Como diminuir gastos com contas fixas, como água, luz e internet

Larissa Carvalho

| 7 minutos para ler

imagem aproximada de uma homem de camisa branca analisando contas fixas

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Passos simples para cortar excessos e diminuir contas fixas e dar um alívio para o bolso

Em tempos de “vacas magras”, cortar gastos é essencial para aliviar os orçamentos que ficaram mais apertados. Economizar todo mês pode ser bastante desafiador, especialmente se você tem uma renda baixa ou está acostumado a gastar. E pode parecer mais difícil ainda se você tenta diminuir gastos com contas fixas, como água, energia elétrica e internet. Mas a boa notícia é que com medidas muito simples é possível enxugar o orçamento.

Existem diversas maneiras de poupar. Confira algumas!

Reduzindo nas contas fixas: água

Torneira sempre fechada

Manter a torneira fechada na hora de escovar os dentes ou fazer a barba é um dos hábitos essenciais para quem deseja diminuir o valor da conta de água na residência.

Manter-se vigilante à torneira aberta ao lavar a louça também é uma prática que deve ser mantida pelos moradores da casa.

Afinal de contas, de nada serve uma torneira aberta enquanto não estamos fazendo uso daquela água que está sendo jogada para fora, não é mesmo? O bolso agradece e o meio ambiente também.

Aposte no arejador

 Muita gente não sabe, mas existe uma peça de nome “arejador” que pode se tornar uma grande aliada no combate ao desperdício de água em qualquer residência.

O arejador tem a função de misturar a água que sai da torneira com ar, o que resulta na diminuição do fluxo de água sem que haja sensação de pouca água saindo da torneira.

De acordo com os fabricantes, a economia de água com o uso do arejador pode chegar a 80%! Impressionante, não é mesmo?

Boa parte das torneiras comercializadas no mercado brasileiro já possui arejador de fábrica.

Para economizar na conta, no entanto, vale a pena verificar se as torneiras que você tem em casa possuem ou não a peça de fábrica.

Reaproveite a água

 Realizar o reaproveitamento da água da chuva e da máquina de lavar é uma excelente maneira de economizar na conta de água mês após mês.

Em ambos os casos, a água não potável pode ser de grande valia para lavar calçadas ou cômodos da casa – como o banheiro, por exemplo.

Captar água da chuva por meio de um balde ou outro recipiente pode fazer você economizar um bom dinheiro com a conta de água.

Vale a pena manter este hábito no dia a dia

Economia no banho

Tomar banhos mais rápidos é um hábito comum a muitas pessoas em períodos de estiagem.

Esta prática, no entanto, deveria ser frequente em todas as residências.

Além do desperdício de água, você consegue economizar na conta de água e de luz, uma vez que o chuveiro é um dos equipamentos que mais consome energia em uma residência.

Descarga: a vilã da economia

 Você sabia que a descarga pode ser responsável por um significativo gasto mensal de água nas residências?

Uma única descarga acionada pode gastar, em média, 10 litros de água. Agora faça contas e veja quanto sua família pode gastar com água mensalmente somente acionando a descarga!

É claro que você não deixará de utilizar a descarga quando for necessário. A dica, neste caso, é evitar usos desnecessários – habituais no dia a dia de muita gente.

Se você utiliza louças com caixa acoplada no banheiro, existem válvulas que podem ser adquiridas em lojas de construção e que auxiliam na economia quanto à água da descarga, já que equilibram o fluxo na caixa acoplada.

Vazamentos e pinga-pinga

 Manter a torneira ou chuveiro pingando – mesmo que seja uma pequena gotinha – pode levar você a desperdiçar volumes imensos de água todo mês. Por isso, se você possui uma torneira em casa com problemas, é altamente recomendado consertá-la o quanto antes.

No dia a dia, é importante atentar-se às torneiras mal fechadas, que acabam resultando na perda de água ao longo do tempo e tendem a aumentar seu consumo mensal – e a conta de água.

Vazamentos também devem ser consertados o quanto antes, pois podem fazer sua conta de água subir absurdamente e lhe causar grandes transtornos por conta disso.

Se a conta de água aumentar de um mês para o outro sem ter havido aumento de consumo, é muito possível que haja vazamentos escondidos na sua residência.

Os vazamentos costumam ocorrer nos canos ou sanitários da casa e todos os consumidores devem se atentar a este possível problema para economizar na conta de água e evitar desperdícios.

Reduzindo o desperdício você colabora com o meio ambiente e ainda reduz a conta de água na sua casa.

Por isso, procure colocar estas dicas em prática e mantenha um consumo de água mais saudável e muito mais sustentável no seu dia a dia. Seu bolso e a natureza agradecem.

imagem ampliada de uma mulher segurando uma caneta e usando uma calculadora

Veja agora: Aprenda a controlar as contas a pagar

Reduzindo nas contas fixas: luz

Substitua as lâmpadas

Você já deve ter ouvido falar o impacto que a troca de lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED pode gerar na sua conta de energia.

O investimento, que pode parecer mais alto a princípio, vale a pena. A economia chega a representar 70% dos gastos com iluminação, uma vez que uma lâmpada de LED consome em média 9 watts, enquanto as outras lâmpadas precisam de 15 a 75 watts para funcionar.

Isso sem contar o fato de deixar a temperatura do ambiente mais agradável, já que ela não esquenta.

Desligue os aparelhos da tomada

Aparelhos no modo stand-by consomem energia, e não é pouca. Na conta final, quase 12% do que você paga todo mês é resultado daqueles aparelhos que continuam na tomada, ainda que desligados.

Por isso, na próxima vez em que não estiver assistindo à TV ou usando a máquina de lavar, não pense duas vezes e desligue-as da tomada.

O mesmo vale para carregadores de celular, tablet ou notebook, quando fora de uso.

Aproveite a luz do dia

Se trocar o tipo de lâmpada já é uma excelente maneira de reduzir a conta de energia, imagine se você nem ligar o interruptor?

Valorize a iluminação natural e, sempre que possível, mantenha as janelas abertas para deixar a luz do sol entrar.

Essa tática também é útil para redução de gastos com ventilação, que nem sempre são necessários, mas muitas vezes utilizados por simples hábito.

Ajuste as temperaturas

Chuveiro elétrico, quando no modo verão, consome menos energia do que no modo inverno.

Por outro lado, não é ideal deixar o refrigerador em temperatura muito baixa.

Isso não significa que você precisa tomar banho frio nem deixar os alimentos estragarem, apenas perceba a temperatura ambiente e adapte os eletrodomésticos a essas condições para economizar.

Compre aparelhos com o selo PROCEL

Procure optar por eletrodomésticos e eletrônicos que contam com o selo PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).

De acordo com o Inmetro, a indicação desse selo em aparelhos significa que eles têm melhor desempenho quando o assunto é consumo de energia.

O PROCEL é um programa do governo federal ligado ao Ministério de Minas e Energia.

Sua meta é impulsionar a racionalização da produção e do consumo de energia elétrica, por meio da eliminação dos desperdícios e da redução dos custos e investimentos do setor.

Aprenda a ler as contas fixas de energia

Para aprender a ler a sua conta de energia elétrica, é preciso compreender como funcionam as tarifas e bandeiras.

A classificação das tarifas é feita por cores — verde, amarela e vermelha — sendo que cada uma delas indica, todos os meses, se ocorrerá ou não aumento no valor da energia, de acordo com o uso das termelétricas.

Quando chove pouco, o nível dos reservatórios das hidrelétricas diminui. Consequentemente, a produção de energia também cai.

A forma de compensar essa produção utilizada pelo governo é partir para o acionamento das termelétricas.

Porém, essa é uma energia que custa mais para ser produzida, elevando o custo da conta de luz no final do mês.

O sistema de bandeiras foi desenvolvido justamente para arcar com esses valores extras para produzir energia, de modo a antecipar a receita das distribuidoras.

De acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), as bandeiras têm o objetivo de trazer transparência para as tarifas energéticas, possibilitando ao consumidor a escolha de reduzir o seu consumo quando as termelétricas forem acionadas.

Use com moderação aparelhos que consomem mais energia

Existem aparelhos que consomem mais energia dentro da sua casa. Por isso, nossa dica é que você utilize-os com moderação.

Se você tem chuveiro elétrico, uma boa alternativa durante o verão é aproveitar para tomar banhos frios.

Já durante o inverno, a saída é reduzir o tempo do seu banho quente ao mínimo possível.

A máquina de lavar roupas também é uma vilã quando falamos de alto consumo de energia.

Sendo assim, vale a pena juntar a capacidade máxima para fazer um ciclo de lavagem de roupas.

Assim, você vai utilizá-la em intervalos maiores de tempo, evitando a sobrecarga no consumo de energia elétrica.

Instale um sistema de energia solar

A instalação de um sistema de energia solar já está mais acessível do que você imagina.

Além de ser um ótimo investimento por valorizar o seu imóvel, o equipamento pode durar até 25 anos.

imagem ampliada de uma mulher fazendo cálculos e analisando contas fixas para pagar

Veja agora: Pagar contas online, veja todas que você pode quitar sem sair de casa

Reduzindo nas contas fixas: internet

Compare

A chave aqui é comparar preços e serviços das operadoras. Vai ser preciso investir algum tempo aqui para estudar exatamente o que cada uma oferece e quanto cobra.

Faça uma planilha no computador para visualizar melhor as tarifas e ofertas.

Negocie

Encontrando uma oferta melhor do que o seu pacote atual, o próximo passo é negociar.

Se você precisou de tempo e paciência na hora de pesquisar, vai precisar de ainda mais aqui para lidar com os atendentes, treinados para não dar o desconto.

Você pode optar por negociar de uma forma mais agressiva, ameaçando deixar o serviço, ou de uma forma suave, na base do convencimento.

De qualquer maneira, prepara-se para ouvir muitos “nãos” e de fato ter de trocar de operadora. Afinal, em tempos de crise, a palavra de ordem é barganhar.

Com essas dicas, você certamente terá êxito na economia mesmo em contas fixas que parecem impossíveis de serem reduzidas. Depois volte para contar para a gente qual foi aquela que você economizou mais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *