Nome sujo, como limpar?

Larissa Civita

| 2 minutos para ler

Nome sujo, como limpar?

Continua depois da publicidade

Nome sujo, como limpar?
Nome sujo, como limpar?

Ter o nome limpo, além de ser uma questão de honra para muitos, é importante em diversas situações do cotidiano. Pois, com o nome sujo temos barreiras para adquirir empréstimos, cartão de crédito, realizar compras parceladas, aquisição de bens e serviços financeiros.

Se você deixa de arcar com suas despesas, elas acabam se acumulando e inevitavelmente, você entrará em uma lista de restrição de órgãos de proteção ao crédito, como SERASA e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Em outras palavras, você pode ficar com o nome sujo na praça.

Meu nome sujou. Como faço?

Como efeito do nome sujo a pessoa não terá acesso facilitado a crédito e financiamentos em instituições financeiras, bem como, não poderá ser avalista, mas não precisa entrar em pânico nesta situação. O mais importante é manter a calma e colocar a cabeça em ordem.

O Bom Pra Crédito vai te ensinar o passo a passo pra limpar o seu nome:

Cada coisa em seu lugar!

Pesquise de onde vem a dívida:

Para poder quitar seus débitos é importante saber de onde eles são provenientes. Entre em contato com as instituições de proteção ao crédito, pois elas lhe informarão sem custo algum por qual empresa você foi cadastrado e qual é o valor da sua dívida.

Salde o débito:

Negocie o prazo e o desconto total para a quitação do débito e considere que ele poderá ter incluso juros, multa e a correção monetária. Seu nome sujo será retirado apenas após a quitação total, exceto em casos de cobrança indevida.

Solicite comprovante:

Para provar o pagamento e evitar qualquer complicação futura, o comprovante deverá conter o descritivo do valor pago, juros e multas. Se a negativação for por cheque devolvido, solicite o documento.

E lembre-se de guardar toda a documentação que comprove a quitação das despesas.

Certifique-se:

Após o pagamento, o estabelecimento comercial entrará em contato com os órgãos de proteção ao crédito e efetuará a baixa do registro no seu CPF.

SPC e SERASA: a desvinculação do nome acontece automaticamente após os bancos e cartórios darem baixa.
Banco: o cheque voltou? Entre em contato com a instituição financeira solicitando a regularização. O pedido deverá ser feito por escrito e deverá conter um documento que comprove o pagamento.
Cartório: para títulos processados será necessário comparecer a um cartório portando um documento de quitação para que ele dê baixa no nome sujo de seu cadastro. Há o pagamento de uma taxa variável de local para local.

Cobrança Indevida:

Quando acontece este tipo de situação, será necessário procurar a empresa, os órgãos de defesa do consumidor ou ainda a Justiça.
Vale lembrar que quando há a inclusão do nome de maneira indevida, a pessoa poderá acionar os meios legais para indenizá-la por danos morais.

Faça uma consulta online!

A Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), oferece gratuitamente o serviço de consulta do CPF, por meio do portal Consumidor Positivo. Basta acessar o portal, gerar login e senha e consultar o seu CPF com segurança.

Não há limites de consulta.
Acesse: http://www.boavistaservicos.com.br/consumidor-positivo/