Empréstimo com garantia de veículo: descubra tudo o que você precisa saber

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

Carro de brinquedo vermeho em cima de uma pilha de moedas

Continua depois da publicidade

Quando essa opção é uma boa ideia e quais são as vantagens para o consumidor

Você já parou para pensar o que faz com que os juros de empréstimos – o valor a mais que pagamos à instituição financeira que nos empresta dinheiro – possam ser tão altos?

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Banco Central em 2019, o principal componente que influencia para isso acontecer é a inadimplência. Ou seja, o alto índice de não pagamento das dívidas. 

O levantamento mostrou que as taxas dos empréstimos sem garantia são aproximadamente o dobro dos empréstimos que trazem garantias.

Essa modalidade, com garantia, é aquele empréstimo em que a pessoa que pega o dinheiro emprestado mas coloca algum bem de valor para tranquilizar a instituição financeira de que se ela não pagar, eles podem ficar com aquele item de valor delas.

Entre as opções desse tipo de empréstimo, está a que você pode dar um carro, uma moto ou um caminhão seu de garantia, é o chamado empréstimo com garantia de veículo. 

Como funciona?

Muita gente o conhece como refinanciamento de veículo. Nessa modalidade você deixa o seu veículo em alienação fiduciária, que é o processo que permite que esse tipo de bem seja usado como garantia no ato da contratação de um empréstimo.

O que isso quer dizer? Que a venda dele fica impossibilitada até a quitação da dívida. 

Faz sentido, não é? Se eu estou dando um bem meu como garantia e recebendo benefícios por isso, eu não posso me desfazer dele até terminar esse pagamento.

Mas fique tranquilo, você continua sendo o dono do veículo, ele não passa para a instituição financeira a não ser em caso de inadimplência previsto em contrato.

O valor do crédito que você vai receber pode variar entre 50% e 90% do valor do veículo, ou seja, quanto mais novo ele for, mais atrativa será a taxa de juros oferecida pela instituição.

Por isso o veículo passa por uma análise para verificar seu estado. Algumas instituições, por exemplo, não aceitam carros com mais de 15 anos de fabricação. Essa pode ser uma das restrições desse tipo de empréstimo. 

Juros menores

Essa modalidade de empréstimo consegue ter as melhores condições de taxa de juros justamente porque o índice de não pagamento daquela dívida vai ser baixo, já que a instituição financeira fica mais segura com a garantia do seu veículo. 

Na plataforma do Bom Pra Crédito, por exemplo, dá para comparar esse tipo de empréstimo em mais de 30 instituições financeiras.

As opções de taxas começam em 1,9% ao mês e você sai com a melhor opção para o seu bolso. 

Leia mais: Descubra como pedir empréstimo e conseguir as menores taxas de juros

Quando é uma boa opção?

Um empréstimo com garantia é a sua chance de trocar uma dívida cara por uma mais barata e estável.

Dívidas caras são aquelas com os maiores juros do mercado, como cheque especial ou rotativo do cartão de crédito (quando você paga só o mínimo do cartão e cai na cilada de ter que arcar com juros em cima de juros).  

É como se você fosse “refinanciar sua dívida”. Sai a cara, entra a mais barata. Você transforma tudo em uma só e passa a ter a possibilidade de recuperação financeira.

Com esse respiro, você pode finalmente colocar em prática o seu planejamento e sair de vez do vermelho. 

Como coloco meu veículo como garantia de empréstimo?

Você pode fazer uma simulação de empréstimo com garantia de veículo aqui no Bom Pra Crédito. Esse processo pode ser totalmente virtual, com o seu cadastro e análise de dados.

O próximo passo é a verificação do veículo para saber qual o limite de crédito vai ser liberado e quais as condições de pagamento.

Posso ter o nome sujo?

Homem de camisa azul escrevendo em papel com carro de brinquedo azul e chave de carro em cima.

Essa é uma das vantagens o empréstimo com garantia. Por mais que uma análise dos seus dados como pagador seja feita, essa informação não é determinante para que você receba ou não o dinheiro.

Mesmo quem tem alguma dívida em aberto ou restrição no nome pode tentar.

Estar inadimplente não é impedimento para conseguir esse crédito, mas, é claro, saiba que com um CPF limpo e um bom score no seu cadastro positivo mostrando  que você paga suas contas em dia são reforços bem-vindos para conseguir créditos bem maiores.

Veja mais: Empréstimo para Negativado: Como funciona, opções e dicas

Como funciona o confisco do bem?

Não precisa ter medo de perder seu veículo, como já falamos isso só vai acontecer se sua dívida não for paga e, mesmo assim, isso só é acionado em último caso.

Não é porque você não pagou uma parcela do empréstimo que a instituição financeira vai confiscar seu carro.

Isso pode variar de um local para outro, mas em geral o cliente é considerado inadimplente a partir da terceira parcela sem pagar.

Ainda assim, essa tomada não é imediata, a instituição ainda pode entrar em contato para negociar a dívida e encontrar uma forma de pagamento que seja interessante para as duas partes. Só em último caso o veículo é tomado.

Dê uma atenção especial à saúde financeira e saia do vermelho, as condições do empréstimo com garantia de veículo pode ser a melhor opção para você.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *