Carros financiados com 0 de entrada – Valem a pena?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

mulher de branco sorrindo dentro de carro enquanto recebe a chave do veículo de um homem de terno

Resumo da matéria

  • Financiamento de automóvel sem entrada
  • A importância de pensar entes de comprar
  • Riscos de comprar carro com zero entrada
  • Diagnóstico Financeiro
  • A melhor forma de comprar um carro

Continua depois da publicidade

A maioria das concessionárias estão oferecendo para seus clientes a possibilidade de financiar um carro sem pagar entrada. Neste artigo a equipe do Bom Pra Crédito vai te contar tudo sobre essa modalidade 

Ter um automóvel proporciona uma série de vantagens para o cotidiano e, em algumas famílias, é ele quem traz o sustento. Por isso, hoje falaremos sobre carros financiados com 0 de entrada

Ao decidir trocar ou comprar um novo carro, é preciso analisar fatores fundamentais para que o investimento não seja perdido.

A forma de pagamento, por exemplo, é uma decisão importante e que deve ser definida com cautela. 

Atualmente, a maioria das concessionárias oferecem carros financiados com 0 de entrada e essa proposta é tentadora.

No entanto, vamos descobrir nesse artigo se realmente vale a pena comprar um veículo nessas condições.

Então, se você está prestes a finalizar sua compra, espere mais um pouquinho e leia até o final para não correr riscos. Vamos lá!

Financiamento de automóvel sem entrada

Os bancos tradicionais, como Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Itaú solicitam, pelo menos, 10% do valor do veículo como entrada para o financiamento.

Por exemplo, se o carro que você quer adquirir custa R$ 38.000,00, terá que disponibilizar R$ 3.800,00. Sendo assim, a entrada pode acabar sendo um impedimento para muitos.

Diante disso, algumas concessionárias oferecem a possibilidade de comprar carro sem entrada.

Essa é uma modalidade comum de financiamento, principalmente, em momentos de crise, pois as empresas precisam equilibrar o fluxo de caixa.

Porém, uma coisa é certa: o valor pago ao fim do financiamento equivale a um valor muito mais alto do que o esperado.

Isso ocorre pelo simples fato de que em qualquer financiamento, quanto menor a entrada, mais altas são as taxas de juros

A importância de pensar antes de comprar

Imagine a seguinte situação: uma concessionária coloca o carro dos seus sonhos com uma oferta imperdível e você pode comprá-lo nesse momento sem dar qualquer valor de entrada.

Em um primeiro momento suas expectativas aumentam, pois não possui dinheiro suficiente para arcar com os custos da entrada.

Diante de uma situação como essa, podemos afirmar, sem medo, que uma a cada três pessoas efetuam a compra no impulso.

No entanto, existem algumas armadilhas que podem transformar esse momento de realização pessoal em um grande prejuízo.

Por isso, é fundamental ter o hábito de analisar as oportunidades com consciência e exatidão.

Até mesmo pelo fato de que existem inúmeras alternativas viáveis para adquirir o bem sem precisar colocar em risco sua saúde financeira.

Riscos de comprar carro com zero entrada

Além dos juros consideravelmente mais altos, como falamos acima, comprar um carro sem entrada ainda traz a incerteza de aprovação do financiamento.

É comum se deparar com compradores que fazem toda a parte burocrática, cria expectativas de que terá o carro que tanto deseja e, de uma hora para outra, o financiamento é negado pelo banco!

Isso acontece porque os bancos têm uma prática que estabelece o índice de juros aplicados nas vendas a prazo. 

Nos dias de hoje quase não há instituições financeiras que permitem financiamento sem entrada, visto que nessa modalidade a taxa de inadimplência é muito alta.

Basta imaginar o seguinte: se os juros são altos, consequentemente, as parcelas serão mais caras, o que aumenta a possibilidade do não pagamento .

Sendo assim, grande parte das financeiras e bancos preferem seguir o princípio de que, para compra, é necessário que o comprador dê uma entrada de ao menos 20% do valor total do veículo.

Diagnóstico Financeiro

Até aqui podemos entender que sim, o financiamento sem entrada existe e, em alguns casos, é possível.

Então, se você está diante dessa oportunidade, mas quer ter certeza de que vale a pena comprar seu veículo sem desembolsar um valor alto, é preciso realizar um diagnóstico financeiro.

Essa é uma forma mais eficiente de descobrir se o melhor é fechar negócio ou driblar o impulso.

Para tanto, basta somar todas as despesas que possui e veja quanto terá disponível para investir nas parcelas.

O ideal é que incluindo a parcelas às despesas, tenha ao menos 20% do seu salário disponível para eventuais gastos, tais como saúde e, até mesmo, com próprio reparo do veículo.

Os custos com IPVA, DPVAT e licenciamento, estacionamentos, lava-jato, possíveis multas, seguro, revisões e reparos também precisam caber no seu bolso. 

Os resultados falam por si. Fez as contas e percebeu que passaria a viver sempre no “laranja”, com grandes chances de chegar ao “vermelho”? Hora de recuar e buscar outras possibilidades.

homem de camisa e terno segurando uma chave em frente a um carro branco em um estacionamento

Saiba mais: Refinanciamento de veículo: tudo o que você precisa saber

A melhor forma de comprar um carro

Agora que sabemos as desvantagens e armadilhas ao comprar carros financiados com 0 de entrada, vamos entender quais as alternativas para você comprar seu automóvel de maneira segura e pagando um valor justo.

Pagamento à vista

Sem dúvidas, o pagamento à vista é a melhor opção, apesar de ser mais trabalhoso.

O pagamento em parcela única é uma maneira de economizar um bom dinheiro na hora de adquirir um carro, ou qualquer outro bem.

Por minimizar a perda na desvalorização, dessa forma também não incide pagamento de juros pela disponibilidade de crédito e, de quebra, não compromete o orçamento mensal.

Mas, a pergunta é? Como economizar e pagar de uma só vez?

Economize! Pode parecer difícil, mas guardar dinheiro e estipular metas pode fazer toda a diferença.

Se você tem menos de 30 anos e quer economizar, por exemplo, existem excelentes dicas que vão auxiliar esse processo.

Empréstimo

O empréstimo é uma forma de pagamento muito comum e tem diversos pontos em comum com o financiamento.

Porém, as concessionárias não fazem esse tipo de transação, o que leva o consumidor a procurar outra instituição para realizar o serviço.

Ainda assim, é uma alternativa frequentemente adotada na compra de automóveis, pois o empréstimo do valor da entrada pode vir a ser mais vantajoso do que o financiamento sem entrada.

Mas, se preferir economizar tempo e ter vínculo com apenas uma forma de pagamento, basta realizar um empréstimo do valor total do carro. 

A concessionária ou revendedora receberão o montante à vista e dívida será contraída diretamente com o banco escolhido.

Nesse caso, a instituição financeira pode optar por utilizar o carro como garantia de pagamento do empréstimo, podendo a documentação do veículo fica em nome do banco.

Quer simular um empréstimo com as melhores taxas de juros e comparar os valores? O Bom Pra Crédito é uma das melhores opções do mercado.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *