Como cancelar um cartão de crédito com dívidas

Larissa Carvalho

| 2 minutos para ler

Como cancelar um cartão de crédito com dívidas

Continua depois da publicidade

Bateu aquela situação de descontrole dos gastos, desemprego, corte no orçamento ou insatisfação com as taxas cobradas pela administração cartão de crédito? Saiba que é possível solicitar o cancelamento mesmo havendo parcelas em aberto.

A princípio você pode encontrar alguma burocracia para fazer o cancelamento, pois as administradoras não têm o habito de liberar o cancelamento se o cartão tiver pendências. Mas é possível.

De acordo com a associação Proteste, neste caso, as administradoras suspendem o uso do cartão até que as parcelas sejam quitadas. Se o consumidor optar pelo cancelamento do plástico, a cobrança das parcelas pendentes pode ser feita de uma única vez.

Como cancelar um cartão com dívidas?

Você pode:

  • Bloquear o uso do cartão temporariamente e quitar as parcelas pendentes mês a mês;
  • Cancelar definitivamente o cartão e quitar as parcelas pendentes de uma única vez;

Em caso de descontentamento com as taxas cobradas, o ideal é informar e tentar negociar com a administradora. Em muitos casos, o cancelamento não se faz necessário.

Para realizar o cancelamento do cartão de crédito com dívidas você precisa entrar em contato com o banco ou instituição de crédito do cartão por meio do autoatendimento, telefone, pessoalmente ou de uma carta AR (com protocolo de recebimento).

Recomendamos que você solicite um comprovante de sua solicitação de cancelamento e guarde-o para eventual necessidade de comprovação do pedido.

Qual é a vantagem de cancelar um cartão com dívidas?

Quando você paga apenas o valor mínimo da fatura ou outro valor que não seja o total dela ocorre um acumulo de juros sobre juros, que torna sua dívida uma bola de neve difícil de controlar. Você pode entender melhor sua fatura de crédito aqui.

Ao cancelar o cartão de crédito a dívida para de crescer já que os juros do crédito rotativo param de ser cobrados e ficam sendo incididos apenas os juros de mora, de 1% ao mês.

Caso você não consiga pagar o valor integral da dívida, você pode negociar junto ao credor uma opção de parcela que caiba no seu bolso mensalmente.

Você também pode pensar em solicitar um Empréstimo Pessoal, que tem juros menores do que o cartão de crédito ou cheque especial, para quitar a dívida do cartão, e pagá-lo com parcelas que cabem realmente no seu bolso, organizando definitivamente sua vida financeira.

Leia mais posts para entender o Cheque Especial:

» Como se livrar das dívidas do cheque especial e economizar

» Precisando de dinheiro? Conheça alternativas ao cartão de crédito e cheque especial

» Compare juros do cheque especial e empréstimo pessoal