em uma sala branca

Leia mais: As 50 perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego

Como usar sua bolsa?

O desafio de usar a bolsa-auxílio do primeiro estágio de maneira inteligente é otimizar seus gastos, para não acabar desperdiçando seu dinheiro.

Organize  

Acompanhar seu orçamento e delimitar gastos para ele é a melhor maneira de evitar que ele acabe antes mesmo de você saber para onde ele foi.

O ideal é que você anote o valor da sua bolsa – junto dos adicionais, por exemplo: vale-transporte, vale-refeição, vale-cultura, entre outros que a empresa oferecer. 

Isso porque o seu orçamento não é feito só do seu salário. Seus benefícios entram porque evitam que você gaste do seu bolso, então também devem fazer parte dessa conta.

Estabeleça teto de gastos

Use categorias para determinar onde você gasta seu dinheiro, por exemplo: alimentação, lazer, material de estudo.

E, dentro dessas categorias, estabeleça um limite de gastos, ou seja, você só vai poder usar até xx do seu salário com aquela categoria.

Ninguém melhor do que você para saber onde gasta mais ou menos, vai ser moleza separar essas prioridades.  

Baixe um app de controle financeiro

Baixe um aplicativo de controle financeiro e passe a anotar tudo o que gasta. Existem muitas opções deles, gratuitas inclusive, que vão te mostrar tudo de forma organizada no celular. 

É um jeito rápido e fácil de se planejar e manter o controle da sua renda.

Crie uma reserva financeira

Desde o início, é importante que você tenha uma reserva financeira. É o que também chamamos de reserva de emergência.

E, mesmo que seja pouco, você deve começar por algum lugar. Guarde o que você pode do seu auxílio, contanto que você poupe ao menos algo. 

Esse dinheiro pode servir para algum investimento depois ou só para ser usado em algum caso de necessidade. 

Invista em cursos de capacitação

A remuneração do primeiro estágio costuma ser uma bolsa-auxílio justamente porque é uma ajuda ao estudante.

Mas, a longo prazo, é possível usar esse dinheiro para investir no seu futuro, se não precisa usá-lo para despesas básicas de casa, por exemplo. 

O dinheiro que você conseguir poupar dessa grana pode se transformar em uma qualificação. 

Cursos podem te ajudar a ser efetivado no seu estágio ou conquistar outras oportunidades de emprego no futuro.

Participe de eventos na sua área

Outra área importante e que seu dinheiro pode te ajudar a investir é na área de eventos.

Com eles você vai poder se atualizar na sua área  (além dos cursos) e ainda conhecer outros profissionais da área, aumentando sua rede de contatos no meio. 

Seu dinheiro pode te ajudar a viajar a congressos, o que vai agregar valor ao seu perfil profissional — especialmente o de quem deseja ser professor ou pesquisador.

Compre materiais de estudo e trabalho

Separe uma parte do seu orçamento para gastar com xerox e materiais complementares para os seus estudos, sempre tem alguma coisa para ler, copiar, baixar. Mas nem sempre tudo está disponível online.

Use esse dinheiro para comprar livros que são referências no seu campo de estudos preferido.

A dica nesse caso é adquirir um leitor de e-books. Você otimiza espaço e pode economizar também nos materiais, já que os arquivos digitais costumam ser mais baratos do que os físicos.  

imagem de uma sala com pessoas usando seu computadores para trabalhar

Leia mais: Roubo de dinheiro: sanguessugas do seu salário

Adapte-se ao padrão de vida que seu salário 

Lembre-se: essa é a sua oportunidade de adquirir bons hábitos financeiros, não tome essa chance como uma boa hora para torrar seu dinheiro.

Mesmo morando ainda com seus pais, o fato de ganhar um salário no estágio não quer dizer que você pode sair esbanjando.

Adote um padrão de vida que seu salário te proporciona. Evite fazer dívidas com cartão de crédito e cheque especial, use esses meios de pagamento para momentos em que realmente você precisa.

O estagiário não tem direito ao 13º salário no final do ano. E mesmo com direito a 30 dias de férias depois de 1 ano de empresa, o estagiário não recebe o abono das férias, que equivale a 1/3 do salário.

Aproveite agora para aprender a viver com o que ganha sem contar com crédito no bolso. 

Mantenha uma boa saúde financeira e, quem sabe, no futuro, você pode se organizar pagar o pagamento de um empréstimo pessoal para fazer um intercâmbio e alçar voos mais altos na sua vida profissional. confira tarifas no Bom Pra Crédito e comece a se organizar. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *