Educador financeiro, vale a pena contratar um?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

imagem cortada de dois homens de roupas pretas sentados a um mesa e fazendo anotações

Resumo da matéria

  • O que exatamente faz um educador financeiro?
  • Como saber se eu preciso de um educador financeiro?
  • Como contratar um educador financeiro?
  • Quanto custa contratar um educador financeiro?
  • E se eu não tiver dinheiro para pagar um educador financeiro?

Continua depois da publicidade

Você sabe o que esse profissional faz e se ele, realmente, é a melhor solução para seu caso? Para descobrir, leia este artigo até o final

Não fechar o mês no vermelho é uma de nossas principais preocupações. No entanto, ela não deve ser a única, principalmente se o objetivo é economizar, investir e, claro manter o controle da nossa vida financeira. É nessas horas que as lições de um educador financeiro se mostram muito úteis.

Se você está pensando em mudar sua relação com o dinheiro, a educação financeira é o caminho ideal.

Com ela, você aprenderá a lidar melhor com seu salário, despesas, investimentos, entre outros assuntos que envolvem seu bolso e saldo bancário.

Basta começar a pesquisar sobre o assunto que uma enxurrada de dúvidas surge de uma hora para outra.

Diante de tantas informações sobre finanças, pode ser que você pense na possibilidade de contratar um educador financeiro.

O que exatamente faz um educador financeiro?

O educador financeiro é o profissional que tem como objetivo ensinar as pessoas a lidarem melhor com todas as questões que envolvem dinheiro. Basicamente, ele analisa sua condição financeira e te orienta a respeito do melhor a ser feito para o perfil. 

Isso quer dizer que ele oferece um atendimento personalizado, já que cada pessoa lida diferente com seu dinheiro.

Dessa forma, o educador financeiro identifica hábitos bons e ruins e estabelece um plano de ação específico para cada cliente.

Dentre as atividades que ele exerce, podem ser destacadas as seguintes:  diagnóstico de padrões financeiros, estímulo a novos hábitos, orientação a respeito de investimentos, redução de custos, forma de obter renda extra, entre outros. 

imagem aproximada de uma mulher analisando um livro junto de um educador financeiro

Leia mais: O que é educação financeira e porque você precisa dela urgente

Como saber se eu preciso de um educador financeiro?

Aprender sobre finanças e saber controlar o dinheiro que entra e sai vale a pena para qualquer tipo de pessoa.

Afinal, sempre é possível controlar melhor os gastos e saber elaborar um plano estratégico para realizar sonhos, como a compra de uma casa.

O educador financeiro, na maioria dos casos, é contratado quando as pessoas já não sabem mais como sair de um nó que elas mesmas fizeram.

Dívidas com cartão de crédito, contas atrasadas e nome sujo são exemplos de situações que demandam a contratação desse profissional.

Mas, é importante que você saiba que ele não serve apenas para apagar o incêndio. Você pode contratá-lo justamente para evitar que o primeiro fósforo seja riscado.

Você poderá solicitar seus serviços para aprender a investir, por exemplo.

Além disso, ele pode te ajudar a se organizar para metas a longo prazo, como a compra de um imóvel, realização de uma viagem longa, entre outras.

A grande vantagem é que você poderá ter uma visão mais detalhada da sua realidade financeira para aprender a lidar com ela da melhor maneira.

Como contratar um educador financeiro?

Antes de contratar um educador financeiro, você precisa pesquisar bastante sobre a reputação desse profissional.

O ideal é que você pesquise em sites sobre finanças, redes sociais, sites de reclamações, entre outros.

Lembre-se de que o objetivo da contratação é evitar ou resolver problemas. Portanto, esse profissional deve ter especialização e experiência o bastante para oferecer as melhores alternativas para seu caso específico.

Em outras palavras, ele não deverá criar, te ajudar a solucionar uma série de conflitos entre você e seu dinheiro.

Por isso, seu acompanhamento deve ser saudável e positivo, de forma que os resultados sejam, realmente, libertadores.

Outro ponto extremamente importante que você deve considerar é que o educador financeiro não pode fazer com que você seja dependente dele. Muito pelo contrário!

Ele deverá ser capaz de fazer com que você caminhe com as próprias pernas.

Tome cuidado com promessas milagrosas para não cair em golpes, principalmente se você começar a perceber que ele pede cada vez mais dinheiro com a desculpa de oferecer a galinha dos ovos de ouro.

Por fim, a didática desse profissional, ou seja, a linguagem os recursos que ele usa devem fazer sentido para você.

Se, durante o processo, você não conseguiu aprender nada e percebeu que não saiu do lugar, isso pode ser sinal de um mau trabalho. 

Quanto custa contratar um educador financeiro?

Ao contratar um educador financeiro, o preço que você pagará depende do tipo de serviço que ele oferece, do seu objetivo e do tempo em que o trabalho será realizado. Alguns profissionais cobram por honorários.

Essa modalidade de pagamento tem como base um valor que vocês estabelecem pela quantidade de horas que o educador financeiro te acompanhará.

Outra opção é o pagamento de um valor fixo que você pode pagar por mês, por exemplo. 

imagem ampliada de uma mulher de rosa estudando com um homem e o auxílio de um computador

Leia mais: Educação financeira em tempos de recessão econômica te ajuda a não perder o controle

E se eu não tiver dinheiro para pagar um educador financeiro?

Se você não tiver condições de contratar um educador financeiro, uma ótima alternativa é acompanhar alguns influenciadores digitais que oferecem aulas gratuitas sobre finanças. 

Aqui no blog do Bom Pra Crédito, a gente criou um conteúdo com uma lista dos mais conhecidos no Brasil.

Aproveite para ler outros artigos sobre renda extra, empréstimo online, investimentos, abertura de empresas, entre outros.

Com certeza, essas informações, dicas e orientações vão te ajudar a organizar melhor seu dinheiro, sem passar sufoco e fechar o mês com saldo negativo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *