O que acontece com nome sujo no SPC após 5 anos?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

calendário com os dias da semana

Continua depois da publicidade

É verdade que a dívida caduca e como limpar seu nome no SPC?

Você pode até não saber o que exatamente é o SPC e nem como ele funciona, mas, com certeza, seu primeiro pensamento quando escuta essa sigla, é dívida. Mas o que acontece se ficarmos com o nome sujo no SPC por 5 anos ou mais?

Fala a verdade, quem não tem medo do nome sujo no SPC? Mas, antes de tudo é melhor a gente desvendar um mito: O SPC e o SERASA são duas empresas diferentes.

Não sabia? Pois é, os dois são cadastros de devedores, mas não são a mesma coisa.

O SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) é a entidade que recebe e inscreve os nomes que estão inadimplentes de estabelecimentos comerciais, prestadores de serviços e de algumas redes bancárias.

Associações comerciais e também Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL) são responsáveis por alimentar o SPC.

Já a Serasa é uma empresa formada pelo banco de dados dos devedores da rede bancária, do Banco Central e de algumas empresas específicas.

Além de registros de protesto de título, ações judiciais, cheques sem fundos e outros provenientes de fontes públicas e oficiais.

As consequências de não honrar com essas dívidas são inúmeras, mas em geral com o seu CPF “sujo” você fica em uma lista negra do crédito como um mau pagador.

É praticamente impossível solicitar e ser aprovado em financiamentos, cartões de crédito, empréstimos, etc.

ampulheta contando o tempo do nome sujo no SPC

Leia mais: Tarifas Bancárias: dá pra se livrar delas?

Como funciona o SPC

Criado em 1955, o SPC é um banco de dados que fornece às empresas informações para que elas possam tomar decisões no momento de conceder o crédito aos consumidores.

Mas também fornecem a consulta de débitos para pessoas físicas, para que elas possam negociá-los junto às empresas.

Você possui o nome sujo no SPC

Para que o seu nome chegue até o cadastro do SPC a empresa para a qual você está devendo precisa enviar o seu nome para ser negativado.

Quando isso acontece, o devedor tem o direito de receber uma notificação sendo avisado que caso a dívida não seja quitada, o nome entrará oficialmente para o cadastro de negativados.

Uma vez inscrito no cadastro de negativados, o devedor só sairá mediante pagamento.

Existem alguns casos de nomes que são inseridos de maneira irregular nesse cadastro, sem dever nada a ninguém. Comprovado o erro, o seu nome pode ser imediatamente retirado da lista.

E caso seja provado que isso trouxe algum tipo de dano, pode ser reclamado na justiça com direito a indenização.

É verdade que minha dívida tem prazo?

Não exatamente. Esse mito se espalhou com o tempo por conta de uma regra de inclusão do nome nesses bancos de inadimplentes.

Após cinco anos, o seu nome é automaticamente retirado do cadastro por aquela dívida. 

Mas, preste bem atenção, isso não quer dizer que você deixa de dever e não precisa mais pagar a sua dívida.

Quer dizer que a empresa perde o direito de reclamar na justiça por ela. Mas a empresa ainda pode continuar te cobrando extrajudicialmente.

Caso o seu nome seja retirado dos cadastros nesses moldes e você continue não pagando a dívida, isso pode gerar algumas chateações pessoais no futuro, já que o seu relacionamento com aquela instituição continua estremecido.

Por exemplo, você continuará não tendo crédito naquela instituição.

Caso a empresa tenha entrado na justiça para receber o dinheiro que você deve antes dos cinco anos que é o tempo de prescrição da dívida, então esses cinco anos deixam de valer como um padrão e passa a valer o tempo que durar o processo.

Leia mais: Empréstimo Banco do Brasil

contando os centavos para tirar o nome sujo do SPC

Como renegociar uma dívida?  

Dentro dos cinco anos do prazo, você pode consultar online de maneira rápida a situação do seu CPF em empresas que disponibilizam esse serviço, como Serasa Limpa Nome e Acordo Certo, por exemplo. 

Enquanto o seu nome ainda aparece no cadastro, é possível verificar as opções de acordo e renegociação dessa dívida.

Lembre-se de que eventualmente esse acordo vai gerar uma nova dívida e você deve aceitar um valor que pode pagar.

Após o pagamento, a empresa vai dar baixa na sua dívida e o seu nome vai voltar a ficar limpo.

O prazo para retirar o seu nome do cadastro é de 5 dias úteis após o pagamento, e, além disso, a empresa precisa disponibilizar um recibo comprovando que o valor foi pago. 

Uma vez que a sua dívida caducou e o seu nome já foi retirado dos cadastros, a sua única opção é entrar em contato diretamente com o banco ou instituição

. Fique atento para uma outra questão: é comum que empresas comprem dívidas para continuar cobrando ela de você, então procure saber se a sua dívida foi vendida ou se encontra no lugar que você a contraiu. 

Para resolver tudo isso e conseguir os melhores acordos, a sua saída pode ser solicitar um empréstimo pessoal.

Dependendo das taxas e parcelas que você conseguir em uma plataforma como o Bom Pra Crédito podem compensar muito mais do que você fazer o parcelamento dessa dívida com o banco ou instituição. 

Afinal de contas, a sua negociação com esse empréstimo vai ser analisada entre muitos parceiros, o que é diferente de negociar apenas com um banco, com uma condição de parcelamento e de taxas.

A probabilidade de fechar um acordo e escolher juros mais baixos no empréstimo pode ser a sua melhor opção.

Viu como nem tudo está perdido no mundo dos cadastros de proteção ao crédito? Com as escolhas certas e o afinco na sua evolução com a educação financeira, seu futuro pode ser diferente e muito promissor.  

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *