Balanço patrimonial, por que sua empresa deveria ter um?

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

em primeiro plano pilhas de moedas organizadas em ordem crescente ao lado de um cofre em formato de porco rosa e atrás um homem de camisa azul fazendo anotações em planilha com uma casa de madeira em miniatura ao lado

Resumo da matéria

  • Como é dividido o balanço patrimonial?
  • Como elaborar um balanço patrimonial?

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Para saber o valor que uma empresa tem, em uma análise fundamentalista, é necessário o que chamamos de Balanço Patrimonial. Você sabe como fazer o seu?

O balanço patrimonial é um relatório financeiro ou contábil que tem como finalidade estimar a condição patrimonial que uma empresa tem ao término de um período. Normalmente, esse período é de 12 meses. 

Esse tipo de balanço é muito importante, porque é através dele que uma empresa pode analisar o panorama financeiro de seu empreendimento, tanto quantitativa como qualitativamente. 

Em outras palavras, o objetivo desse método é disponibilizar o quadro geral da situação econômica e contábil da empresa. Para tanto, deverá listar seus bens, valores e direitos que ela possui naquele momento e, com essas informações, é possível obter uma visão geral da sua empresa. 

E não se assuste: o resultado pode ser totalmente diferente daquilo que você imaginou. Por isso é tão importante adotar essa prática e ter uma noção real de como vão os negócios. 

Toda empresa é obrigada, por lei, a realizar o balanço patrimonial ao final de cada período. Você não sabe como fazer? Não se preocupe! Fique atento às dicas a seguir e saiba como baixar uma planilha para utilizar no seu negócio. Vamos lá!

Como é dividido o balanço patrimonial?

imagem ampliada de homem de camisa azul analisando um gráfico segurando uma caneta sentado em frente a uma computador de cor prata

Veja também: Simulação de patrimônio. Como construir o seu a partir de agora.

O balanço patrimonial é dividido em três contas principais, que denominamos como:  o Ativo, o Passivo e o Patrimônio Líquido da empresa. 

Essas denominações remetem ao símbolo da balança, com os dois pratos em suas duas extremidades, os bens e direitos estão à esquerda, por exemplo, e representam os ativos, à direita estão as obrigações da companhia, o passivo.

Por fim, o capital que a empresa tem em caixa, resultado da diferença entre os ativos e os passivos, que seria o patrimônio líquido.

Por essas três contas estarem ligadas à balança, tem-se a ideia que deve ter igualdade entre eles, o que configura a regra básica da contabilidade. 

Assim, temos a equação básica de todo balanço patrimonial: ATIVO = PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO.

Para facilitar que você consiga fazer os cálculos e demonstrações, podemos dividir em categorias cada elemento da equação, com isso, temos:

  • Ativo circulante: que são os bens e recursos que são passíveis de serem convertidos em dinheiro em um período menor que um ano, como o seu estoque;
  • Ativo não-circulante: são os bens duradouros, que tem uma permanência maior que o período de um ano, por exemplo, as cotas societárias;
  • Passivo circulante: são as contas fixas e contáveis que as empresas têm obrigação de pagar, sendo elas, salários dos funcionários, os seus fornecedores e os impostos;
  • Passivo não-circulante: pode ter semelhanças com o passivo circulante, porém refere-se às obrigações e contas feitas a longo prazo, ou seja, em um período maior que um ano, como empréstimos financeiros de bancos.

Como elaborar um balanço patrimonial?

Para elaborará-lo, é necessário que a empresa tenha todos os registros contábeis, ou seja, todas as movimentações de seus ativos e passivos. Lembrando que essas informações que precisam estar em qualquer modelo do balanço.

Dessa forma, a primeira coisa que deve ser informada, para a elaboração de um balanço patrimonial, é o nome da empresa e o período em que o levantamento é feito.

Posteriormente, são colocadas as informações referentes às contas do balanço, que devem seguir a disposição dos ativos à esquerda e os ativos à direita, como mencionado no exemplo da balança. 

Ainda, para facilitar a análise financeira, é necessário que as contas sejam feitas pelo valor líquido em relação ao período que se transformam em dinheiro para a empresa. 

Vale ressaltar que a ordem de liquidez deve aparecer da seguinte forma, da mais líquida para a menos líquida. Veja abaixo um exemplo de planilha de balanço patrimonial:

BALANÇO PATRIMONIAL
AtivosData InicialData FinalPassivosData InicialData Final
Circulante35.00045.000Circulante20.00024.000
Contas a receber30.00037.000Fornecedores9.00011.000
Estoque6.0009.000Impostos3.0004.000
Não Circulante7.0007.500Não Circulante16.00013.000
Investimentos2.0002.500Empréstimo16.00013.000
Imobilizado6.0006.000
Patrimônio Líquido9.00020.000
Capital Social6.0005.000
Lucros Acumulados7.00017.000
Total do Ativo86.000107.000Total do Passivo86.000107.000

Note que os números acima são fictícios. E, outro fator importante para saber se o seu balanço está certo ou não, é conferir os totais, pois a soma dos ativos e dos passivos devem ser os mesmos. 

A esse “fenômeno” chamamos de Método das Partidas dobradas, que nada mais é que o registro das transações financeiras, em no mínimo duas contas, que o total dos débitos deve ser igual ao total dos créditos. 

Viu? Não é difícil elaborar um balanço patrimonial para sua empresa, basta ter todas informações sobre os registros financeiros e contábeis.

Lembrando que: devem ser registrados os números reais e corretos, e seguir os passos descritos nesse artigo.

Para facilitar, disponibilizamos esse modelo de planilha que você poderá utilizar para fazer o balanço patrimonial da sua empresa. 

Caso esteja pensando em abrir sua própria empresa, o empréstimo pessoal do Bom Pra Crédito pode ser de grande ajuda. Conte conosco, sempre!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *