Controle de gastos pessoais, como você tem feito o seu?

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

carteira em um bolso de calça

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Você sabia que ter o controle de gastos pessoais é muito importante para alcançar os seus objetivos financeiros? 

Por isso, você deve aprender como começar agora mesmo por meio de uma planilha de gastos pessoais. 

Montá-la pode não ser tarefa muito simples à primeira vista. Afinal, você precisa preenchê-la com entradas e saídas, tributos e gastos surpresas, todos os boletos que você paga durante o mês e o ano. Mas, ao entender a importância dessa prática para a saúde de uma vida financeira, fica mais fácil manter a sua planilha em dia. 

Neste texto, você vai aprender a criar a melhor planilha de gastos pessoais de uma vez por todas. E vai entender que ter o controle das suas finanças é a melhor forma de ter uma vida financeira saudável.

O que é uma planilha de gastos pessoais?

Uma planilha de controle de gastos pessoais é um registro sistemático de sua renda e suas despesas, geralmente feito com a ajuda de um software, como o Excel. Você também pode registrar tudo num caderninho, sempre tendo a calculadora ao lado, mas recomendamos o Excel porque ali é possível editar, fazer somatórias parciais de cada despesa e até mesmo gerar gráficos mostrando visualmente para onde está indo o seu dinheiro.

Como funciona uma planilha de gastos no Excel?

O modelo mais simples que pode ser adotado no Excel inclui uma coluna onde serão alocados todos os gastos mensais. A este registro principal adicionamos outras colunas, representando os meses do ano.

Selecionaremos ainda células da tabela para colocarmos o total referente aos gastos fixos e os variáveis.

A última coluna a ser adicionada é a que mostra o que sobrou após descontarmos todas as suas contas.

Se ainda assim isso tudo parece grego a você, faça o download gratuito da nossa planilha de controle de gastos. Neste caso, as fórmulas de somatória já estarão registradas no documento, basta preencher com os seus dados para que os cálculos sejam realizados automaticamente.

Entenda: 5 sinais de que você está perdendo o controle financeiro

Como usar a planilha de controle de gastos pessoais?

Na coluna de entrada, é colocado o seu orçamento mensal, ou seja, a origem do dinheiro que você recebe todos os meses. Nas colunas a seguir, são determinados os gastos e as contas fixas, subtraindo do seu orçamento mensal. 

Na coluna de gastos fixos, entram despesas como aluguel, contas de luz, água, gás, condomínio, alimentação, internet, entre outras.

Na coluna de gastos variáveis, você deve colocar os gastos com cinema, passeios, jantares e compras eventuais. Provavelmente ao montar a planilha você vai se lembrar de outros gastos variáveis, porque geralmente eles são muitos e acabam passando ao largo durante o dia a dia.

Você ainda pode criar abas específicas para cada mês e, assim, acompanhar de maneira quase diária seu controle de gastos pessoais.

Use o Cartão De Crédito com Cautela

Importância e vantagens de usar uma planilha de controle de gastos pessoais

A planilha dá a você uma ideia exata do fluxo do seu dinheiro, quais são seus maiores gastos, aquilo que são supérfluos e você pode cortar ou enxugar e como está sua saúde financeira de uma forma geral. Ou seja: a planilha nos ajuda a manter o orçamento mais equilibrado e controlar melhor o fluxo do dinheiro – onde gastar mais e onde gastar menos. 

As vantagens são inúmeras.

Tendo maior controle dos seus gastos pessoais, você pode entender porque está sempre no cheque especial ou em qual categoria de despesa você acumula dívidas recorrentes. 

Pode perceber se está morando numa casa ou apartamento cujo aluguel é um peso muito grande para seu orçamento, e então começar a sondar o mercado imobiliário, para verificar se encontra aluguéis mais acessíveis.

A planilha de controle de gastos pessoais ainda permite que você faça um planejamento financeiro para os próximos meses, se propondo a economizar de 10 a 20% do orçamento para montar uma reserva financeira – para ser usada em casos emergenciais, totalizando suas despesas num período de seis a 12 meses – ou para fazer investimentos. 

Por meio da planilha você ainda vai entender melhor seus hábitos de consumo, isto é, com quais tipos de despesa, especialmente as variáveis, você envolve mais da sua renda. E pode refletir se quer continuar com esse padrão ou fazer cortes e enxugamentos.

E você ainda pode ter um melhor controle de parcelas e dívidas, tomando nota de quanto deve e quanto ainda falta para terminar de pagar um item. Esse planejamento do futuro permite que você evite fazer novas dívidas ou entrar em parcelamentos sem fim no cartão de crédito.

Botando a mão na massa: itens para preencher na planilha do Bom Pra Crédito

  1. Moradia

Neste tópico preencheremos todos os gastos relativos ao seu imóvel. Basicamente, o que encontraremos aqui serão despesas fixas. No arquivo disponibilizado você irá preencher os valores relativos à:

– Aluguel;

– Condomínio;

– Água;

– Energia elétrica;

– Gás;

– Telefone;

– Internet;

– TV a Cabo;

– Manutenção do local;

– Impostos e taxas;

– Seguro residencial.

2.Alimentação

Lista de compras com vários mantimentos ao redor.

Neste tópico da nossa planilha incluiremos outra categoria quase toda composta de itens fixos. Apesar disso, encontraremos alguns produtos de consumo variável. A coluna deverá ser preenchida com:

– Supermercado;

– Açougue;

– Padaria;

– Feira;

– Restaurantes.

3.Transporte

Este é mais um tópico da planilha de controle de gastos pessoais que pode misturar as despesas fixas e variáveis. Aqui serão registradas aquelas despesas relativas à:

– Ônibus;

– Táxi;

– Combustível;

– Transporte escolar;

– Manutenção;

– Seguro veicular;

– Impostos e taxas.

Veja mais: Inadimplência prejudica as finanças pessoais e a economia

4. Saúde

Trata-se de um tópico de caráter preventivo e emergencial que inclui, em sua maioria, gastos que serão frequentes, mas que também podem apresentar fatores inesperados. O fluxo de dinheiro será anotado quando encontrar saída em:

– Plano de Saúde;

– Farmácia;

– Consultas médicas.

5. Educação

Neste tópico da planilha varia muito entre cada família. E vale sempre considerar que temos aqui um investimento – sobretudo quando falamos de cursos que garantem uma formação profissional qualificada. Na tabela os registros aparecem como:

– Mensalidade escolar – ou do curso superior/profissionalizante se for o caso;

– Material escolar;

– Livros;

– Outras despesas com educação.

6. Lazer

Incluímos aqui desde a manutenção do estilo de vida até os elementos mais variáveis do seu orçamento.

– Academia;

– Jornais e revistas;

– Cinema e passeios;

– Viagens;

– Outras despesas com lazer.

7.Vestuário e Cuidados Pessoais

Esta é uma categoria bem simples de se entender. É interessante notar que, na maioria dos casos, não precisamos arcar com todas as despesas deste tópico mensalmente. Aqui encontraremos:

– Roupas;

– Calçados;

– Cuidados pessoais;

– Outras despesas.

8. Obrigações Financeiras

A última coluna para ser preenchida são as obrigações financeiras listadas a seguir:

– Aplicações em fundos;

– PGBL (Plano Garantidor de Benefício Livre);

– Poupança.

Conclusão

Entender para onde vai o seu dinheiro e como poupar um pouquinho todo mês, evitando contrair dívidas ou fazer grandes parcelamentos são alguns dos vários benefícios da planilha de controle de gastos pessoais.

Ter uma vida financeiramente equilibrada irá lhe permitir realizar sonhos – dos mais simples aos mais ousados – e contar com alguma segurança no caso de emergências. Você terá mais paz de espírito e menos dores de cabeça quando o assunto for dinheiro.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *