Imposto de renda: como consultar lote de restituição

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

Imposto de renda: como consultar lote de restituição

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020
Imposto de renda: como consultar lote de restituição
Imposto de renda: como consultar lote de restituição

Neste ano, o prazo de entrega da declaração referente ao ano-calendário de 2017 foi de 1 de março a 30 de abril. A restituição será efetuada em sete lotes, no período de junho a dezembro de 2018.

Foi obrigado a declarar o Imposto de Renda quem teve rendimentos superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2017.

Quem perdeu o prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda ficou sujeito ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do IR devido.

Aqui, o Bom Pra Crédito te explica como consultar o lote de restituição do Imposto de Renda 2018, qual é o cronograma de lotes de restituição do IRPF 2018 e esclarece outras dúvidas sobre o assunto. Confira!

Como consultar lote e depósito da restituição do Imposto de Renda?

A Receita Federal informa a situação da restituição do Imposto de Renda aos contribuintes. Para saber se a declaração foi liberada pela Receita Federal, basta acessar o site da Receita Federal – Consulta Restituição do IRPF, informar seu CPF, ano (2017), data de nascimento e digitar os caracteres da imagem de segurança. Em seguida, clique em “consultar”.

Caso tenha sido processada, os dados da conta corrente para pagamento e o número do lote serão informados na consulta.

Você também pode consultar as informações sobre a restituição do IR no Receitafone (146), a ligação originada do telefone fixo é gratuita.

O aplicativo IRPF, disponível para as plataformas Android e iOs, permite acompanhar a situação da declaração do Imposto de Renda. Clique para baixar: Android ou iOs.

Cronograma dos lotes da restituição do Imposto de Renda 2018

Veja aqui o cronograma dos lotes de restituição do Imposto de Renda 2018 divulgado pela Receita Federal. No total, são sete lotes, de junho a dezembro.

 O valor da restituição do Imposto de Renda é atualizado pela Selic, principal taxa de juros do Brasil, que é acumulada mensalmente. 

LoteData
15/06/2018
16/07/2018
15/08/2018
17/09/2018
15/10/2018
16/11/2018
17/12/2018


Fonte: Receita Federal

Imposto de Renda: quem é obrigado a declarar?

De acordo com a Receita Federal, a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2017:

  • Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
  • Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.

Imposto de Renda: não declarei, e agora?

Quem não entregou a declaração do Imposto de Renda dentro do prazo (30 de abril), deve procurar fazê-la o quanto antes.

Na declaração atrasada, é cobrada uma multa por atraso de no mínimo R$ 165,74 e máximo de 20% do tributo devido.

Para declarar o Imposto de Renda atrasado, o contribuinte deverá:

  1. Fazer o download do programa no site da Receita Federal;
  2. Declarar todos os rendimentos tributáveis, independente de ter ou não retenção na fonte, como aluguéis, resgates de previdência privada, aposentadorias, salários, prestação de serviços, ações judiciais, pensões, entre outros.

Considere também:

  • Rendimentos dos dependentes;
  • Deduções (despesas com saúde, educação, pensão alimentícia, previdência privada e despesas com aparelhos ortopédicos);
  • Carne-leão (recolhimento mensal obrigatório do Imposto de Renda);
  • Aquisições e alienações (bens imóveis, móveis e direitos pelo valor real de aquisição ou alienação).

Restituição: o que fazer com o dinheiro?

Se você é contribuinte e já recebeu a restituição do IRPF ou ainda vai receber, escolha o melhor destino para o dinheiro. Priorize o pagamento e a negociação de dívidas, para sair do vermelho.

Com as contas em dia, você tem mais chances de aumentar o seu score e de conseguir crédito para realizar os seus sonhos.

Outra opção para usar o dinheiro da restituição do IRPF de maneira inteligente é quitar a fatura do seu cartão de crédito ou empréstimo pessoal.

»  Outros posts que podem ser interessantes para você:

✉ Gostou desse post? Assine a nossa newsletter e receba novidades, dicas e muito mais no seu e-mail! ?

Consulte seu CPF e Score no Bom Pra Crédito