Como guardar dinheiro ganhando mil reais

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

Cofrinho rosa em formato de porco

Continua depois da publicidade

Será que dá para fazer o seu pé de meia nessas condições? Descubra dicas que vão te ajudar nessa meta

Mito ou verdade: dá para guardar dinheiro ganhando pouco. VERDADE! É muito comum que as pessoas fiquem intimidadas com o conceito de poupar dinheiro, como se isso fosse apenas possível para rendas familiares altas. 

Mas, a verdade é que mesmo ganhando pouco você pode conseguir fazer o seu pé de meia. Economia é um hábito, que assim como todos os outros precisa ser praticado de maneira constante para passar a fazer parte da vida.

A educação financeira, que é uma forma de gerenciar seu dinheiro com sabedoria e nutrir uma consciência mais clara em torno dos seus gastos, é o caminho mais curto para alcançar suas metas.

Antes mesmo de te ensinar a poupar dinheiro ganhando pouco, você vai precisar fazer um experimento pessoal de 30 dias. O grande segredo de economizar no seu caso é começar por onde você pode. Ou seja, entenda seu orçamento. 

Entenda: O que pode acontecer se eu guardar meu dinheiro em casa?

Como descobrir quanto pode poupar?

Pense nos últimos meses e responda: você tem fechado o mês no azul? Para descobrir quanto você pode guardar de dinheiro por mês agora, você vai anotar exatamente tudo o que gasta em uma planilha por 30 dias.

Coloque o nome da despesa de um lado e o valor do outro. Isso vai te ajudar a ter disciplina, mas acima de tudo irá revelar onde você está fazendo um bom uso ou jogando dinheiro fora.

Nessa mesma planilha, escreva seus gastos fixos: aluguel, academia, plano de saúde… e anote ainda suas dívidas (e quanto tempo falta para quitá-las).

  • Encontre os gastos desnecessários

Muitas vezes não nos damos conta do quanto gastamos com bobagens porque é um dinheiro gasto de maneira fracionada. Uma sobremesa depois do almoço, uma água comprada na rua, uma saída para um bar não programada durante a semana. 

Quando olhamos a conta bancária, nem fazemos ideia para onde foi todo aquele dinheiro. É por isso que anotar seus gastos é importante, o uso de cartões de débito no lugar de dinheiro vivo nos tira muito a noção de gasto.

Pegue sua lista, a que você passou 30 dias anotando tudo o que você usou o seu dinheiro e identifique hábitos que pode cortar ou até evitar ao máximo a partir de agora.

Essa organização é fundamental para a sua evolução para metas maiores de economia.

  • Renegocie as taxas de juros de suas dívidas e os valores de suas contas fixas

A instituição que você deve precisa receber, ela tem interesse de receber pelo dinheiro que você deve. Então, converse com os responsáveis e tente negociar taxas a formas de pagamento das dívidas que você também separou na sua planilha.

Garota olhando para um cofrinho de porco laranja com flores azuis

Se for o caso, avalie a possibilidade de solicitar um empréstimo pessoal para quitar dívidas se as taxas forem menores. Na plataforma do Bom Pra Crédito você recebe a análise de formas de pagamento e taxas de mais de 30 instituições financeiras para comparar.

Depois faça uma análise de quais contas físicas podem também ser negociadas. Contas de telefone e assinatura de tv a cabo são exemplos de planos que podem receber descontos. 

Veja também: Economia brasileira, guia completo do setor

Outra dica importante é conversar com o seu gerente para conseguir desconto em taxas da sua conta, é difícil mas não é impossível. 

  • Estabeleça uma meta de economia do seu salário  

O ideal é que apenas cerca de 40% do que você ganha seja gasto em contas e despesas fixas. Os outros 60% devem transitar durante os meses entre compras, lazer, gastos emergenciais e economia. O importante é saber que você não precisa esperar ganhar mais para começar a poupar, você pode começar com pouco e ir aumentando até chegar na sua meta.

Por exemplo, digamos que sua meta seja de chegar a 40% do salário de contas fixas, 30% de gastos variáveis e 30% de economia. Comece poupando apenas 5% se é esse o valor que você pode agora. Com o tempo, você vai ganhando experiência e disciplina para chegar na sua meta.

  • Faça compras à vista

Diminua ao máximo o uso do seu cartão de crédito, ele é uma cilada para quem ganha pouco. Isso porque você passa a usar o seu limite de crédito do cartão como se fosse uma extensão da sua renda mensal, quando na verdade é só uma forma constante de você permanecer endividado. 

Faça compras à vista, essa também é uma forma de conseguir bons descontos.

  • Tente não ser impulsivo

O grande segredo de uma vida econômica equilibrada é o planejamento. Você não vai conseguir isso se usar o dinheiro que sobra para comprar coisas só porque deu vontade de fazer uma compra de última hora.

Lembra do seu orçamento de gastos fixos e variáveis? Se quiser comprar algo, confira se o valor cabe nesse seu valor mensal ou se vai extrapolar. Se a resposta foi extrapolar, inclua essa compra no próximo mês. 

Alguns dias não vão fazer tanta diferença assim e ainda te ajudam a pensar com calma se realmente precisa dessa compra. Em um cenário ideal, você saberá identificar isso e desistir das compras supérfluas. 

O início de qualquer adaptação é difícil e poupar dinheiro é um cuidado com o seu futuro que vai exigir alguns sacrifícios no presente, mas lembre-se que por uma vida financeira saudável todos eles valem a pena.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *