Empréstimo para intercâmbio: Chegou sua Hora de Desbravar o Mundo

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

passaporte preso em mala azul

Continua depois da publicidade

Opções de empréstimos para viajar para outro país ficaram mais fáceis de conseguir

Segundo a Belta (Associação de Agências de Intercâmbio no país), em 2018 uma média de 365 mil estudantes embarcaram para fazer cursos de idiomas, combinado com trabalho, graduações, entre outras modalidades. O Empréstimo para Intercâmbio, faz parte desta realidade.

Esse nicho fechou 2019 com a projeção de aumento de 27%, podendo chegar a 460 mil intercambistas.

Mas, em plena alta do dólar, como tantas pessoas estão conseguindo investir em um período de estudo no exterior?

Há alguns anos a experiência internacional não é apenas limitada aos que têm uma renda alta.

Graças a essa procura crescente, muitas instituições financeiras passaram a oferecer crédito pessoal para ser usado com essa finalidade.

O estudo no exterior entra no planejamento das pessoas como uma conquista pessoal e uma oportunidade de crescer na carreira.


Leia mais: O que são fintechs

Na hora de cogitar essa possibilidade ela pode vir acompanhada desta dúvida: será que vale a pena contrair essa dívida?

Primeiro, é importante avaliar que o empréstimo para ser usado nesses casos é um investimento com retorno e não um gasto em um bem durável.  

Diferente de pegar um dinheiro emprestado para adquirir algo que vai desvalorizar, você está fazendo um investimento de vida.

Está adquirindo experiências únicas e que podem diferenciá-lo de outros candidatos em uma entrevista de emprego, por exemplo.

Segundo, tenha em mente que se você tem condições de arcar com esse compromisso, apesar de ser usado para o intercâmbio, esse empréstimo deve ser analisado de acordo com a proposta dos lugares que o oferecem.

Nesse ponto de vista, ele é como qualquer outra dívida, ela tem que caber nas suas condições reais.

Como funciona o empréstimo para intercâmbio?

Como toda transação financeira nesses moldes, você vai precisar passar por uma análise de crédito antes de receber o dinheiro para saber se a quantidade necessária para o seu intercâmbio será liberada.

Você vai poder solicitar toda a quantia necessária para pagar as suas despesas iniciais, que incluem  gastos com passaporte e visto, além do que virá com a viagem e eventuais emergências.

Em alguns bancos, são oferecidos até 48 meses para pagar o valor solicitado. 

As parcelas podem até iniciar com valores bem reduzidos, mas isso vai depender da quantia emprestada.

Também é importante prestar atenção nas taxas que são cobradas dentro da mensalidade do empréstimo.

Fique de olho no Custo Efetivo Total (CET) de cada proposta, ele já vai incluir todas as taxas e os impostos pagos, assim você pode comparar os preços e garantir a melhor escolha. 

Leia mais: Descubra como pedir empréstimo e conseguir as menores taxas de juros

conhecimento de voas paisagens viabilizado através de empréstimo para intercâmbio

Opções de empréstimo para intercâmbio

Na hora de escolher o seu empréstimo pessoal você pode contar com a ajuda de uma plataforma para selecionar as suas melhores opções, como o Bom Pra Crédito, que conta com mais mais de 30 financeiras parceiras no seu radar. 

E agora, como pagar?


É natural que apareça a insegurança de como fazer o pagamento do seu empréstimo, mas isso será decidido de acordo com o valor que você solicitou e com a sua renda.

O número de parcelas costuma ter um teto, mas dentro disso ele pode variar muito de acordo com o que for mais confortável para você.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *