Passo a passo para entender por que o preço da gasolina está tão alto

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

homem de camisa branca abastecendo seu carro

Continua depois da publicidade

Você sabe tudo o que afeta o preço dos combustíveis? Separamos algumas explicações.

Em 2020, o preço da gasolina atingiu recorde no Brasil. Em um dos postos mais movimentados da Zona Norte do Rio de Janeiro, segundo uma reportagem do Jornal Nacional, o litro da gasolina comum estava custando R$ 5,19. 

Isso quer dizer que para encher o tanque de um carro médio, com cerca de 50 litros, em média, o brasileiro precisou desembolsar  R$ 259,90, o que significa 25% de um salário mínimo atual.

Você sabe por que o preço da gasolina está tão caro? Chegou a hora de você entender de uma vez por todas como é formado o preço da gasolina no Brasil e quais fatores influenciam nessa conta.

Confira:

Quem controla os preços da gasolina no Brasil?

A estatal Petrobras é a maior no ramo de exploração de petróleo no país e, por mais que o monopólio (quando uma única empresa domina um produto, prejudicando a concorrência) desse mercado tenha acabado em 1997, no governo de Fernando Henrique Cardoso, ela ainda é a principal agente de produção e distribuição do combustível. 

De certa forma, esse peso dá a ela o poder de definir o preço no mercado brasileiro.

Falamos de certa forma porque além do preço que a estatal coloca no produto, ele ainda vai receber revisões no preço final por conta da adição de tributos.

São os impostos que fazem com que os valores sejam diferentes nos Estados. 

silhueta de uma estação de extração de petróleo

Leia mais: O que fazer para poupar dinheiro ganhando pouco

O combustível consumido no Brasil é importado?

Não. A Petrobras extrai petróleo brasileiro, mas para ele virar combustível precisa ser refinado e passar por inúmeros processos até se transformar nos subprodutos (diesel, gasolina, querosene e gás liquefeito de petróleo).

Apesar da Petrobras produzir mais petróleo bruto do que o Brasil consome, o tipo do óleo brasileiro não é totalmente adequado para a produção de alguns derivados, então isso faz com que eles precisem importar uma pequena parte de produto bruto para conseguir atender a demanda interna do mercado.

O que influencia o preço do combustível?

O valor do barril de petróleo no mercado internacional afeta o preço dos produtos finais, como diesel e gasolina, já que eles são feitos do petróleo. O monopólio do mercado, como explicamos antes, é um outro ponto que afeta muito esse valor.

Quanto maior a competição entre empresas, menor tende a ser o valor do produto.

Mas, mesmo com outras distribuidoras envolvidas, a Petrobrás é a grande referência do meio. Nesse caso, o país fica refém de um único preço. 

O transporte desse combustível também é uma influência no seu preço final.

No Brasil, gasolina e diesel são transportados em caminhões e levando em conta a extensão do território nacional, essa é uma operação que encarece muito a operação. 

Lembra da greve dos caminhoneiros em 2018? Eles pararam de transportar os combustíveis e o país inteiro parou.

Um processo que tornaria essa fase mais barata é se tivessem refinarias espalhadas pelo país e esse transporte fosse feito por oleodutos –  tubulações fechadas que movem o petróleo de um lugar a outro através de um sistema de pressão.

Fechando essa conta, podemos dizer que no final das contas o valor final do combustível no Brasil é formado por todos estes fatores:

  • Preço internacional do petróleo
  • Estrutura do mercado
  • Capacidade de extração e refino 
  • Custo dos transportes 
  • Impostos sobre o produto 

4. Qual a influência real dos tributos no preço final da gasolina?

Muita gente reclama, mas pouca gente entende como os impostos alteram os preços dos produtos. 

Segundo dados da ANP (agência nacional do petróleo), em novembro de 2019, o imposto estadual representa 28% do preço da gasolina na bomba, e os tributos federais, 16%. 

O preço gasolina para o produtor responde por 30% do preço ao consumidor.

O etanol que é misturado no combustível, mais 13%. Margens e custo de transportes respondem pelos outros 13%.

pessoa com luvas azuis manuseando um erlenmeyer com combustível dentro

Leia mais: Roubo de dinheiro: Sanguessugas do seu salário

O que pode ser feito para o preço do combustível diminuir no Brasil?

Alguns cenários poderiam acontecer para o preço da gasolina diminuir, mas todos pouco prováveis.

Se o preço do petróleo internacional caísse consideravelmente, a queda seria instantânea. 

Outro é a intervenção do Estado no preço aplicado pela Petrobras, mas isso afetaria o valor de mercado da empresa (o que já aconteceu no governo da presidente Dilma e do presidente Bolsonaro), o que seria ruim para os investidores. 

A redução dos tributos poderia diminuir esse preço também, mas nem o governo Federal e nem os Estados estão com dinheiro sobrando para diminuir a arrecadação desses impostos. 

  • Preços altos pedem cuidado redobrado 

Quando uma crise econômica como essa paira sobre o país, é hora de todo brasileiro pensar ainda mais sobre a importância da educação financeira.

Com valores altos em um produto que tantas pessoas precisam para viver, afeta diretamente o consumo.

Cuide bem das suas contas e evite dívidas ruins, aquelas que não são feitas com planejamento e sem um caráter de investimento. Fique de olho na sua planilha de gastos e não saia da linha.

E caso precise, considere uma simulação de empréstimo pessoal no Bom Pra Crédito para entrar na linha e negociar as melhores taxas de juros do mercado.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *