Hipoteca, porque recorrem a ela

Larissa Civita

| 5 minutos para ler

Continua depois da publicidade

Descubra agora se vale a pena usar uma casa como garantia de empréstimo

As linhas de crédito são excelentes alternativas para quem deseja conseguir dinheiro para quitar dívidas, reformar a casa ou investir em um negócio.

Graças a esses serviços, a gente consegue ajustar as finanças e sair do sufoco.

Você está se planejando para obter um empréstimo?

Já ouviu falar sobre o que é hipoteca? Saiba mais sobre esse tema, o que ela significa, qual é sua relação com as taxas de juros e descubra se está de acordo com seu perfil.

Imagem em destaque de uma porta com a chave na fechadura

O que é hipoteca?

A hipoteca nada mais é do que um tipo de empréstimo em que a gente usa o imóvel como garantia. Isso significa que sua casa ou apartamento passam a ser a segurança que o banco precisa para saber se você é um bom pagador.

Nesse caso, se você não pagar as parcelas do empréstimo e não cumprir o acordo de quitação da dívida, seu imóvel poderá ser tomado pelo banco. Meio assustador, né? Mas, calma, vamos te explicar e vai dar tudo certo. 

Leia Mais: Empréstimo Online Urgente, como solicitar

Como funciona a hipoteca?

Em primeiro lugar, a instituição financeira fará uma análise do seu perfil para averiguar os riscos de emprestar dinheiro.

Caso você deseje usar seu imóvel como garantia, ele passará por uma avaliação. 

Ou seja, além de confirmar se o seu nome está sujo e analisar sua renda, a instituição financeira avalia o valor do imóvel.

Em alguns casos, é realizada uma vistoria para averiguar o estado físico de sua casa ou apartamento.

Além de imóveis residenciais, alguns bancos aceitam estabelecimentos comerciais como garantia. 

O crédito só é liberado depois que o banco se certificar que não sairá no prejuízo caso ele não receba o pagamento da dívida. 

Assim como acontece com outros empréstimos, o valor disponibilizado pelo banco é dividido em parcelas que devem ser pagas mensalmente.

No entanto, mesmo com a inclusão do imóvel como garantia, as taxas de juros também são cobradas, mas com valor menor em comparação ao empréstimo pessoal. 

Como funciona a hipoteca no Brasil?

Antes de falar sobre a relação da hipoteca e o contexto brasileiro, é interessante você saber como ela funciona nos Estados Unidos.

Nesse país, é muito comum as pessoas usarem os imóveis como garantia de pagamento.

A maioria dos norte americanos usam esse crédito para comprar o primeiro imóvel.

Quando eles quitam a dívida inicial, podem realizar uma segunda hipoteca, ou seja, usam novamente a casa para realizar outro empréstimo. 

Para você ter uma noção do que é hipoteca nos Estados Unidos, essa forma de garantia é tão popular que representa mais ou menos 68% de crédito para pessoas físicas no país.

E no Brasil?

Aqui, as coisas são um pouco diferentes. Quando um imóvel é hipotecado, ele continua no nome do proprietário.

Isso acaba sendo um obstáculo para o banco e dificulta a retomada do bem caso a dívida não seja paga. 

Isso significa que o banco deve recorrer a processos judiciais para conseguir o imóvel.

Como o Poder Judiciário tem diversas etapas no Brasil, o processo pode levar anos e o prejuízo será inevitável.

Além disso, a Lei nº 10.406/2002, Art. 1.475, dá ao proprietário o direito de negociar seu imóvel com outra pessoa, mesmo se ele estiver hipotecado.

Mas, se a casa for vendida, o devedor deverá quitar o empréstimo à vista, o que significa um grande risco para o banco. 

Leia também: Tipos de empréstimo e todos os seus benefícios

Além de casas, o que pode ser hipotecado?

Casas e apartamentos são os bens hipotecados com maior frequência. Além deles, é possível hipotecar imóveis comerciais e industriais.

Dependendo da situação, os acessórios, ou seja, o que tem dentro do imóvel, entram na hipoteca. 

Estradas de ferro, desde que sejam propriedades particulares, também podem ser hipotecadas.

O mesmo serve para gados, lavouras, navios, aeronaves, entre outros tipos de bens. 

Quais são os tipos de hipoteca?

Dependendo do contrato, a hipoteca pode ser de vários tipos: 

Hipoteca convencional

O acordo feito e escrito em contrato deve ser registrado em cartório. Isso serve como garantia de que as promessas serão cumpridas. 

Hipoteca judicial

A justiça aplica uma sentença da hipoteca do imóvel, ou seja, o juiz determina que a casa deve ser tomada para o pagamento de uma dívida. Nesse caso, o registro em cartório também é necessário.

Hipoteca legal

O que a difere das demais é que não há  a necessidade de registro de contrato em cartório. 

Quais são as principais vantagens da hipoteca?

A hipoteca oferece boa garantia de pagamento do empréstimo. Isso faz com que ela se diferencie de outras linhas de crédito.

A primeira vantagem é que é possível  hipotecar o único imóvel da família, desde que todos os membros concordem. 

Além disso, os juros são bem menores, justamente pela garantia ser alta.

Outro diferencial é que o prazo para o pagamento de parcelas também é maior.

Algumas instituições financeiras podem liberar o valor do imóvel como empréstimo. 

O que acontece  se o empréstimo não for pago?

Se você solicitar um empréstimo e não conseguir quitar a dívida, correrá grande risco de perder o seu imóvel.

Pela legislação, mesmo que esteja faltando uma prestação para pagar, isso pode ser o suficiente para que o banco tome seu bem.

No entanto, as instituições financeiras costumam esperar até quatro prestações para começarem a cobrança ou entrar com processo de retomada do imóvel.

É importante que você saiba que a casa ou outro imóvel só será entregue mediante ação judicial. 

Como dar baixa na hipoteca

Uma vez que você quitar a dívida integralmente, é importante procurar o cartório para apresentar a baixa da sua hipoteca. Isso é importante para evitar que seu imóvel possa ser leiloado no futuro.

Normalmente, esta baixa é feita em cartório. É um processo simples, mas que requer atenção.

O Bom Pra Crédito pode te ajudar na busca pela instituição com as menores taxas

É por isso que é preciso ter um bom planejamento das suas contas antes de pensar nessa possibilidade, mesmo sabendo da hipoteca.

Antes de tomar essa decisão, o ideal é que você calcule o quanto realmente precisa.

Para isso, anote em uma tabela o quanto você ganha, quais são suas principais despesas e do quanto de dinheiro você precisa.

Acesse o site do Bom Pra Crédito, preencha um pequeno formulário com o valor que você deseja e outros dados.

Em poucos minutos, você poderá receber diversas ofertas de mais de 30 instituições financeiras, de acordo com o seu perfil.

Com isso, veja se é possível obter um empréstimo pessoal sem precisar usar sua casa como garantia.

O Bom Pra Crédito tem parceria com os principais bancos e financeiras do país.

Nosso trabalho foi criado para reduzir a distância entre você e as melhores condições de empréstimo do Brasil. 

Se você quiser saber mais sobre as condições entre em contato conosco:

Você também pode acessar as mídias sociais oficiais da empresa, no TwitterFacebookLinkedInInstagram, e até mesmo o YouTube. Todos esses canais podem ser usados para tirar suas dúvidas.


Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *