Empreender no Brasil, porque é tão difícil

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

pessoa de camisa mexendo e calculadora e em seu computador

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Ainda que haja fatores complicadores, este sonho pode tornar-se em realidade mais rapidamente do que você imagina

Empreender no Brasil é uma realidade para muitas pessoas e um grande sonho para outras tantas. Ser o dono do próprio negócio é um interesse que colabora ainda mais para que se analise a viabilidade de colocar os planos em prática.

Porém, ainda que estatisticamente haja um bom número de empreendedores no Brasil, este poderia ser ainda maior caso não houvesse tantas dificuldades envolvidas, as quais por vezes abreviam a realização deste sonho ou nem mesmo permitem que eles venham a se concretizar.

Entenda mais sobre o tema, veja algumas das dificuldades encontradas e, ainda assim, porque você não deve desanimar.

homem de terno e óculos manuseando tablet

Leia mais: Empréstimo para autônomo é possível. Veja como conseguir

Quantas pessoas decidiram empreender no Brasil?

Provavelmente, mais do que você imagina. É isso o que mostra o “Empreendedorismo no Brasil: Relatório Executivo 2018”, derivado do Global Entrepreneurship Monitor com dados sobre o nosso país e apoio do IBQP, do Sebrae e da UFPR.

De acordo com ele, a Taxa Total de Empreendedorismo (TTE) entre os brasileiros de 18 a 64 anos é de 38%, o que equivale a aproximadamente 51,972 milhões de pessoas.

Ao comparar com a população do país, estimada em 208,4 milhões naquele ano pelo IBGE, o número representa 24,94% do total, ou seja, quase um a cada quatro brasileiros estava envolvido com algum tipo de atividade empreendedora.

A taxa de empreendedorismo inicial (TEA), que trata das pessoas envolvidas com atividades empreendedoras que estão em seu estágio nascente ou possuem um novo negócio, foi de 17,9%, o que equivale a 24,456 milhões, número que também é bastante significativo.

Em relação ao número total de empreendedores, o estudo afirmou que este foi o maior índice histórico já registrado no GEM Brasil, atrás apenas de 2015 (39%), embora com dois pontos percentuais a mais que os constatados em 2016 e 2017.

As estatísticas são animadoras, de fato, mas há que se considerar que empreender no Brasil também traz algumas dificuldades, de acordo com a pontuação na facilidade de fazer negócios, classificada pelo Banco Mundial.

A entidade classifica os países com uma nota de 0 a 100, sendo que quanto mais próximo de 100, maior é a facilidade de se fazer negócios ali.

A pontuação do país foi de 59,1 em 2020, atrás de Vanuatu, Malawi, El Salvador, Peru, Kosovo e Bahrein, entre outros, os quais possuem menos relevância no mercado financeiro mundial do que o Brasil, uma das maiores economias do mundo.

Por quais motivos é tão complicado empreender no Brasil?

Alguns dos que se destacam são os seguintes:

Burocracia fiscal

É difícil pensar em atividades empreendedoras sem relacioná-las às obrigações fiscais. Afinal, elas devem ser completamente atendidas para que a companhia opere em conformidade com a legislação.

O relatório Doing Business 2018, também do Banco Mundial, estimou que as empresas brasileiras precisam de 1.958 horas por ano para o pagamento de impostos, ou seja, para cumprir as exigências legais neste quesito.

Fica um pouco difícil saber o que isso quer dizer sem nenhuma referência, mas, em outras palavras, é como se uma empresa precisasse de um funcionário dedicado exclusivamente à gestão fiscal e este tivesse que trabalhar durante 44,5 semanas do ano.

Isso significa que sobrariam apenas sete semanas e meia para este colaborador desempenhar outras atividades, considerando que ele ficaria 44 horas por semana realizando-as, período que consiste na jornada de trabalho convencional para vários colaboradores.

Tal número fez com que o Brasil fosse, de longe, o país com a maior burocracia tributária do mundo. A Bolívia ficou com a penúltima colocação, com 1.025 horas, ou seja, 47,65% a menos que o Brasil. Outros países da América Latina obtiveram resultados bem melhores, como Argentina (311,5 horas) e México (240,5 horas).

Dificuldade de obtenção de crédito

Na grande maioria dos casos, é preciso investir para começar uma nova empresa. Como nem todos possuem dinheiro à disposição para tal, a solução é recorrer a empréstimos e financiamentos para dar o primeiro passo.

A obtenção de crédito é algo que ainda afasta muitas pessoas de empreender no Brasil, embora haja soluções que podem ajudar os interessados a começar seus próprios negócios tendo as melhores ofertas em suas mãos, como o Bom Pra Crédito.

mulher de óclos com semblante preocupado analisando gráficos

Leia mais: Empréstimo para negativado: Como funciona, opções e dicas

Qual é o panorama para o futuro?

Nosso desejo sempre é o de que a situação possa melhorar, o que realmente tem chances de acontecer.

O desejo do brasileiro em empreender está em ascensão nos últimos anos. Uma tabela do relatório executivo sobre empreendedorismo que vimos anteriormente trouxe informações importantes, como as seguintes:

  • 33% das pessoas sonham ter um negócio próprio, contra 17,9% em 2017.
  • 54,3% afirmam ter o conhecimento, a habilidade e a experiência necessários para iniciar um novo negócio, contra 55,9% em 2017.
  • 56% dizem que o medo de fracassar não os impediria de começar um novo negócio, comparado a 56,5% em 2017.

Os números demonstram um grande interesse em empreender no Brasil, o que de fato traz algumas dificuldades, mas também um grande potencial de geração de excelentes resultados.

Um estudo desenvolvido em parceria pela MindMiners e pelo PayPal mostrou que 66% dos brasileiros querem abrir o próprio negócio para ter mais liberdade e autonomia, o que representa quase duas a cada três pessoas. É muita gente!

A burocracia fiscal pode ser administrada por meio do uso de softwares específicos, além de ter profissionais devidamente capacitados na equipe para lidar com a questão. Empresas de menor porte, como MEI, por exemplo, trazem muito menos burocracia neste sentido e são uma ótima oportunidade para iniciar.

E o Bom Pra Crédito

Sobre a obtenção de crédito, ferramentas como o Bom Pra Crédito ajudam a saber quais são as melhores ofertas do mercado, de modo que você tenha acesso ao valor de que precisa para investir e, assim, começar a gerar uma lucratividade interessante.

Negócios lucrativos existem em grande quantidade, isso sem contar aqueles que ainda não foram descobertos e postos em prática, ou seja, a situação não deve ser desanimadora para quem quer se tornar um empreendedor.

O empréstimo para abrir empresa costuma servir como a solução ideal para atender as necessidades dos empreendedores. Portanto, até mesmo quem não montou uma reserva de emergência para empreender pode começar.

Você pode ser a próxima pessoa a empreender no Brasil. Oportunidades existem e os desafios devem ser encarados com responsabilidade, sabedoria e paciência. Para dar aquela forcinha, conte com o Bom Pra Crédito e tenha propostas de mais de 30 financeiras parceiras. Assim, você conseguirá realizar este tão grande sonho!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *