Educação financeira no Brasil, se ela existisse quais problemas você não teria

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

homem deitado em sofá fazendo anotações em um caderno usando uma caneta com um laptop em seu colo

Resumo da matéria

  • Como é a educação financeira no Brasil
  • Educação financeira na infância
  • Diferencial de países que investem em educação financeira para população
  • Qual é a importância de investir em planejamento financeiro?
  • Qual o objetivo da educação financeira?

Continua depois da publicidade

Mesmo com uma renda mensal relevante, você pode se endividar e perder dinheiro se não entender o que é educação financeira e quais são as vantagens de aprender a lidar com suas finanças.

Nos dias de hoje é fundamental saber como gerir seus recursos financeiros, tanto quanto saber fazê-lo. Por isso, aprendizados sobre educação financeira no Brasil seriam tão importantes!

Você, provavelmente, conhece o termo “educação financeira”, mas pode ser que não saiba, exatamente, quais são seus fundamentos e por qual razão ele tem se tornado cada vez mais comum.

Se essa é sua realidade, provavelmente está em busca de superar as dificuldades que podem comprometer seu orçamento e, mais do que isso, te deixar com a sensação de que está sempre sem dinheiro.

Fique tranquilo! Você não está sozinho e acaba de dar o seu primeiro passo rumo ao controle seu orçamento.

Nesse texto você vai aprender o que o conceito significa e por que você precisa investir nesse aprendizado para alcançar a saúde da sua vida financeira. Acompanhe com a gente!

Como é a educação financeira no Brasil

Nosso país tem diversas particularidades quando o assunto é educação financeira, pois a maioria das pessoas ainda têm um certo bloqueio para falar abertamente sobre salário, mercado financeiro, orçamento e, principalmente, para assumir as dificuldades de controlar as próprias finanças.

Apesar de ouvirmos, desde jovens, sobre importância de economizar para investir e garantir nosso futuro, não temos qualquer incentivo educacional sobre o tema, resultando em endividamento e frustrações que podem perdurar por toda a vida, por exemplo.

Outra característica importante de ser observada é que 45% dos brasileiros não possuem uma boa relação com as finanças, ou seja, não fazem controle financeiro.

Consequentemente, o futuro fica comprometido, pois como planejar a aposentadoria se nem mesmo as contas do mês estão em dia? Como se preparar para emergências e gastos imprevisíveis?

Aprendizado e conscientização! E eles precisam começar desde cedo. 

duas pessoas aprendendo sobre educação financeira sentadas a uma mesa com dois livros abertos

Leia mais: Educação financeira em tempos de recessão econômica te ajuda a não perder o controle

Educação financeira na infância

Se você é pai ou mãe, em algum momento, deve ter se perguntado sobre quando começar a ensinar a lidar com dinheiro, não é mesmo?

E, nos dias de hoje, as próprias crianças percebem essa “movimentação financeira” e ficam curiosas sobre preços, pagamentos com cartão e afins. E isso é ótimo! 

Se preparar financeiramente desde pequeno é um processo que, além de interessante, ajuda a criar uma capacidade de fazer escolhas de como utilizar o dinheiro da melhor maneira possível, entender que se gastar tudo agora, depois não terá mais.

Pequenas e simples reflexões como essa contribuem para que, quando chegarem à vida adulta, saibam tomar melhores decisões quanto às finanças. 

Diferencial de países que investem em educação financeira para população

Países como a Finlândia, Suécia, Noruega, Israel, Dinamarca e Canadá estão avançando de modo importante em relação ao tema, pois desde a alfabetização incentivam o aprendizado financeiro.

Curiosamente, essas mesmas nações possuem os maiores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH), ou seja, o desenvolvimento da sociedade na educação, saúde e renda estão entre os melhores. 

As crianças, quando compreendem a necessidade de manipular o dinheiro e lidar com frustrações e satisfações provenientes da remuneração financeira conseguem ter uma noção ampla durante as tomadas de decisões e tendem a ser mais responsáveis no decorrer da vida. 

Outro ponto interessante, que os países indicados utilizam como argumento para investir fortemente na alfabetização financeira, é que esse aprendizado leva para o desenvolvimento de uma sociedade mais igualitária, justa e capaz de garantir o desenvolvimento do país de um modo próspero. 

Quando comparamos esses países com o Brasil, é possível perceber que ainda há muito o que ser feito pela sociedade nesse sentido.

No entanto, nada impede que você use dos meios disponíveis, principalmente online, e aprenda a fazer sua gestão financeira.

Qual é a importância de investir em planejamento financeiro?

Quando falamos em planejamento e educação financeira precisamos ter consciência de que os resultados virão de acordo com a prática.

Portanto, para passar cada mês com tranquilidade, você precisará estar em constante avaliação dos seus gastos e despesas, entendendo exatamente como cada uma delas afetam seu orçamento no longo prazo.

Isso é importante, pois minimiza os impactos negativos e ajuda a otimizar seu orçamento.

Pode sobrar dinheiro até mesmo para investimentos simples e rentáveis, já pensou?

E uma dica muito interessante para o seu planejamento mensal é, após o pagamento de todas as despesas, separar um valor que poderá ser utilizado para investir ou poupar e, outra parte, para lazer. 

Além disso, com a educação financeira você aprende que é importante acompanhar até mesmo aqueles gastos que parecem insignificantes, mas, a longo prazo, podem ser significativos.

E é justamente essa a ideia de aprender a gerenciar seu dinheiro: traçar metas, sonhos e planos. 

em uma mesa de madeira estão uma pilha de livros junto de um laptop com um despertador e um pote com canetas e lápis

Veja também: Educação financeira infantil: porque você precisa ensinar o seu filho desde cedo

Qual o objetivo da educação financeira?

Ter uma noção ampla e clara sobre sua realidade financeira é fundamental para alcançar evolução pessoal e, até mesmo, profissional.

Se você parar para pensar, pode ter vários planos que te levariam a crescer profissionalmente, como fazer um curso ou terminar a graduação, mas que não são colocados em prática justamente por falta de controle financeiro. 

No cenário atual é ainda mais motivador aprender a cuidar do orçamento, economizar e buscar aplicar a renda de forma adequada, visando estar sempre preparado para os altos e baixos.

Com tantas opções de investimentos, por exemplo, é possível que dentro de algum tempo, com noções básicas de finanças, o seu dinheiro comece a trabalhar por você e isso eleve ainda mais o seu bem-estar.  

Então, invista em qualquer melhoria na educação financeira pessoal, pois em pouco tempo essa prática trará um impacto relevante em diversas áreas da sua vida, proporcionando tranquilidade e, sem dúvidas, muitas realizações. 

Claro que se educar financeiramente não é uma tarefa fácil, não acontece de um dia para o outro, mas, a partir do momento em que você se propõe a dominar seu conhecimento e os benefícios se tornam reais. 

Pense nisso, veja as dicas que Bom Pra Crédito tem para te ajudar a manter a vida financeira equilibrada e dê os primeiros passos nesta caminhada de aprendizado tão necessária e transformadora.

Ah, e se estiver atrás de um empréstimo pessoal, nós podemos te ajudar também!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *