Financiamento de carros, tudo o que você precisa saber para não cair em golpes

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

mulher usando camisa azul e calça jeans abraçando capô de carro branco

Resumo da matéria

  • 1. Confira se o carro realmente existe
  • 2. Avalie a documentação do carro
  • 3. Verifique se o veículo está com restrições jurídicas
  • 4. Avalie a quantidade de quilômetros rodados
  • 5. Desconfie de vendedores muito insistentes
  • 6. Avalie o histórico do automóvel
  • 7. Realize vistoria cautelar do carro
  • 8. Descubra se o carro já foi leiloado
  • 9. Certifique-se de que a concessionária é confiável
  • Dica extra: Não pague antecipadamente

Continua depois da publicidade

Antes de financiar um carro, é importante que você leia as informações a seguir para se proteger de pessoas que agem de má fé

O financiamento de carros é uma ótima opção para quem precisa de um veículo, mas não tem como pagar à vista. Por falta de informação ou até mesmo por ansiedade para adquirir esse bem, muitas pessoas acabam caindo em armadilha.

Por essa razão, preciso tomar alguns cuidados e se precaver. Selecionamos os 09 golpes mais comuns para você conhecer, evitar ações maliciosas e não ter dores de cabeça por motivos financeiros.

1. Confira se o carro realmente existe

Se você estiver pesquisando sobre financiamento de carros na internet e achar uma oferta tentadora de um modelo, certifique-se de que ele realmente existe. Qualquer pessoa pode tirar a foto de um veículo qualquer e anunciar na internet.

Geralmente, as propagandas são atrativas e o preço de venda é tentador. Desconfie de valores muito abaixo do mercado e não faça nenhum tipo de depósito para reservar o carro. O ideal é marcar uma visita para conferir se o automóvel é real.

carros nas cores vermelha, cinza e branca enfileirados em um estacionamento

Leia também: Refinanciamento de veículo, veja agora como fazer e resolver este problema

2. Avalie a documentação do carro

Tão importante quanto ver o veículo pessoalmente é analisar sua documentação. Confira se ele está registrado no nome de seu vendedor. Pesquise se os impostos estão pagos.

Cuidado com os chamados “cabritos”, que são adulterações feitas por quadrilhas especializadas. Os criminosos podem usar a numeração de um carro destruído em um acidente e repassar como um veículo aparentemente sem irregularidades.

3. Verifique se o veículo está com restrições jurídicas

Tentar se livrar de um carro com restrições jurídicas é um golpe bastante comum. Isso acontece quando uma pessoa deixa de arcar com o compromisso de pagar alguma dívida, é processada e tem o veículo penhorado.

Para não levar prejuízo, o golpista vende o carro por um preço abaixo do que ele vale e desaparece com o dinheiro. Para evitar esse tipo de situação, consulte se o automóvel está na lista digital de bloqueio Renajud.

4. Avalie a quantidade de quilômetros rodados

Se o seu objetivo é fazer financiamento de carros seminovos, é importante conferir a quilometragem. Os dados registrados te ajudarão a compreender se o veículo está ou não conservado.

Um dos golpes aplicados na venda de carros acontece por meio da alteração dos quilômetros rodados. Existem scanners que indicam se o indicador foi adulterado.  Você também pode verificar se a quilometragem é compatível com a idade do carro.

5. Desconfie de vendedores muito insistentes

Ofertas de financiamento de carros muito agressivas costumam ter preços muito abaixo da tabela FIPE. Para não perder o negócio, alguns vendedores usam discursos persuasivos relacionados à escassez.

Isso pode ser identificado em frases do tipo “tem outras pessoas querendo comprar”, “se não fechar hoje, o preço aumentará”, entre outras. Isso acontece porque o golpista não quer fazer você pensar se está fazendo a coisa certa.

6. Avalie o histórico do automóvel

O carro já foi batido? Foi necessário fazer a retífica do motor? Quantos donos ele teve? As respostas para essas perguntas vão te ajudar a compreender o histórico do carro antes de ele chegar em suas mãos.

O ideal é que todas as informações sejam comprovadas com recibos ou outros documentos. Quanto mais dados você conseguir, menores serão as chances de cair em golpes desse tipo.

7. Realize vistoria cautelar do carro

Uma dica importante para não cair em golpes é pedir que a concessionária faça a vistoria cautelar do carro. Esse processo analisa as condições estruturais do veículo, além de verificar seus documentos e histórico.

Não deixe de solicitar o laudo de procedência. Ele nada mais é do que um documento que é produzido após a vistoria e que comprova que a documentação está correta. Se a concessionária não apresentar esses documentos, é bom desconfiar da sua idoneidade.

8. Descubra se o carro já foi leiloado

A vistoria cautelar, citada anteriormente, detecta se o carro já foi leiloado em algum momento. Geralmente, os veículos são leiloados porque foram tomados pela justiça. Eles também podem estar envolvidos em algum sinistro, por exemplo.

Independente da situação, o preço de venda em leilão é bem menor do que o valor de mercado. Como não sabemos o que pode ter acontecido com o automóvel, a vistoria cautelar pode ajudar a identificar falhas.

homem de camiseta azul dentro de carro virando para o banco de trás e sorrindo

Veja mais: Carros financiados com 0 de entrada – Valem a pena?

9. Certifique-se de que a concessionária é confiável

Outro golpe muito praticado em financiamento de carros é o da concessionária falsa. Nesse caso, uma pessoa de má fé cria um site falso e fornece informações de uma loja que não existe.

Para evitar cair nessa cilada, pesquise o CNPJ da concessionária e verifique os canais de comunicação. Também é importante pesquisar em sites de reclamação e verifique o que outras pessoas estão falando sobre ela.

Dica extra: Não pague antecipadamente

As parcelas do financiamento de carros deverão ser pagas depois de uma série de procedimentos burocráticos que envolvem análise da documentação e do próprio veículo.

Não transfira dinheiro ou pague boletos para segurar o veículo.  É preciso assinar o contrato de compra e venda antes de qualquer transação financeira. Isso é válido tanto para compra direto com o proprietário quanto para financiamento em banco.  

Gostou das dicas? Antes de fechar qualquer negócio, analise o custo-benefício. Pesquise, calcule, planeje e avalie cada detalhe para não se arrepender depois.

Aqui, no blog do Bom Pra Crédito, a gente te ajuda a cuidar do seu dinheiro e tomar as decisões que se adequam ao seu perfil e necessidades. E, também, se está de olho em um empréstimo, conte conosco!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *