Empreender em casa, 09 produtos que são simples e vendem bem

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

Empreender em casa

Resumo da matéria

  • Qual é o melhor negócio para abrir em casa?
  • Qual produto empreender?
  • O que empreender no momento?

Continua depois da publicidade

O desafio de começar um próprio negócio pode ser muito mais prazeroso quando as oportunidades são aproveitadas de maneira mais eficiente.

Seja para quem sempre teve o sonho de abrir um próprio negócio ou porque as circunstâncias da vida levaram a esse momento, empreender em casa é uma tarefa que exige dedicação e muito empenho.

Além disso, para se tornar um empreendedor, é preciso ter confiança no seu negócio e estar pronto para buscar o sucesso por um caminho que, nem sempre, é fácil. Ao empreender de maneira individual poderá ser mais tranquilo do que iniciar as atividades já com a abertura de uma empresa de pequeno porte.

Mas, é importante ter em mente que, para trabalhar oferecendo produtos e serviços — mesmo que individualmente — é necessário abrir um MEI (Microempreendedor Individual). O processo é rápido, sem muitas burocracias e, dessa forma, as operações ficam legalizadas.

Para aproveitar a oportunidade, o Bom pra Crédito reuniu ideias para empreender com pouco dinheiro, dando 9 diferentes dicas de produtos que podem ajudar quem quer ganhar dinheiro em casa. Confira abaixo as melhores ideias para microempreendedor!

Qual é o melhor negócio para abrir em casa?

Para responder a essa pergunta, é necessário que, independentemente do negócio, o sucesso está no empenho do empreendedor.

É preciso ter um bom planejamento, dedicar-se ao crescimento, pesquisar constantemente o mercado e as tendências relacionadas a ele, além de tratar cada etapa do processo com muita atenção. Isso vai desde a escolha do melhor negócio, a abertura do MEI e a segmentação dos clientes, até os processos de comercialização.

Empreender em casa requer esforço e organização, especialmente para que o empreendedor tenha disciplina para separar as finanças pessoais de todo o caixa da empresa.

Também é importante ter em mente que ser seu próprio chefe não significa que as funções podem ser feitas com menos disciplina. Muito pelo contrário! Ao empreender em casa, as responsabilidades ganham ainda mais proporção e são exclusivas do dono do negócio. Por consequência, o sucesso também!

Qual produto empreender?

As opções para quem quer empreender sem sair de casa são diversas e muito abrangentes. Confira algumas ideias.

1. Venda de alimentos

Para quem gosta de cozinhar e leva jeito para a coisa, comercializar alimentos pode ser uma ótima opção de negócio.

Se você optar por trabalhar com este segmento, precisa entender qual a melhor maneira para fazer esses produtos chegarem ao consumidor, atentando-se à qualidade dos ingredientes e alimentos utilizados na produção.

Além disso, é importante ter o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que trabalha com três divisões: alimentos que exigem registro antes da venda, alimentos que exigem apenas uma comunicação de fabricação e alimentos isentos de registro e de aviso.

Saiba: Como montar seu próprio serviço de entrega de comida e ganhar dinheiro

2.  Cuidar de animais de estimação

Quem tem aquele carinho especial pelos animais, se está disposto a estudar e aprender cada vez mais sobre o comportamento dos bichinhos, trabalhar com cuidados animais é uma outra boa opção.

Entre os serviços mais comuns e procurados, hoje em dia, estão o de levar cachorros para passear, dar banho e cuidar dos animais em períodos nos quais os donos estão ausentes, como em viagens, por exemplo.

Vale a pena destacar que, para prestar esses tipos de serviços, é preciso ter muita atenção para garantir sempre o bem-estar do bichinho.

3. Costura

Outra atividade que requer habilidade é a costura. Assim, quem tem esse pré-requisito, pode se destacar. Fazer roupas sob encomendas ou, até mesmo, realizar pequenos reparos em peças já existentes é sempre uma boa opção de negócio local.

Para isso, é preciso fazer alguns investimentos em maquinário, além, é claro, dos materiais, como linhas, agulhas, botões e outros aviamentos.

Para se especializar, vale a pena buscar cursos de corte e costura que irão ajudar a aperfeiçoar técnicas e profissionalizar o serviço.

4. Maquiagens e penteados profissionais

Oferecer serviços de maquiagem e cabelo, sem necessariamente montar um salão de beleza, também é algo que pode atrair um bom público.

Nesse caso, será preciso investir em cursos de profissionalização para compreender as técnicas, bem como adquirir os produtos que serão utilizados nos clientes. Uma dica é montar uma maleta recheada de maquiagens e produtos de beleza para conseguir atender a uma ampla variedade de públicos.

5. Manicure e pedicure

Assim como no caso anterior, oferecer serviços de manicure e pedicure, sem precisar investir em um salão, também é uma opção.

Nesse caso, vale a pena investir em um mix de esmaltes, com cores e marcas que agradem aos mais diferentes gostos, além, é claro, de outros utensílios, como lixas de unha, alicates, removedor de esmaltes e algodão.

É importante ressaltar que a higienização adequada dos objetos é essencial para garantir que não há possibilidade de contaminação.

6. Fotografias profissionais

Viver da fotografia é um sonho para muitas pessoas. Por isso, começar a empreender por essa vertente é algo que pode valer muito a pena.

Porém, para quem decidir seguir esse caminho, é necessário compreender que o equipamento fotográfico profissional não sai barato e será preciso investir em câmeras, lentes, tripés e iluminação.

Em todo caso, quem leva jeito para fotografia e tem disponibilidade de buscar cursos na área, pode começar a empreender fotografando ensaios e pequenos eventos. Desta forma, não é necessário investir, inicialmente, em um estúdio.

7. Aulas particulares

Quem tem proficiência em um idioma diferente ou conhecimento em uma área específica também pode escolher empreender, oferecendo aulas particulares. Atualmente, a tecnologia tem sido uma boa aliada dos professores e alunos, o que diminui os gastos com deslocamentos.

Tudo isso faz com que o investimento inicial seja menor, o que pode ser um atrativo para quem deseja começar a empreender.

Descubra também: Como ganhar dinheiro respondendo pesquisas

8. Oferecer serviços de instalações gerais

Muitas pessoas não sabem ou, até mesmo, têm medo de fazer instalações em casa. Então, oferecer esses serviços pode ser uma ideia interessante. É possível trabalhar com instalação e configuração de aparelhos wi-fi, câmeras de segurança, troca de resistência de chuveiros, montagem e desmontagem de móveis, dentre tantas outras opções.

O mais importante para quem desejar seguir por esse caminho é sempre se preocupar com a segurança.

9. Montar uma loja virtual

Uma das principais tendências atuais é o e-commerce, que vem demonstrando amplo crescimento. Portanto, vale a pena aproveitar o momento, abrindo uma loja virtual nas plataformas de e-shop disponíveis e descobrir como ganhar dinheiro pela internet.

Dessa forma, é importante investir em um bom site, com navegação intuitiva e boas imagens dos produtos.

Para aproveitar todas as oportunidades, estude as possibilidades e passe a seguir a que mais tiver a ver com o seu perfil, com o público-alvo e com os produtos que deseja vender.

O que empreender no momento?

O momento atual faz com que as opções de e-commerce sejam bastante atrativas. Afinal, as vendas online cresceram bastante no último ano. Dessa forma, independentemente de qual segmento optar por seguir, invista sempre na divulgação do seu produto e tenha em mente que a comunicação digital é uma das melhores maneiras de captar clientes. 

E se você precisa de uma forcinha financeira para iniciar o seu negócio para empreender em casa, conheça o Bom Pra Crédito e todas as vantagens que podemos te oferecer!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *