Ideias de empreendedorismo, 09 segmentos que prometem ser sucesso

Larissa Carvalho

| 7 minutos para ler

imagem aproximada de uma lâmpada acesa sendo segurada por um homem ao fundo fazendo anotações em um caderno

Resumo da matéria

  • O que é o empreendedorismo?
  • 1. Alimentação
  • 2. Beleza e cosméticos
  • 3. Mercado de animais (PET)
  • 4. Economia compartilhada
  • 5. Clubes de assinatura
  • 6. Cursos online
  • 7. Mercado mobile (e-commerce)
  • 8. Inteligência artificial
  • 9. Games

Continua depois da publicidade

Não é novidade que a economia no Brasil tem tido altos níveis de instabilidade. E a cada dia mais, isso tem afetado muitos setores e inclusive as grandes empresas. 

Com o surgimento do surto de Covid-19 e a crise de emergência sanitária o cenário de empregabilidade que já estava muito precário, piorou e resultou em um quadro gigantesco de novas demissões e cortes orçamentários. Neste cenário, diversas ideias de empreendedorismo surgem e podem ser adotadas.

Assim, ser empregado de alguém e depender das oscilações econômicas, tem sido um risco que muitas pessoas têm evitado. Como alternativa, os brasileiros estão abrindo e investindo em seus próprios negócios.

Dessa forma, se o quadro das grandes empresas tem estado em sinal de alerta, por conta do número de funcionários, alguns negócios menores têm prosperado mais, por conta das vantagens existentes. 

E nessa onda, conhecida como empreendedorismo, certos segmentos se destacam e atraem pequenos investidores que não aguentam mais ser subordinados por uma rotina maçante sustentada por pequenos salários e uma instabilidade diária com chance de demissão.

Mas como funciona essa nova onda? Será mesmo que tem lugar para todo mundo nesta toada?

Felizmente, a resposta é sim! E se você está nessa mesma situação e pensa em apostar em algo que seja criado e administrado por você, para que possa ter não somente um melhor retorno financeiro, como também possa criar a sua própria rotina, esse post foi feito para você!

Neste breve artigo trataremos das tendências de negócios que tem se destacado no mercado e também falaremos sobre como se preparar com relação à concorrência. 

O que é o empreendedorismo?

Segundo o dicionário, empreender é tanto ter capacidade ou disposição de idealizar, coordenar e realizar projetos e serviços, como também se relaciona com a iniciativa de implementar novos negócios ou mudanças em empresas já existentes, geralmente com alterações que envolvam inovação e também riscos.

E basicamente se trata de construir um novo negócio ou reformar algum pré-existente com o objetivo de comercializar.

Mas antes de entrarmos nas tendências que mais tem atraído novos investidores, temos uma dica crucial: antes de imaginar o seu negócio, olhe para você.

Isso mesmo! Olhe para si, para poder primeiramente entender o que você mais gosta de fazer. O que te move? Qual seria o setor que você mais se encaixaria? 

Porque de nada adianta mergulhar em alguma tendência que esteja dando certo para muitas pessoas, mas que possa não ter nada a ver com o que você goste de fazer.

Então primeiro, pare e reflita: Você gosta de comidas ou de cozinhar? É criativo e gosta de inventar? Tem um discurso persuasivo? Ou simplesmente ama animais e faria tudo para poder estar mais próximo deles?

Esse é o primeiro passo: se conhecer e saber onde você pode se encaixar melhor.

Mas agora vamos lá para as tendências que mais tem conquistado espaços e demandas atualmente.

E claro, com todo o avanço das tecnologias e redes, independente do setor que escolher, não deixe de visar esse negócio também pelo meio virtual, para não ficar de fora da maior rede comercial do momento.

1. Alimentação

Uma das maiores tendências em destaque no mercado atualmente é, sem dúvidas, o setor alimentício. E é uma tendência também que por motivos óbvios nunca vai sair de moda.

Não só por ser uma questão de sobrevivência, mas porque as pessoas adoram experimentar comidas diferentes e sabores novos. 

Assim, desde o setor de comidas saudáveis, orgânicas, até as fast-foods e comidas “gourmet”, há sempre a possibilidade de se dar bem nessa categoria, com distintos públicos alvo.

E a tendência é que esses produtos sejam ainda mais procurados. Porque além de economizarem tempo e esforço das pessoas, ainda envolvem o prazer de se consumir algo gostoso.

Assim, apostar no mercado de comidas que sejam atrativas, pode render excelentes perspectivas de negócios.

2. Beleza e cosméticos

A busca por cuidados e padrões estéticos costumam mover grande parte da população, que se orientam tendo a autoestima e autoconfiança como grandes alvos visados, principalmente nessa era de fotografias digitais e divulgação da própria imagem.

Assim, existe uma tendência de que o setor de beleza seja sempre aquela categoria que, mesmo durante períodos instáveis e de crise, conseguem prosperar. 

Inclusive essa tem sido uma das maiores apostas para os próximos anos. De acordo com um relatório da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), a categoria de estética e cosméticos deve conquistar um aumento de até 14% até o final do ano. 

Assim, algumas das linhas que mais prometem prosperar são: a estética masculina, com produtos voltados para a manutenção e cuidados da barba; produtos e cosméticos de origem vegana, livres de constituintes de origem animal e que não tenham sido testados em animais e também aqueles livres de pigmentos sintéticos e produzidos com ingredientes naturais; cosméticos voltados para o cuidado, tratamento e hidratação de cabelos crespos e cacheados; a volta das esmalterias com produtos e cosméticos relacionados ao cuidado e beleza das unhas.

Nesse setor, há um leque gigantesco de opções. Por isso é importante levar em conta o que mais tenha a ver com as suas experiências ou inclinações, para conseguir se aperfeiçoar cada vez mais.

Assim, é possível apostar em produtos e serviços específicos, abrir um próprio salão ou até revender produtos de marca que já tenham preferência no mercado.

mulher usando camiseta branca e calça jeans usando um frizbee amarelo para brincar com um cachorro e um gramado

Leia também: Dicas Infalíveis de Como Ganhar Dinheiro!

3. Mercado de animais (PET)

Não é novidade para ninguém que a paixão por animais domésticos tem crescido cada dia mais.

De acordo com o Instituto Pet Brasil, o nosso país é o segundo maior mercado pet do planeta, tendo movimentado cerca de mais de R$ 35 milhões somente no ano de 2019.

Por isso, se você tem alguma inclinação com essa área, escolha algum tipo de negócio que se encaixe com as suas possibilidades.

Há uma grande variedade de opções, tais como a venda de produtos para animais, revenda para pet shops, marcas de alimentos e até padarias e shoppings próprios para cães, gatos, peixes e pássaros.

Uma recomendação aqui é se aliar ao crescimento do pet food, que é uma rede especializada em alimentos naturais e caseiros para os animais de estimação.

Afinal, cuidar desses bichinhos também requer atenção com a saúde e origem dos alimentos.

4. Economia compartilhada

A nova onda de empreendedorismo tem trazido possibilidades de parcerias que surgiram com o fim de potencializar o alcance dos serviços e produtos.

Aplicativos como Airbnb, Uber, Booking, Ifood tem tido cada vez mais demandas de consumidores e sucesso no mercado. E aqui estamos falando de negócios baseado na economia compartilhada.

O objetivo é possibilitar que o compartilhamento de bens e serviços, como aqueles de carona, hospedagem, bicicletas e alimentos que são ofertados por meio de plataformas online.

Dessa forma, os clientes podem não só economizar, como ainda podem reduzir o impacto ambiental causado pelo consumo em excesso, se tornado uma via com excelente custo-benefício e ainda sustentável.

Essa categoria está se diversificando cada vez mais com novas alternativas atrativas e vantajosas para os consumidores, de todas as esferas.

De brechós, aluguel de roupas para gestantes e bebês até serviços de dogwalker, ou seja, pessoas que se disponibilizem a passear ou cuidar temporariamente de cães.

A criatividade é o ponto alto. Assim, é possível criar um sistema de compartilhamento de serviços ou bens que tenham grande procura e pensar no melhor caminho para se efetivar esse sistema.

5. Clubes de assinatura

O avanço do uso dos meios digitais tem causado uma grande procura por novos serviços nesta esfera.

Nessa toada, o setor de clubes de assinatura tem crescido com notória velocidade. A própria necessidade de pertencimento, tem levado consumidores a aderirem a diversos tipos de clubes digitais. 

Uma pesquisa da Associação Brasileira dos Clubes de Assinatura apontou que até 2017, por exemplo, o Brasil possuía cerca de 350 clubes de assinatura.

E os setores mais populares – e lucrativos – são os de bebidas alcoólicas como cervejas artesanais e vinhos, cosméticos, livros e times de futebol.

Pela grande diversidade e procura, esse setor acaba sendo uma ótima alternativa de investimento.

6. Cursos online

Assim como os clubes de assinatura, a busca por cursos online tem crescido exponencialmente. Cada vez mais as pessoas têm procurado se capacitar e melhorar o próprio currículo.

Os cursos na modalidade online não param de crescer e a pandemia acabou potencializando isso. E podendo fazer isso por meio digital e no conforto da própria casa, melhor ainda.

Esse setor gera diversas vantagens, tanto para os alunos quanto para os professores e é uma excelente opção se você possuir autoridade ou conhecimento técnico em alguma esfera.

Esse formato de curso tende a ser mais procurado nas áreas voltadas para saúde, educação, beleza, relacionamentos e desenvolvimento pessoal.

De acordo com uma pesquisa do portal eLearning Brasil, o setor de ensino a distância registrou um notável crescimento nos últimos anos, movimentando em torno de USD 80 milhões somente no Brasil.

Assim, sem dúvidas esse é um dos melhores setores para quem quer iniciar o próprio negócio e desfrutar da tão sonhada autonomia financeira.

7. Mercado mobile (e-commerce)

Outra possibilidade que tem sido uma grande tendência no mercado atual é a criação de uma loja virtual, como uma alternativa prática e acessível.

E o mais interessante é que é possível se fazer por meio de plataformas já prontas para e-commerce, como a Americanas, a OLX e o Mercado Livre.

Nessas lojas digitais, você pode comercializar os seus produtos tendo um alcance grande de público, sem necessitar investir na criação de um e-commerce.

Outra possível maneira de se empreender no e-commerce é por meio do drop shipping, que consiste na compra de produtos diretamente dos fornecedores e somente quando forem solicitados pelos clientes.

O que já é avanço para o custo-benefício do investimento, já que não há a necessidade de se fazer um estoque inicial com riscos de prejuízos.

imagem ampliada de desenvolvedor de software trabalhando em uma mesa com duas telas junto de um teclado e uma folha com anotações

Veja mais: Mente empreendedora: mude agora seu pensamento, pelo bem do seu negócio

8. Inteligência artificial

Sem dúvidas, um dos caminhos para o sucesso é esse. O futuro chegou e o setor de Inteligência Artificial tem sido a grande aposta dos investidores.

De acordo com dados da ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software), o mercado de TI brasileiro subiu acima de toda a média global em 2018: 9,8%, superando os 6,7% globais e ultrapassando a expectativa anterior de 4,1%.

Isso se deu por conta das micro e pequenas empresas de software, que totalizam 95,5% do mercado de SaaS (Software as a Service).

Assim, para os especialistas o mercado de software na nuvem e IA é o futuro da tecnologia, e quem iniciar mais cedo terá mais possibilidades de conquistar a liderança no seu segmento. 

9. Games

Se você tem paixão por essa área, criar o seu próprio jogo pode ser a grande aposta para o seu negócio ter sucesso. Essa é uma das áreas de tecnologia que mais tem crescido nos últimos anos.

Plataformas de gamers famosas e super conceituadas como a iOS Store, Google PlayStore e o Xbox Marketplace tem comprado ideias de jogos e pagando muito bem por isso. 

Mas se sua área não é criar e sim jogar muito bem, pode comemorar. Há a possibilidade de se ganhar dinheiro jogando bem, por meio do canal no Twitch, onde os gamers podem receber por meio de links patrocinados, programa de afiliados e muito mais.

Como vimos, a diversidade de setores é enorme, assim como a quantidade de ideias de empreendedorismo! Não existem desculpas para não abrir seu próprio negócio! 

Quer simular empréstimo pessoal para dar o pontapé inicial nos seus sonhos? Aqui no Bom Pra Crédito você encontra as melhores taxas e formas de pagamento.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *