Como simular um financiamento de um veículo

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

imagem de homem de roupa branca entregando as chaves de um veículo parta outra pessoa dentro de uma concessionária

Resumo da matéria

  • Avalie todos os custos do automóvel
  • Compare preços
  • Consulte as condições de financiamento em diferentes bancos
  • Use os recursos da internet a seu favor
  • Escolha uma modalidade de financiamento de carro

Continua depois da publicidade

O Bom Pra Crédito selecionou as principais orientações para te ajudar a comprar seu carro com o melhor custo-benefício

Apesar de estarmos passando por um momento cheio de preocupações e incertezas, de acordo com a Anfavea, 57% dos brasileiros pretendem a aproveitar a queda dos juros para comprar um veículo. Neste caso, saber como simular o financiamento de um veículo, pode ser de grande ajuda!

No entanto, para não correr o risco de tomar prejuízo, quem se preocupa em manter o controle financeiro tem pesquisado a respeito de como simular o financiamento do bem. Se esse também é o seu questionamento, confira as informações a seguir.

Avalie todos os custos do automóvel

Um fato que muita gente ignora na hora de pesquisar sobre como simular o financiamento de um veículo é que não basta ter apenas o dinheiro da compra. É preciso investir na manutenção do carro.

Por essa razão, é fundamental colocar na ponta do lápis, não somente o preço de venda, mas os custos com combustível, seguro, mecânica, entre outros. Um carro barato pode gerar muitos gastos depois de um tempo.

Não tome nenhum tipo de decisão no calor do momento. Pesquise sobre o veículo e avalie se o dinheiro necessário para o manter em perfeito estado de funcionamento cabe no seu bolso.

Compare preços

Depois de colocar na balança todos os prós e contras que você terá com seu futuro carro, é hora de escolher o ano e modelo e pesquisar preços. Para ter a certeza de que o valor pedido está de acordo com a realidade, consulte a tabela Fipe.

Com ela, é possível saber média de preços veículos no Brasil. É um ótimo recurso para quem deseja ter um parâmetro para negociar.

Lembre-se de que estamos falando apenas de um guia para que a gente tenha uma noção por cima do custo do carro.

Os valores oficiais de cada automóvel variam de acordo com uma série de quesitos, como cor, acessórios, quantidade de quilômetros rodados, estado de conservação, entre outros. Os preços são calculados de acordo com o mês/ano de referência.

Consulte as condições de financiamento em diferentes bancos

Essa é uma das etapas mais importantes de como simular o financiamento de um veículo. O ideal é pesquisar em mais de um e avaliar o CET (Custo Efetivo Total) das parcelas.

Tome muito cuidado para não se deixar enganar por propagandas do tipo “juros zero”.

Muitas empresas com más intenções fazem isso para atrair clientes e acabam cobrando taxas administrativas altíssimas ou incluindo no financiamento outros tipos de serviços.

Anote todas as suas dúvidas e questione cada tarifa. Simule o financiamento em quantidade de parcelas diferentes para saber se vale a pena fazer em menos ou mais prestações.

Use os recursos da internet a seu favor

A maioria das instituições financeiras disponibilizam em seus sites simuladores online de financiamento de veículos. Basta preencher um formulário com o valor do carro, dinheiro de entrada e em quanto tempo as parcelas serão quitadas.

Outra opção é acessar o site do Banco Central e pesquisar qual é a taxa de juros trabalhada por cada banco no quesito compra de automóveis. Isso vai te ajudar a descartar instituições financeiras que não trabalham com seu perfil.

imagem ampliada de mão de pessoa segurando o volante de um automóvel dirigindo por uma estrada

Leia mais: O que fazer para pagar o IPVA atrasado?

Escolha uma modalidade de financiamento de carro

A pesquisa sobre como simular o financiamento de um veículo também inclui a análise do tipo de serviço mais apropriado para cada situação. Existem diferentes modalidades de crédito a serem consideradas:

  • Leasing: O cliente faz a locação de um bem com a opção de compra. É um misto de aluguel e prestação em que o cliente usa carro, mas ele fica registrado no nome do banco. Você passa a ser o dono do automóvel quando as prestações terminarem.
  • Consórcio: Essa opção é vantajosa para quem não tem dinheiro e nem pressa para pegar o carro. Você faz e outros compradores pagam as prestações para o banco, que sorteia o veículo, geralmente, uma vez por mês.
  • Crédito Direto ao Consumidor (CDC): O banco empresta o dinheiro e o carro fica no nome do comprador. No entanto, o veículo não pode ser vendido até que todas as prestações sejam pagas.  
  • Empréstimo online: Essa modalidade é uma ótima opção para quem não tem margem de financiamento em banco, mas consegue pagar o valor das parcelas tranquilamente. Esse serviço é totalmente online e apresenta um ótimo custo-benefício.

O Bom Pra Crédito tem parceria com mais de 30 bancos. Dependendo do seu perfil financeiro, você receberá propostas de diferentes instituições e conseguir o dinheiro para pagar seu carro sem precisar comprometer sua renda com financiamento.

A grande vantagem é que, diferente dos outros tipos de crédito, nesse caso, o carro fica em seu nome e você poderá vendê-lo quando quiser, sem precisar se preocupar com a quitação das parcelas.

Em qualquer um dos casos, lembre-se de que, na hora de descobrir como simular o financiamento de um veículo, é fundamental considerar o comprometimento da renda familiar. Por isso, antes de fechar negócio, organize suas contas.

Só oficialize o financiamento se tiver a certeza de que poderá pagar todas as parcelas e ficar longe do vermelho. Também é importante ter em mente que o ideal é financiar o menor valor possível. Junte dinheiro para dar como entrada.

Outra medida que ajuda bastante é o adiantamento de parcelas. Se for possível, use o que você ganhar de décimo terceiro ou renda extra para ir quitando o financiamento. Isso reduz as taxas de juros, ou seja, gera mais descontos.

Por fim, tenha sempre uma reserva para arcar com as despesas extras, documentação, IPVA, licenciamento, manutenção e seguro. Com essas orientações, você já pode simular o financiamento de um veículo com mais tranquilidade.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *