Celular roubado? E agora, como ficam meus apps de banco?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

jivem mexendo em seu laptop em seu celular sentada a uma mesa

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Descubra como evitar que sua conta bancária seja invadida caso alguém roube seu smartphone

Nossa vida cabe, literalmente, na palma da nossa mão. Graças à tecnologia e ao desenvolvimento da internet, como poucos cliques, a gente consegue pagar contas, pedir comida, solicitar carona, assistir séries, entre outras dezenas de atividades. O smartphone virou um item de uso essencial e ninguém consegue ficar nem por alguns minutos longe dele. Não é à toa que devemos tomar todos os cuidados para evitar um grande medo: celular roubado.

É claro que, por mais que a gente tome todas as precauções, não estamos livres disso.

É por isso que você precisa aprender o que fazer caso isso aconteça com você. Leia esse artigo até o final que a gente te conta.

pessoa mexendo em celular

Leia mais: O que é conta digital e como você pode se beneficiar

O que devo fazer em caso de celular roubado?

O prejuízo que você terá se passar por essa situação depende da forma como você usa seu celular.

Algumas pessoas acabam perdendo todas as fotos por não terem o hábito de fazer o backup das mesmas, por exemplo.

No entanto, existem outros prejuízos que podem ser maiores ainda, principalmente aqueles que envolvem dinheiro.

Um celular roubado pode implicar em roubo de senha, compras indevidas, transferências, entre outras coisas que geram dor de cabeça.

Para evitar que você perca muito mais além do seu aparelho, você deverá cancelar todos os cartões de banco.

Para isso, ligue na central de atendimento da sua instituição financeira e informe que você foi roubado.

Em seguida, faça um boletim de ocorrência. Esse passo é de extrema importância para sua proteção.

Afinal, você não consegue prever o que a pessoa que roubou seu celular fará com todos os seus dados.

O ladrão consegue ter acesso à senha da minha conta bancária?

 Uma pessoa mal intencionada é capaz de tudo e você não deve subestimar sua capacidade.

Em posse do aparelho roubado, se o ladrão quiser, ele desbloqueia seu celular e tem acesso a todas as suas senhas salvas.

Se você tem um iPhone, por exemplo, a pessoa que roubou seu smartphone poderá acessar as configurações do aparelho e ver quais são as senhas salvas de sites e aplicativos.

Isso é mais fácil ainda se o autopreenchimento estiver ativado. 

Como bloquear as senhas dos meus aplicativos de banco?

Você deverá bloquear os aplicativos bancários instalados no celular roubado.

Para  app do Banco do Brasil, acesse o site do banco, clique em Menu Completo, Segurança, Autorização/Bloqueio para transações Smartphone e remover aparelho.

Outro exemplo de bloqueio é do app da Caixa. Na Caixa Econômica Federal.

Acesse sua conta pelo site, clique em Senhas e Configurações, Dispositivos Cadastrados e selecione o celular roubado ou perdido. Por fim, clique em Excluir. 

Além dos bancos citados, outras instituições financeiras permitem o bloqueio do aplicativo ativado em celular roubado.

Basta acessar o net banking para descobrir o passo a passo. 

homem preocupado em frente ao seu laptop

Leia mais: Estou passando por um estresse financeiro, como isso pode me prejudicar?

Como amenizar problemas causados por celular roubado?

Por mais que a gente tome cuidado, é praticamente impossível evitar que o celular seja roubado.

No entanto, você pode amenizar as consequências dessa fatalidade se tomar algumas medidas de prevenção.

Em primeiro lugar, saiba que você não precisa deixar de usar seus aplicativos de banco.

Na verdade, eles são bem mais seguros em relação ao acesso ao net banking pelo computador. 

Os aplicativos móveis, além de não armazenarem dados, são mais protegidos contra vírus e outros tipos de contaminação.

Dito isso, vamos às maneiras de evitar maiores prejuízos:

Desative o preenchimento de senhas:  No Iphone, clique em Ajustes, Senhas e Contas e desmarque a opção Preencher Senhas.

No Android, acesse o navegador, clique em Configurações e desmarque a opção Preenchimento Automático de Pagamentos.

Ative a autodestruição de dados: No iPhone, entre no iCloud Find, insira os dados e clique em encontrar o dispositivo. Escolha a opção apagar remotamente.

No caso do Android, acesse o Find My Device e clique em limpar dispositivo. 

Mantenha o sistema atualizado: Toda vez que seu celular é atualizado, o sistema disponibiliza ferramentas de segurança mais eficazes.

Por isso, habilite as atualizações automáticas e fique atento às novas versões do sistema.

Evite acessar apps de banco por wi-fi: Priorize abrir os aplicativos de banco somente quando estiver usando os dados móveis do seu aparelho.

Evite fazer operações bancárias usando wi-fi, mesmo se você estiver na sua casa. 

Habilite a verificação em duas etapas: Para realizar transações financeiras nos aplicativos de banco, use o serviço de token, caso seu banco disponibilize.

O Banco do Brasil, por exemplo, solicita a leitura de um QR Code para validar a operação.

Utilize sistemas de proteção: Se você precisar de um wi-fi público, utilize um VPN (Rede Privada Virtual) para proteger seus dados confidenciais. Além disso, o recomendado é mantenha o antivírus no seu smartphone sempre atualizado. 

Monitore suas contas: Confira o saldo e extrato da sua conta bancária pelo aplicativo para conferir se está tudo em ordem. Em caso de fraude, informe imediatamente seu banco. 

Pronto para garantir a segurança dos seus dados diante de um contexto de celular roubado?

Aproveite essas dicas para aplicar as medidas de segurança em outros dispositivos.


Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *