Como controlar gastos no fim do ano

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

homem parada em um píer ouve música em seu celular com fones de ouvindo

Resumo da matéria

  • Faça uma análise da sua situação financeira
  • Organize suas finanças com antecedência
  • Fuja das parcelas
  • Não faça compras por impulso
  • Cuidado com o 13º salário
  • Compre presentes que caibam no seu bolso
  • Use a internet ao seu favor
  • Aproveite as festividades, mas não esqueça do futuro
  • Não empreste seu cartão de crédito
  • Projete suas metas financeiras para o novo ano

Continua depois da publicidade

As festas e até mesmo as viagens de férias contribuem para o aumento dos gastos nesta época do ano

Para algumas pessoas, o aumento dos gastos relativos ao final de ano já começa em novembro. Por isso, saber como controlar gastos do fim do ano é essencial para sua saúde financeira!

Em dezembro, então, parece que o dinheiro nunca é suficiente, afinal, as compras ficam maiores, a quantidade de presentes também cresce e os gastos com viagens e férias se intensificam. 

Mas não são apenas os gastos sazonais que pesam no orçamento nesta época do ano e é preciso se preparar para as contas anuais, como IPTU, IPVA, re-matrícula ou matrícula escolar, compra de materiais de uniformes, dentre tantos outros. 

Para te ajudar a controlar os gastos no fim do ano e a não entrar em 2021 no vermelho, o Bom pra Crédito separou algumas dicas.

Faça uma análise da sua situação financeira

O primeiro passo é avaliar a sua situação financeira. Descreva e faça as contas de toda renda que irá compor o orçamento familiar, bem como os gastos, incluindo contas, aluguel, etc. 

Uma boa dica é montar uma planilha de orçamento financeiro. Para isso, é possível utilizar planilhas de excel, aplicativos gratuitos disponíveis nas lojas online dos sistemas operacionais ou até mesmo o bom e velho papel e caneta. 

mulher loira de camiseta cinza sentada a uma mesa com um laptop e diversas contas

Talvez possa interessar: Primeira parcela do décimo terceiro, como organizar suas contas para um fim de ano mais calmo

Organize suas finanças com antecedência

Se antecipar aos gastos do final do ano é essencial para não ter surpresas desagradáveis. Novembro, por exemplo, é um ótimo mês para fazer todo o planejamento financeiro do final do ano (e do início de 2021 também).

Desta forma, vale a pena aproveitar algumas ofertas antecipadas, como a Black Friday, por exemplo, para fazer compras de Natal, procurar aquela roupa nova para o Réveillon ou aqueles últimos detalhes que faltam para a viagem de fim de ano já programada. 

Fuja das parcelas

Para dar conta de pagar presentes e viagens, uma saída que muitas pessoas encontram são as compras parceladas. Porém, quando a fatura chega, o susto vem junto. 

A principal dica aqui é: dê preferência para pagar as compras à vista, pois, além de melhor controlar os gastos no fim do ano, ainda há a possibilidade de negociar valores. 

Além disso, é importante lembrar que não é porque o limite do cartão é alto, que você pode (ou deve) consumi-lo. 

Acredite, a partir do momento em que você entende que as parcelas, na verdade, diminuem seu poder de consumo no próximo mês (ou próximos meses), esse costume deixa de ser atrativo.

Quando as compras são feitas à vista, é mais fácil controlar e visualizar os gastos daquele mês.

Dê preferência para parcelar itens mais caros, como eletrodomésticos, eletrônicos de alto valor agregado, etc. E, é claro, se o que você quer comprar não cabe no seu orçamento, não compre. 

Não faça compras por impulso

A quantidade de anúncios que aparecem diariamente, os pop-ups de ofertas e a  facilidade de comprar pela internet, fazem com que as compras por impulso cresçam neste período.

Por isso, é importante fazer um planejamento e colocar na ponta do lápis quais serão todos os gastos fixos, uma projeção de gastos das férias e quantos presentes precisarão ser comprados.

Cuidado com o 13º salário 

O recebimento do 13º salário é uma alegria, mas o dinheiro deve ser usado de maneira consciente. Dê prioridade para abater dívidas antigas, fazer compras ou realizar pagamentos de primeira necessidade. 

Não se deixe levar pelo emocional e lembre-se que não é preciso extrapolar nas compras para demonstrar carinho e afeto pelas pessoas no final do ano.   

Compre presentes que caibam no seu bolso

Dar presentes é sempre gratificante, mas não pense que é preciso esbanjar para demonstrar afeto. Seja criativo, estipule um valor máximo que você pode gastar por presente e pesquise bastante antes de comprar. 

Se quiser, pergunte para pessoas próximas o que seu amigo ou parente está precisando e foque na utilidade do presente. 

Use a internet ao seu favor

Falamos sobre não fazer compras por impulso e não deixar o lado emocional falar mais alto, certo? Agora, uma outra boa dica é utilizar a internet a seu favor. 

Assim que você definir o que vai comprar de presente para seus amigos e parentes, pesquise. Crie alertas, monitore preços, compare ofertas e condições de pagamento em diferentes lojas.

Não se esqueça, também, de fazer a comparação de preço dos valores de frete, afinal, as lojas podem fazer ofertas tentadoras, mas compensar no preço do frete. 

Aproveite as festividades, mas não esqueça do futuro

As comemorações de final de ano são bastante prazerosas e promovem momentos de união e diversão, sobretudo em um ano tão desafiador quanto 2020.

Entretanto, é importante lembrar que janeiro e fevereiro também são meses em que as contas aumentam, por isso, não comprometa os salários.

Como já comentamos, as parcelas podem ser tentadoras, mas a conta sempre vem no final. Lembre-se dos pagamentos do IPTU, do IPVA, do Imposto de Renda, dos gastos com materiais escolares, matrículas, etc.

mulher de óculos e camisa verde sentada em um sofá sorri enquanto calcula gastos do fim de ano

Não perca: Calcular gasto de viagem. Como se preparar para curtir as férias com economia

Não empreste seu cartão de crédito

O fato de não estar no começo da lista não diminui a importância desta regra. De acordo com os dados de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 17% das dívidas registradas neste período de final de ano são feitas por terceiros, ou seja, alguém usando o nome, CPF e dados do cartão de crédito de outra pessoa.  

Por isso, é importante reforçar: não empreste seu cartão de crédito! Por mais que seja alguém de confiança, os riscos são diversos e seu nome pode ficar sujo por muito tempo, impedindo e impondo limitações para várias coisas, incluindo a solicitação de empréstimo pessoal. 

Projete suas metas financeiras para o novo ano

Se você é daquelas pessoas que pensam que o planejamento do novo ano só começa após a queima de fogos, pense novamente. Planejar as metas e objetivos do novo ano é uma tarefa que precisa de empenho, dedicação e foco. 

Para isso, use toda a ajuda que puder: se informe, defina um teto de gastos para cada área da sua vida e se organize.

Faça planilhas de controle financeiro, utilize agendas ou faça até mesmo o download de apps de organização de finanças. Esses métodos sempre ajudam a controlar gastos no fim do ano!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *