Guia do seu primeiro imóvel

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

Guia do seu primeiro imóvel

Continua depois da publicidade

Guia do seu primeiro imóvel

Conquistar a casa própria é o sonho de milhões de brasileiros. Cerca de 25% das moradias no Brasil ainda não são próprias, ou seja, quem mora nelas não é o dono do imóvel.

Contudo, é crescente o número de brasileiros que têm conquistado esse sonho, já que o déficit habitacional caiu 12% nos últimos 5 anos.

No entanto, antes de comprar o primeiro imóvel é necessário tomar alguns cuidados para que a tão sonhada conquista não vire um verdadeiro pesadelo.

1- Financiamento

Se você não tiver dinheiro para comprar à vista, o primeiro passo é escolher a modalidade de financiamento, certo de que conseguirá arcar com as prestações.

Diversos bancos oferecem financiamentos. O que os diferencia são as condições de pagamento, como as taxas de juros cobradas, a duração dos contratos e quanto do valor do imóvel pode ser financiado.

 

Simule Empréstimos e Financiamentos e saiba quanto pagará em cada parcela e mais!

Simulador de Parcelas de Empréstimos e Financiamentos

 

2- Escolha do bairro

Em uma cidade como São Paulo, por exemplo, não é difícil achar um bairro que tenha seu perfil. O importante é analisar como é seu dia a dia e escolher um bairro que facilite a locomoção.

Você precisa definir se prefere morar em um lugar mais afastado, mais tranquilo e, às vezes, gastar horas no trânsito entre trabalho/escola e casa, ou se prefere morar perto do trabalho/escola e ter mais tempo com a família, mas morar em um lugar menor.

Vale lembrar que um bom ambiente inclui também a segurança dos moradores. É bom checar, entre outras coisas, onde há mais roubos na cidade em relação ao número de habitantes e evitar esses bairros.

3- Definindo o preço

Vale lembrar que a idade e a localização definem metade do preço. Um bom começo é verificar o preço médio do metro quadrado.

No site do Creci-SP (www.creci.org.br, no link “Pesquisa”), dá para consultar esse valor em cada bairro.

Para chegar a ele, o conselho faz um balanço mensal dos negócios fechados nos últimos meses. A partir desse dado, é preciso considerar vários outros fatores. A idade pode cortar o preço pela metade.

Segundo dados da pesquisa do Creci-SP, um imóvel de padrão médio com mais de 15 anos em zona nobre (em bairros como Vila Nova Conceição, Paraíso e Morumbi, em São Paulo) vale de 47% a 50% menos do que um que tenha até sete anos.

 

Precisando de dinheiro para realizar o sonho da casa própria?

Conheça sem custo e sem compromisso

 

4- Você vai gastar bastante com documentos e impostos

Além da quantia separada para comprar a nova casa, devem-se separar cerca de 5% de seu valor para pagar impostos e taxas.

No cartório, deixam-se, em média, 3% para retirar certidões e registrar o imóvel. Os outros 2% vão para o pagamento do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), cobrado por São Paulo. Mas esse valor pode mudar de município para município.

Por último, procure sempre estar assessorado por um advogado, o que pode evitar diversos problemas.

 

? Veja outros posts que selecionamos pra você:

 

✉ Assine a nossa newsletter e receba novidades, dicas e muito mais no seu e-mail. Legal né! 😉