É verdade que muitas dívidas podem gerar problemas de saúde?

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

médico segurando estetoscópio em fundo claro

Continua depois da publicidade

 A educação financeira pode te ajudar a se livrar das dívidas e ficar bem longe da depressão e da ansiedade

Dinheiro traz ou não felicidade? Isso depende da forma como a gente se relaciona com ele, certo? Mas, e a falta de dinheiro ou o descontrole da nossa vida financeira, será que podem nos deixar doentes?

Dependendo da situação, as dívidas e problemas de saúde podem caminhar lado a lado, principalmente se você não conseguir pensar em uma solução para resolver.Descubra por que viver no vermelho pode comprometer sua paz e seu bem-estar.

Por que as dívidas interferem em nossa saúde mental?

As dívidas podem se tornar um problema quando elas fogem do nosso controle.

Basta atrasar a primeira parcela do carro ou pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito para que nossas noites de sono vão por água abaixo.

No mês seguinte, o valor devido acaba se multiplicando com tantas taxas de juros e multas.

Ir empurrando com a barriga pode fazer com que a gente entre em uma situação bem mais grave.

Quando isso acontece, sensações como estresse, irritabilidade, desânimo, medo e tristeza passam a fazer parte dos nossos dias.

Para acabar com elas, é necessário eliminar a raiz do problema.

No entanto, dependendo de nossa capacidade de lidar com essas tensões, podemos desenvolver quadros de depressão ou ansiedade.

Essas doenças, na maioria dos casos, nos impedem de enxergar com clareza as formas de acabar com as dívidas. 

É por isso que, se você está passando por uma fase financeira difícil, é importante, em primeiro lugar analisar como você está reagindo diante disso.

É importante identificar quais são os sinais que podem indicar se sua saúde está em risco.

Quais são os sinais de dívidas e problemas de saúde mental?

Ter muitas dívidas pode ocasionar em perda ou aumento do apetite. Outro sinal que indica que sua saúde mental pode estar comprometida é a famosa insônia.

A culpa, vergonha e baixa autoestima também são sintomas de dívidas e problemas de saúde.

Nossa cabeça parece não reagir e a tendência é só enxergar os obstáculos no caminho, como se a gente estivesse preso em um labirinto.

A consequência disso é a falta de produtividade no trabalho e até mesmo dificuldade de convívio com familiares.

Não é à toa que começam a surgir brigas por causa de dinheiro, divórcios, demissões e isolamentos.

Algumas pessoas, inclusive, podem desenvolver comportamentos que levam ao alcoolismo, cigarro ou compulsão por compras. 

As dívidas podem atrapalhar nossa saúde física?

Não é só a mente que sofre com as consequências de dívidas e problemas de saúde. O corpo também dá sinais de que as coisas não vão bem.

Nesse caso, podem surgir problemas relacionados à pressão alta, por exemplo.

Além deles, a gente pode acabar desenvolvendo gastrite, úlcera, alergias, dermatites, problemas de digestão, enxaqueca, entre outras doenças.

Independente da sua reação, é importante contar com ajuda para lidar e sair dessa situação.

duas pessoas calculando contas com caderno e calculadora.

Como resolver problemas com dívidas?

A sensação de lidar com uma vida financeira bagunçada não é agradável.

Por mais difícil que esteja sendo, sempre tem como sair do fundo do poço. Você precisa começar pelo primeiro passo.

É de degrau a degrau que você vai quitar suas dívidas. Não adianta querer colocar o carro na frente dos bois ou desistir de vez achando que não tem solução para seu caso.

Sempre tem como resolver e a gente vai te explicar como. 

Analise suas dívidas: Não tenha medo. Enfrente o monstro de perto e coloque tudo na ponta do lápis, por mais que o resultado seja assustador. 

Renegocie as dívidas: Comece pelas que cobram as maiores taxas de juros. Não tenha medo de pedir descontos e negociar, seja com o banco, com a loja de roupas, escola do seu filho, entre outros.

Peça empréstimo online: Nessa modalidade de empréstimo, dependendo do seu perfil financeiro, você consegue boas condições de pagamento e taxas de juros menores.

O Bom Pra Crédito tem parceria com mais de 30 bancos.

Isso significa que as chances de conseguir o valor que você precisa e com as parcelas que cabem no seu bolso são maiores.

Acesse nosso site para descobrir como é seguro e rápido pedir empréstimo pela internet em um site confiável.

Reorganize suas despesas: Assim que você pagar suas dívidas, tome muito cuidado para não começar a gastar mais do que você pode.

Reduza limite do cartão de crédito e cancele cheque especial.

Além disso, diminua a conta da internet,  economize água e energia elétrica e faça um planejamento de gastos.

Aproveite para estudar mais sobre educação financeira. 

Ganhe renda extra: Aproveite uma habilidade que você tem para ganhar dinheiro.

Pode ser dando aulas particulares, cuidando de animais de estimação de quem viaja, tocando em festas ou eventos, escrevendo artigos, entre outras possibilidades.

Cuide do seu psicológico: Além do dinheiro, você precisa aprender a gerenciar sua mente para aliviar o estresse.

Isso pode ser feito com caminhadas diárias, momentos de lazer em família, por meio de acompanhamento com psicólogo, entre outros.

Lembre-se de que nada é mais valioso do que sua saúde e bem-estar.

Por isso, é importante pensar bastante antes de gastar dinheiro, principalmente com coisas que não dão retorno financeiro.

Quando você começar a administrar melhor seu dinheiro e inserir o planejamento financeiro em sua vida, será bem mais fácil evitar ou sair de dívidas antes de ficar com a corda no pescoço.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *