A hora certa de mudar de emprego

Larissa Carvalho

| 2 minutos para ler

A hora certa de mudar de emprego

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020
A hora certa de mudar de emprego
A hora certa de mudar de emprego.

Você está satisfeito com seu emprego? Uma pergunta simples, mas que geralmente muitas pessoas evitam. A fuga a esse questionamento é porque se a resposta for negativa, evidente que está na hora de pensar em mudar de emprego. Mas essa não é uma decisão fácil e nem deve ser tomada por impulso ou emoção.

Além disso, mudar de emprego exige coragem e a avaliação de qual o melhor momento. Por isso, é sempre importante avaliar algumas questões como as que exemplificamos a seguir.

1 – Desgaste físico e emocional

Ter um emprego é importante, é através dele que pagamos nossas contas, compramos coisas e sobrevivemos financeiramente. Contudo, mais importante que isso é a nossa saúde, seja física ou emocional.

Se você fica nervoso só em pensar no seu chefe, se sente cansaço ao extremo, na segunda-feira é puro desânimo e mal consegue levantar-se da cama, está na hora de procurar novos ares.

Dores de cabeça, azias, ânsias de vômito e depressões são os sintomas mais comuns dos males gerados pelo trabalho. Sua saúde é MUITO mais importante que seu trabalho.

Emprego arruma-se outro, saúde não. Às vezes, as consequências de desgastes físicos e emocionais gerados pelo emprego perduram pelo resto da vida.

 

Precisando de dinheiro para investir na sua carreira?

Consulte opções de crédito sem compromisso num só lugar

 

2- Estou apenas fugindo?

Antes de aceitar uma nova proposta de emprego, é importante você saber se está aceitando um emprego bom ou apenas fugindo da situação do atual emprego. Sair de um ruim para ir para outro tão ruim quanto vai lhe gerar apenas desgastes.

 

3- Você não tem mais vida social

Há muitos empregos que acabam com nossa vida social. Ficamos tão atarefados que não temos mais tempo para ‘viver’. Ou pior, além das tarefas, ficamos tão estressados por conta do emprego que nossos amigos começam a rejeitar nossa desagradável companhia.

Mas, antes de tomar a decisão é importante avaliar se essa é uma situação passageira no atual emprego ou se isso deve perdurar bastante tempo. Outro ponto a ser avaliado é se você vai conseguir arrumar um emprego que lhe dê mais tempo para a vida social.

 

4- Remuneração incompatível com suas funções

Se você ganha muito menos do que o mercado, na média, paga para a função que você, talvez seja a hora de procurar novos ares. Principalmente, se não há perspectivas de aumento salarial no seu atual emprego.

Agora, se seus colegas de trabalho, que fazem as mesmas funções que você, começam a ganhar mais e serem promovidos e você não, faça uma auto avaliação do seu desempenho, pois talvez seja a hora certa de buscar novas oportunidades.

 

O salário está curto?

Conheça  opções de crédito com taxas e prazos justos