Dinheiro traz felicidade? Entenda porque isso depende muito de como você pensa

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

homem pensativo sentado em poltrona com um caderno no colo

Continua depois da publicidade

Para ser feliz com seu dinheiro, trabalhe com prazer, invista em momentos importantes para você e controle seus gastos

No seu dia a dia, o que você consegue fazer sem dinheiro? A maioria das coisas que a gente tem e faz só são possíveis porque pagamos por ela, certo? Então, não é errado falar que dinheiro traz felicidade.

O que pode gerar a dúvida, em alguns casos, é a forma como usamos nosso dinheiro para ter felicidade. Nesse caso, é preciso entender quanto pagamos para sermos felizes pra não corrermos o risco de achar que nosso bem-estar custa caro.

É errado querer ganhar mais dinheiro?

Você já ouviu alguém dizendo que quem tem muito dinheiro é mão de vaca ou explora as pessoas para enriquecer? Ou, pior do que isso, já ouviu pessoas tentando justificar que “fulano é rico, mas não é feliz”, ou “ciclano tem dinheiro, mas vive solitário”.

E a imaginação das pessoas vai dando margem associar o dinheiro a coisas negativas, como se a ambição fosse um coisa ruim.

Se você pensa assim, talvez seja melhor olhar a situação de outro ângulo.

Querer ganhar mais dinheiro, desde que você não prejudique o trabalho e a vida de outras pessoas, não é errado.

Se você se esforça bastante para conseguir uma promoção no trabalho, por exemplo, nada mais justo do que ganhar por isso, certo?

mulher de óculos sentada a uma mesa mexendo em seu computador

Leia mais: Como montar uma planilha de gastos para 2020.

O que fazer com meu dinheiro para ele me trazer felicidade?

Se a sua vida financeira não te faz feliz, pode ser que você não esteja lidando com seu dinheiro de uma forma que seja confortável para você.

Por isso, é preciso pensar a respeito dos seus ganhos e gastos para tirar o melhor proveito deles.

A seguir, compartilharemos algumas dicas de como o dinheiro traz felicidade. A partir delas, você poderá traçar seu próprio roteiro para investir no que realmente te faz bem.

Acumule experiências, não coisas: Coisas materiais tendem a trazer uma felicidade momentânea. Se você seguir nessa onda, pode cair na armadilha de querer comprar cada vez mais produtos só pelo simples fato de sentir alguns minutos de euforia.

Antes de adquirir um celular novo, roupas, carro, viagem ou o que quer que seja, pense em como aquilo poderá te proporcionar prazeres duradouros. Reflita sobre tudo o que você tem e avalie sobre a relação de cada coisa com sua felicidade. 

Use dinheiro para ter qualidade de vida: Trabalhar incansavelmente está te trazendo retorno financeiro e realização pessoal? Esses dois elementos devem caminhar juntos. Afinal, o dinheiro traz felicidade quando temos tempo para usá-lo. 

Se você tem dinheiro para aproveitar bons momentos ao lado de quem você ama, não pense duas vezes em fazer isso.

Ter um tempo de qualidade é um sonho comum das pessoas, mas poucas conseguem esse privilégio. 

Por isso, faça valer o que você está conquistando em termos financeiros e use seu dinheiro para passear com a família, cuidar dos seus pets ou curtir com amigos, por exemplo. Momentos bons sempre são bem-vindos. 

Realize seus sonhos: Sabe aquele curso que você sempre quis fazer, mas que não conseguiu por falta de grana? Nunca é tarde para investir nele. O mesmo vale para outras aquisições que farão toda diferença para sua realização pessoal. 

E, por falar em sonhos, dinheiro traz felicidade quando a gente faz alguma coisa pelo próximo. Escolha uma causa que você se identifica e apoie-a. Faça uma doação para instituições que têm um trabalho que você admira.

Quanto mais a gente doa, mais recebe. Então, se sua condição financeira te permite isso, por que não ser feliz com a felicidade do outro? 

Evite esbanjar: Você está percebendo que dinheiro traz felicidade quando a gente passa a dar valor, e não preço para as coisas?

É por isso que você precisa cuidar das suas finanças para que você controle seus gastos, não o contrário.

Evite gastar com futilidades e coisas supérfluas em excesso. Não que você não possa, vez ou outra, comprar aquela calça da moda ou trocar seu celular por um mais atual. 

O importante é entender que essas coisas são passageiras e não te definem.

Negocie suas dívidas: Tenha plena consciência do destino que você dá ao seu dinheiro. Anote todos os seus gastos e pense antes de aumentar o plano de internet, trocar de carro ou fazer uma reforma em sua casa, por exemplo.

Gastar sem critério pode acarretar em faturas altas de cartão de crédito, juros de cheque especial e nome sujo.

No entanto, se, mesmo com total controle, sua vida financeira ficou no vermelho, talvez seja melhor pedir empréstimo para resolver a situação.

Nesse caso, o dinheiro traz felicidade porque você poderá dormir sem preocupações. O Bom Pra Crédito oferece empréstimo online com toda segurança e praticidade para você. 

Graças à parceria com mais de 30 instituições financeiras, você poderá, dependendo do seu perfil financeiro, receber as melhore condições de pagamento e taxas de juros que cabem no seu bolso.

Pense no futuro: É importante estarmos preparados para enfrentar as surpresas, boas ou ruins, que podem surgir no meio do caminho. Faça uma reserva de emergência e aprenda a investir dinheiro.

Dinheiro traz felicidade agora e pode te trazer tranquilidade daqui uns meses ou anos, dependendo de como e de quanto você investir.

Se você não tem muitas informações a respeito disso, vale a pena estudar um pouco mais sobre educação financeira.

O ideal é sempre guardar uma porcentagem do que você ganha e pensar que isso poderá te ajudar em momentos de sufoco.

Claro que ninguém deseja que nada de ruim aconteça, mas é bem melhor prevenir, certo?

homem de roupa social com os braços abertos em meio a luz do sol

Leia mais: Cadastro Positivo: O que é? Pra que serve? Como fazer?

Agora que você já descobriu que dinheiro traz felicidade, que tal começar a pensar agora sobre como anda sua vida financeira?

O que você pode fazer para ganhar e dar o melhor destino para seu dinheiro?

Aproveite para contar pra gente alguma situação pela qual você já passou em relação à sua organização financeira e o que você aprendeu com isso. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *