Cartão de crédito vale a pena?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

imagem em close de cartão de crédito

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

O que você faz quando não tem dinheiro em espécie para comprar?

Já se perguntou como as pessoas faziam para comprar antes da popularização dos cartões de crédito?

Elas usavam dinheiro vivo, no caso se não tivessem a quantia que precisavam tinham que poupar até ter o valor para comprar. Outras ainda usavam cheque.

Sim, as pessoas usavam cheques, um artigo fora de moda que rendeu muitas fraudes pelo mundo, ou você nunca ouviu falar dos famosos “cheques sem fundos”?

Tem gente que nunca nem teve um talão de cheque, nem saberia como preencher um desses hoje em dia.

imagem de cartão de crédito em destaque

Mas, de fato, assim como as coisas evoluem elas acabam carregando em si o ônus e o bônus, e nesse caso até o cartão de crédito tem os seus.

Hoje dotados de chips, para ter mais segurança, os cartões de crédito são uma modalidade de pagamento oferecidas por instituições financeiras.

Veja também: O que é hipoteca e como você pode usar

Elas dão um limite de crédito a um CPF específico baseado em informações como se o nome está limpo (não consta em nenhum cadastro de inadimplentes) e a renda mensal dessa pessoa.

Com esse crédito, o indivíduo é capaz de comprar de uma vez ou em parcelas algo que ele só vai pagar no dia de vencimento da fatura.

Ou seja, esse “limite de crédito” é um dinheiro que você está pegando emprestado e vai devolver alguns dias depois ou em alguns meses depois.

Essa é, sem dúvidas, a grande vantagem do cartão de crédito: não precisar esperar para comprar algo que você ainda não tem dinheiro.

Grandes bancos hoje também contam com programas de fidelidade atrelados ao seu cartão. O que isso quer dizer?

Que ao usar o seu cartão de crédito para fazer compras você pode juntar pontos para trocar por milhas de viagens ou ainda para aproveitar outros benefícios como o resgate de produtos e serviços exclusivos.

Mas, ao mesmo tempo, ele oferece um dos maiores juros do mercado para mau pagadores, o que nos leva a uma grande desvantagem.

Caso você não saiba controlar os seus gastos e se manter dentro do seu orçamento, as dívidas virão.

Como funciona o fechamento da fatura do cartão e as taxas de juros? 

O dia de fechamento da fatura é provavelmente um dos dias mais aguardados do mês.

É o momento de transição em que os seus gastos são contabilizados e o limite é liberado mais uma vez para o seu uso.

Esse dia vai depender da data de vencimento escolhido por você.

Em geral, os gastos feitos entre 5 e 10 dias antes da data de vencimento da fatura já entram para as contas do mês seguinte.

Inclusive, existem pessoas que chamam esse dia seguinte ao do fechamento da fatura de “dia bom” para comprar, já que o que você compra a partir desse dia só aparece na fatura do mês seguinte.

Sobre os juros, talvez você ainda tenha algumas dúvidas…por exemplo, você sempre vai pagar juros no seu cartão de crédito?

Não, eles só serão cobrados se você atrasar o dia de pagamento da fatura ou não pagar. 

Que juros são esses que podem ser cobrados pelo cartão?

Existe a cobrança aos que pagam o valor mínimo da fatura, que é uma opção oferecida a quem não tem dinheiro para pagar toda a conta, então paga um valor estipulado. Isso pode variar de instituição para instituição.

O restante que não foi pago vai receber uma aplicação desses juros, que as instituições financeiras chamam de crédito retroativo.

Essa é uma das maiores taxas que o consumidor paga hoje no mercado. Mas, pode ser ainda pior.

Fique por dentro do que é portabilidade bancária e como você pode se beneficiar

Se o pagamento feito for menor do que o mínimo estabelecido pela fatura, além dos juros de crédito retroativo, você ainda vai pagar uma multa de 2% e juros de 1% ao mês sobre o valor da dívida. 

Como se organizar?

Ser um bom pagador pode te render confiança da instituição financeira que você tem um cartão de crédito.

Muita gente se pergunta como aumentar o seu limite, mas não existe muito mistério. Pague sempre a fatura certinha, evite atrasos e mantenha um score no Serasa alto. 

Nem sempre ter um limite alto é uma boa coisa, principalmente se você já tem problemas anteriores com dívidas no cartão.

É bom que você o tenha lá para uma segurança, mas não é porque o seu limite é de R$ 20 mil  reais por mês que você precisa gastar tudo.

Foque sempre no seu controle financeiro e no seu orçamento mensal.

Por mais que você faça alguns bicos e ganhe um dinheiro extra, não conte com isso todos os meses porque você pode cair no pagamento mínimo do cartão e pagar caro por isso.

Anote tudo num papel, veja se as parcelas cabem dentro do seu salário. O ideal é que o limite do seu cartão (nem que seja o que você se permite gastar) não ultrapasse 30% da sua renda familiar.

Faça essa conta e veja o quanto seria permitido para você gastar por mês.
Essa informação veio tarde demais para você? Precisa renegociar uma dívida?

Saiba que você pode avaliar as vantagens de escolher um empréstimo pessoal para resolver essa pendência no lugar de ficar à mercê de juros altíssimos do seu cartão de crédito

Se você quiser saber mais sobre as condições entre em contato conosco:

Você também pode acessar as mídias sociais oficiais da empresa, no TwitterFacebookLinkedInInstagram, e até mesmo o YouTube. Todos esses canais podem ser usados para tirar suas dúvidas.


Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *