Negociar dívida da Caixa, como você deve fazer

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

pilha de moedad em uma mesa com papéis e canetas

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Renegociar sua dívida pode garantir vantagens, mas também implica em algumas consequências. Fique por dentro de tudo!

Imprevistos acontecem e, quando não estamos preparados para eles, nossa vida financeira pode sofrer um baque inesperado.

É em um momento como esse que você precisa avaliar renegociar dívidas. 

Cada instituição pode ter uma forma diferente de lidar com isso, mas todas têm a mesma finalidade: encontrar a melhor forma de pagamento para você.

No Bom Pra Crédito, por exemplo, você encontra um serviço especializado nisso, em colocar você em contato direto com quem você deve.

Vamos entender melhor sobre essa modalidade, quais os benefícios e as implicações de tomar essa atitude e ver como fazer isso diretamente com um dos bancos mais tradicionais do país: a Caixa Econômica Federal.

Renegociação de dívidas

Existem duas pessoas nessa conta: o credor, que é aquele que tem o direito receber o dinheiro da dívida, e o devedor, que é quem tem a obrigação de pagá-la.

Muitas pessoas se perguntam quando é o momento ideal para procurar uma renegociação, e a resposta é a partir da primeira parcela que você atrasar e perceber que não vai mais conseguir equilibrar as contas.

Não deixe uma conta atrasar meses ou anos, principalmente porque existem algumas delas com consequências graves.

Em empréstimos com garantia, em que você pode refinanciar um veículo ou um imóvel, a inadimplência pode te fazer perder esses bens.

Claro que nem sempre uma dívida é uma coisa ruim, se você a faz com planejamento e dentro do seu orçamento, ela funciona mais como um investimento.

Mas se é feita na impulsividade vai atrapalhar sua renda e então será hora de abrir mão de algumas coisas para limpar seu nome.

Isso porque a tendência é que a situação piore e que outras dívidas sejam contraídas enquanto você não consegue pagar a primeira.

Na intenção de amenizar os juros que começam a correr, utilizamos o dinheiro destinado a outras contas menores e elas também passam a ficar atrasadas.

Leia também: Empréstimo com FGTS Caixa: Como Funciona e Como Solicitar

Benefícios de renegociar dívidas 

  • juros menores, descontos em juros e multas;
  • a dívida para de crescer;
  • parcelamento do débito;
  • oportunidade de reorganizar as finanças.

Como renegociar dívida na Caixa?

A Caixa tem um ambiente virtual no qual você pode consultar suas dívidas com empréstimos, financiamentos, cartão de crédito e contratos habitacionais, além de verificar as alternativas disponíveis para regularizar sua situação.

A instituição permite parcelar sua dívida em até 96 vezes, com com uma entrada mínima de 10% da dívida e saldo devedor restante de até R$ 49 mil, sem garantia real.

Passo a passo:

1. Acesse o sistema

Entre no site da Caixa e procure pela opção Negociar Dívidas. No sistema de regularização, informe os dados solicitados para ter acesso às informações relacionadas ao seu CPF. 

2. Analise seus contratos

Nessa aba você terá acesso a todos os seus contratos com a Caixa e verificar aqueles que estão em atraso. Eles poderão ser renegociados. 

3. Regularize sua dívida

Depois que escolher as melhores condições para você, é só informar a data de preferência para o pagamento do primeiro boleto e a quantidade de parcelas.

O boleto é gerado na hora e os próximos serão enviados para o seu endereço. Não esqueça de checar se as informações estão corretas. 

Campanha Você no azul

Em 2019, a Caixa testou um novo programa de renegociação de dívidas de créditos comerciais para pessoas físicas e empresas que foi um sucesso, o Você no Azul.

Entre as facilidades estão a regularização de débitos com atraso superior a 360 dias, com descontos que podem chegar a 90% para liquidação à vista, conforme a situação dos contratos e o tipo de operação de crédito.

A Caixa ainda ofereceu no crédito comercial:

  • Possibilidade de unificar os contratos em atraso e parcelar a dívida em até 96 meses
  • Realizar uma pausa no pagamento de até uma prestação vencida ou a vencer
  • Efetuar a repactuação de dívida, com possibilidade de aumento do prazo.

Para os contratos habitacionais:

  • Pagar uma entrada e incorporar as demais parcelas em atraso
  • Realizar acordo com um pagamento inicial ou utilizar o saldo do FGTS para reduzir em até 80% o valor de 12 prestações, incluindo até três prestações atrasadas. 

A campanha Você no Azul foi anunciada até 31 de dezembro de 2019, mas o presidente da Caixa já anunciou que o sucesso da ação vai se repetir em 2020. Procure informações diretamente na sua agência. 

Confira: Como conseguir dinheiro para pagar dívidas?

Direitos do consumidor

Sabia que o Código de Defesa do Consumidor e a Constituição também garantem direitos a quem deve em uma renegociação? Confira alguns deles: 

Mulher em uma mesa recebendo uma multa, com expressão de choque.

Multas e juros

O Banco Central garante a divulgação de uma taxa de juros mediana, que seria o ideal a ser praticada no mercado.

No entanto, as instituições bancárias têm liberdade para aplicar a taxa que quiserem, por isso elas variam tanto.

Mas o consenso é que os juros aplicados em dívidas fiquem em torno do estabelecido como normal. 

Ao notar que os juros estão abusivos, você tem direito ao abatimento proporcional e da correção monetária mesmo após a negociação já ter sido feita. 

Informações

O credor é obrigado a fornecer todas as informações de forma clara e esclarecer as dúvidas que o consumidor tem.

Inadimplência

A empresa credora tem até cinco dias para retirar o seu CPF ou CNPJ do seu empreendimento dos órgãos de proteção ao crédito logo após o pagamento da primeira parcela do acordo.

Direito de negociar

Se a proposta da instituição não for do seu agrado,  você não é obrigado a aceitar. Inclusive, pode fazer uma contraproposta.

O acordo tem que beneficiar os dois lados, não adianta de nada renegociar mais uma dívida que não vai ter condições de pagar. 

Danos Morais

Caso o indivíduo se sinta constrangido durante o processo de renegociação, pode entrar com uma ação com danos morais. Por exemplo: receber ligações em locais públicos que revelem sua dívida.

Se você está com uma dívida e deseja negociar, não espere mais. Procure o Bom Pra Crédito ou a própria Caixa para dar início ao seu processo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *