Como parcelar contas e negociar o pagamento do seu empréstimo com a financeira. É possível?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

pessoa de camisa branca e calça jeans sentada no show pensando como parcelar contas

Resumo da matéria

  • Como parcelar contas pode ajudar no orçamento?
  • O que fazer para negociar empréstimos, financiamentos e outras parcelas?
  • Sempre vale a pena renegociar os pagamentos de um empréstimo?
  • Renegociação de dívidas: uma situação a que todos estão sujeitos

Continua depois da publicidade

Saiba o que você pode fazer quando precisar de uma ajuda com os prazos e valores do financiamento

Pegar um empréstimo é uma boa alternativa para te ajudar a lidar com as despesas do dia a dia, especialmente em emergências e situações especiais. Porém, depois de algum tempo, pode ser que você queira saber como parcelar contas e negociar com a financeira para evitar maiores problemas.

Uma pesquisa da Serasa, datada de fevereiro de 2020, mostrou que 29% dos brasileiros tinham a intenção de tomar algum empréstimo nos 6 meses seguintes, sendo que a maioria deles (59%) era para quitar outros débitos.

Além de mostrar que o número de pessoas que se interessam pela contratação de um empréstimo é grande, também vemos que o pagamento de dívidas existentes é uma preocupação para a maioria, e saber como negociá-las pode ajudar bastante.

Continue conosco para aprender o que você pode fazer neste sentido. Assim, você poderá manter o controle da sua vida financeira e conseguir condições que cabem no seu orçamento!


imagem ampliada de uma pessoa calculando como parcelar contas

Confira também: Aprenda a negociar suas dívidas e pague menos juros

Como parcelar contas pode ajudar no orçamento?

Por meio da escolha de um modelo que se enquadre em sua capacidade de pagamento, a qual pode ser diferente hoje do que era quando aquele empréstimo foi contratado.

Vamos considerar, por exemplo, os impactos do coronavírus na economia. Pode ser que você tivesse um empréstimo contratado já há bastante tempo, bem antes da pandemia começar, época em que a sua realidade financeira era uma.

Porém, com a pandemia, o distanciamento social e todos os seus impactos, é provável que a sua remuneração tenha sido afetada e que, por isso, você não tenha mais a capacidade de pagamento que tinha antes.

Inclusive, de acordo com uma pesquisa da McKinsey & Company, aproximadamente ¾ dos brasileiros tiveram uma queda em seus rendimentos nas semanas anteriores à pesquisa devido à pandemia, ou seja, essa é uma situação real.

Neste caso, pode ser que você já não conseguisse mais pagar o mesmo valor de antes. Portanto, o interesse em saber como parcelar contas e renegociar seus contratos seria grande.

Há outras situações parecidas com essas nas quais você também poderia estar interessado, como negociar parcelas em atraso de empréstimos e financiamentos, adiantar algumas parcelas ou mesmo quitar o contrato à vista.

Tudo isso pode acontecer pelo fato de que suas condições financeiras (e também seu planejamento financeiro) nem sempre serão os mesmos do momento em que contrata um financiamento ou empréstimo até sua quitação, já que este intervalo pode ser bem grande.

O que fazer para negociar empréstimos, financiamentos e outras parcelas?

A melhor alternativa é entrar em contato com o credor para saber o que ele pode fazer para ajudá-lo, já que não existe tanta padronização neste sentido.

Negociar suas dívidas e liquidar seus débitos é algo que pode melhorar significativamente o seu controle sobre as finanças, mas não existe um padrão neste sentido, já que cada instituição trabalha de uma forma diferente – a qual pode variar até entre os clientes.

Portanto, converse com a empresa, sempre através de seus canais oficiais de atendimento, para conhecer as possibilidades e, assim, escolher a melhor para o que você procura.

Ao explicar a situação, os atendentes podem oferecer as soluções disponíveis para que você as compare e, então, escolha a que melhor se enquadra no que procura, seja para saber como parcelar contas, adiantar parcelas ou quitar o contrato à vista, por exemplo.

Sempre vale a pena renegociar os pagamentos de um empréstimo?

Nem sempre. Tudo vai depender das condições que forem oferecidas.

Por exemplo, quando você busca saber como parcelar contas, como quando tem algumas parcelas em atraso e deseja aumentar o prazo de pagamento, é normal esperar que as taxas de juros do financiamento aumentem, já que a instituição estará emprestando aquele valor por mais tempo.

Porém, o oposto também se aplica: quando você tem o interesse de adiantar parcelas ou mesmo quitar as restantes de uma só vez, é essencial que a instituição ofereça algum desconto ou condição especial para isso. Caso contrário, o negócio pode não ser vantajoso.

Basicamente, os juros são uma proteção para as financeiras, além de serem uma forma de fazer com que elas lucrem com essa atividade – o que é perfeitamente justo, já que estão prestando um serviço super importante.

Quando o prazo de pagamento é menor, o risco para elas também é menor, o que significa que o cliente deve ter algum tipo de abatimento neste sentido.

Se o empréstimo havia sido contratado para ser pago em 60 meses e a quitação for feita em 54 meses, por exemplo, são 6 meses a menos de “risco” para a financeira e de incidência de juros.

Resumindo, para adiantar parcelas ou quitar contratos, a financeira deve oferecer algum benefício ao cliente.

Caso contrário, vale mais a pena procurar por algum investimento para fazer o dinheiro render e continuar a pagar as parcelas até sua data de vencimento normal.

Porém, para casos em que se busca a prolongação do contrato, é normal que sejam cobrados juros para isso.

Apenas preste atenção no valor desses juros para que eles não sejam muito altos, beleza?

imagem de uma pessoa segurando as contas em uma mão e calculando com a outra

Veja também: Juros simples e juros compostos: entenda a diferença

Renegociação de dívidas: uma situação a que todos estão sujeitos

Seja para a quitação antecipada de empréstimo ou para prolongar o prazo de pagamento, todos que contratam crédito podem precisar renegociar as condições, prazos e valores, o que é perfeitamente normal.

A grande questão está em analisar bem as propostas que receberá para saber se elas são realmente vantajosas.

Caso contrário, pode ser melhor manter os pagamentos da forma que estão sendo feitos até hoje.

Vale ressaltar que é essencial contar com financeiras seguras e com qualidade reconhecida no mercado, o que significa que o atendimento será prestado da melhor maneira possível e, além disso, que você pode ter acesso a propostas mais interessantes.

O Bom Pra Crédito tem mais de 30 financeiras parceiras, as quais foram escolhidas a dedo para lhe oferecer as melhores condições, inclusive no que diz respeito a como parcelar contas quando necessário. Sempre que precisar, conte com a nossa ajuda!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *