Pessoa mais rica do mundo e os segredos que você deve seguir

Carolina

| 4 minutos para ler

pessoa de terno cinza usando cmaisa branca e gravata preta colocando um maço de notas dentro do bolso interno

Resumo da matéria

  • Quem é Jeff Bezos?
  • Como Jeff Bezos faz para ganhar tanto dinheiro e se tornar a pessoa mais rica do mundo?
  • O que aprender com a experiência de Jeff Bezos?
  • Dicas da pessoa mais rica do mundo em 2020

Continua depois da publicidade

Alguns fatores são fundamentais para o sucesso, e a pessoa mais rica do mundo, certamente, tem muito para ensinar por meio de sua experiência

Você gostaria de saber quem é a pessoa mais rica do mundo? Nós também! E, por isso, fizemos questão de ir atrás dessa informação para saber o que torna alguém rico o suficiente para ultrapassar Bill Gates!

Isso mesmo, aposto que você imaginava que o criador da Microsoft ocuparia essa posição, mas não é ele.

Pelo que apresenta a revista Forbes na lista “The Richest in 2020” o primeiro lugar pertence ao fundador da Amazon, Jeff Bezos, seguido de Bill Gates e outros artistas, empresários, como Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, que ocupa a oitava posição da lista, atletas e herdeiros de grandes fortunas.

Antes de falar um pouco mais sobre Jeff e todo seu império, experiências e curiosidades, é interessante notar que em 2020 a soma do dinheiro dos mais ricos do mundo somam mais de um trilhão de dólares, a maior fortuna acumulada até hoje. 

Surreal, não é mesmo? Então, vamos conhecer um pouco mais sobre a vida e atuação desse empresário? Acompanhe esse artigo e veja o que ele tem a te ensinar com sua experiência. Vamos lá!

Quem é Jeff Bezos?

O norte-americano, fundador da reconhecida Amazon, possui uma fortuna estimada em 127 bilhões de dólares. Sua carreira de sucesso dava indícios desde jovem, enquanto estudante, acumulou dezenas de premiações.

Formado em engenharia elétrica e ciência da computação, trabalhou em uma startup e, a partir de então, percebeu o crescente potencial da internet

Em meados de 1994, inspirado na progressão do mercado, investiu o que tinha em um negócio online. Ainda sem muito reconhecimento na área, teve seus pais como primeiros investidores na Amazon

Nos dias do hoje, a parte dele em sua própria empresa não chega a 20% e divide sua atenção com outros dois negócios, uma startup que realiza explorações ao espaço e o jornal The Washington Post, onde também obtém lucros consideráveis, que contribuem para que ele seja o detentor do título de homem mais rico da atualidade.

Como Jeff Bezos faz para ganhar tanto dinheiro e se tornar a pessoa mais rica do mundo?

O que será que a Amazon tem de tão diferente de tantos outros negócios online? Bom, a resposta parece um pouco óbvia, mas vamos lá: o gestor.

Não há dúvidas de que a atuação de Jeff Bezos à frente da companhia contribui muito para o acúmulo de tanta riqueza.

O começo da Amazon foi surpreendente, pois apenas dois meses depois de seu lançamento, que começou como uma livraria online, seus despachos já haviam superado as fronteiras americanas e alcançado mais de 40 países. 

Pasme: todo o processo de seleção, embrulho e envio das encomendas eram feitas manualmente pelo próprio Bezos e alguns de seus poucos funcionários. 

Mesmo sem qualquer automatização, logo nos primeiros meses de funcionamento, a loja faturava cerca de US$ 20 mil semanais. Menos de 3 anos depois, estava aberta para negociação de ações. 

Nos anos seguintes, com o sucesso visível da loja virtual, a lista de itens cresceu e passou de livros para, também, CDs, DVDs e, nos dias atuais, a diversidade é ainda maior. 

Para ter uma ideia da supervalorização do empreendimento e das vantagens de investir em um negócio iniciante, aquele que colocou US$ 500 à época da abertura equivale a um montante de US$ 700 mil atualmente. E assim, não apenas Bezos, mas todos seus investidores lucram centenas de milhares de dólares anualmente.

Ele também está na corrida espacial

A Blue Origin foi fundada em 2000 e não tem uma atuação tão pública quanto a Amazon, mas seus resultados são promissores.

Em 2015 o primeiro foguete da empresa de Jeff foi testado com sucesso e seu objetivo é levar turistas para voos que chegam a 100 km de altitude.

Ainda em fase de testes e aprovações, os voos ainda não estão abertos para turistas. A previsão é que isso ocorra até 2024 e tenha um custo mínimo de US$ 200 mil por passeio. 

Para custear esse sonho, o empresário abriu mão de mais de US$ 1 bilhão em ações da Amazon e, por isso, detém menos de vinte por cento da empresa nos dias atuais. 

The Washington Post 

No ano de 2013, decidido a encarar novos desafios, Jeff Bezos optou por investir US$ 250 milhões no badalado jornal The Washington Post.

A situação não foi muito positiva no início da parceria que se iniciou, justamente, no período de transição do impresso para o digital, mas não demorou muito para que Bezos utilizasse toda sua expertise para adaptar seu investimento à tecnologia e, com isso, duplicar os lucros obtidos.

homem de camisa azul contando notas de costas para uma lousa com desenhos de cifrão e um saco de dinheiro

Leia também: “A ciência de ficar rico” e outros 5 livros sobre finanças para você mudar sua relação com o dinheiro

O que aprender com a experiência de Jeff Bezos?

Com essas rápidas passagens pela trajetória de Jeff Bezos, a pessoa mais rica do mundo, o primeiro ponto que podemos tirar de lição é acreditar nos seus objetivos e liderança.

Se no início de sua história, quando separava, empacotava e enviava suas encomendas junto a seus funcionários, ele não tivesse liderado sua equipe e trabalhado junto, certamente, não teria colhido tantos frutos.

E é justamente esse perfil de líder que mais destaca Jeff Bezos nesse universo dos negócios.

Ele está sempre buscando novos horizontes e, não importa o quanto custe de outra empresa, como vimos a quantia que ele abriu mão para investir na corrida espacial, algo que também acredita e, certamente, em um futuro próximo renderá ainda mais cifras para sua carteira.

O grande executivo acredita que os dois maiores segredos de uma empresa de sucesso são seus funcionários e seus clientes.

Por isso, os gestores são instruídos a escolher um novo funcionário que esteja em uma média superior à dos outros contratados, assim, garante a qualidade da equipe.

Quanto a seus clientes, Jeff mantém ainda seu e-mail de contato jeff@amazon.com e, esporadicamente, ele lê o que alguns clientes enviam, sejam reclamações, dúvidas ou sugestões e encaminha para os responsáveis com um icônico ponto de interrogação.

Dicas da pessoa mais rica do mundo em 2020

Se você gostou de conhecer um pouco mais sobre a carreira construída pelo homem mais rico da atualidade, temos uma sugestão valiosa: sua palestra no TED Talks.

O conteúdo, apesar de ter sido gravado há mais de uma década, é extremamente atual e interessante. 

Os dois livros publicados “A Loja de Tudo: Jeff Bezos e a Era da Amazon” e “Jeff Bezos: Amazon.com Architect” também são muito bem avaliados por aqueles que apreciaram a obra. 

Um empréstimo pessoal pode lhe ajudar a ficar mais próximo do seus objetivos. Conte com o Bom Pra Crédito para isso!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *