Como sair do Vermelho, dicas para liquidar as dívidas

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

homem sentado a uma mesa usando uma calculadora em frente uma pote com moedas ao lado de pilhas de moedas

Resumo da matéria

  • Entenda o que está te deixando com muitas dívidas
  • Renegocie suas dívidas
  • Peça empréstimo online
  • Refaça a planilha do seu orçamento
  • Controle suas despesas
  • Mude seu padrão de consumo
  • Crie uma reserva de emergência

Continua depois da publicidade

Entenda como se livrar das dívidas, sair do vermelho e fazer seu dinheiro render para nunca mais passar sufoco de novo

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), 67,1% das famílias brasileiras estão com dívidas. O endividamento, que já vinha crescendo antes da pandemia, tem feito com que muitas pessoas pesquisem sobre como sair do vermelho.

Se você também está nessa situação, é importante encarar o problema de frente e focar nas maneiras de resolver. O Bom Pra Crédito selecionou as principais dicas para te ajudar nesse processo. Confira a seguir.

Entenda o que está te deixando com muitas dívidas

De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 45% das pessoas que têm dívidas com o banco ou cartão de crédito gastam mais do que o orçamento comporta.

É por isso que, para sair do vermelho, é importante compreender o que está causando esse gasto excessivo. Coloque tudo na ponta do lápis, calcule todas as despesas com cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, contas da casa, plano de saúde…

imagem amppliada de homem de camisa branca segurando um cartão de crédito com uma mão e usando um celular com outra enquanto está sentado a uma mesa com contas a pagar

Aprenda mais: O que é educação financeira e porque você precisa dela urgente

Renegocie suas dívidas

O próximo passo é entrar em contato com seus credores. Proponha o pagamento em parcelas. Caso tenha algum dinheiro para dar como entrada, faça isso. Lembre-se de que o valor não pode comprometer suas despesas básicas, como água, luz e alimentação.

Por isso, antes de propor o pagamento, verifique qual é o valor que cabe no seu bolso. O importante é demonstrar que que você tem interesse em pagar a dívida. Isso passa maior confiança e seu credor valorizará sua atitude na hora de aceitar o acordo.

Peça empréstimo online

E quem não tem dinheiro para pagar a dívida à vista? Nesse caso, uma boa opção é buscar um empréstimo online com taxas de juros que cabem no bolso. O Bom pra Crédito surgiu justamente para isso.

Nós temos parceira com dezenas de bancos e, dependendo do seu perfil financeiro, você encontra parcelas que não pesam no seu orçamento. Quando o assunto é se livrar de dívidas e sair do vermelho, a gente não mede esforços para ajudar.

Refaça a planilha do seu orçamento

Para não correr o risco de entrar no vermelho de novo, faça uma planilha com todos os seus ganhos e gastos. Comece anotando seu salário, renda extra e, se for o caso, renda familiar, caso as despesas sejam compartilhadas com outras pessoas.

Depois, faça uma tabela com as despesas essenciais, como aluguel, financiamento, energia, água, internet, imposto, alimentação… Depois, anote gastos não essenciais, como roupas, viagens, lazer e por aí vai…

Controle suas despesas

Depois de refazer a planilha de orçamento, será possível visualizar o que pode ser cortado e o que pode ser economizado. Você pode mudar o plano da internet por um mais barato? Então faça isso! A lógica é a mesma para as demais despesas.

O foco aqui é controlar os gastos para não ter que negociar dívidas novamente. Procure opções mais baratas e comece a repensar seus hábitos de consumo. Procurar atividades de lazer gratuitas, por exemplo, vai fazer você se divertir sem precisar gastar.

mulher sentada a uma mesa com celular e calculadora fazendo conta para pagamento de dívidas

Pode te ajudar: Regra 15 50 30, como administrar melhor as suas finanças

Mude seu padrão de consumo

O caminho que você percorreu até conseguir deixar tudo sob controle foi longo, certo? Então, lembre-se disso toda vez que encontrar com tentações por aí. Sempre vai ter algum produto novo no mercado para chamar a atenção do consumidor.

Resista a cada promoção e aos anúncios de pagamentos em várias parcelas. Evite sair de casa com o cartão de crédito e só use essa forma de pagamento em situações de extrema importância. Moderação é tudo!

Crie uma reserva de emergência

Tão importante quanto sair do vermelho é nunca mais entrar no sufoco de novo. Por isso, reserve uma quantia do seu dinheiro para criar uma reserva de emergência. Essa reserva deve equivaler de 6 a 10 vezes mais ao seu salário.

Se você ganha R$ 1500, por exemplo, deverá ter uma reserva de emergência entre R$ 9 mil e R$ 18 mil. O ideal é investir em CDB com liquidez diária, Tesouro Selic, entre outras carteiras.

Como o próprio nome sugere, a reserva de emergência só deve ser usada em situações de extrema necessidade. Só use quando surgir aquele imprevisto que poderá te colocar no vermelho novamente.

Gostou das dicas de como pagar as dívidas e sair do vermelho? Então continue aqui no Blog do Bom Pra Crédito para descobrir como fazer seu dinheiro se multiplicar com a adoção de hábitos financeiros mais saudáveis no seu dia a dia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *