Como calcular margem de lucro e saber os retornos dos seus negócios

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

Homem desenhando uma seta crescente em um caderno, numa mesa com um copo de café

Continua depois da publicidade

Entenda por que calcular corretamente a margem de lucro vai te ajudar a manter as finanças de sua empresa sempre organizadas

A vida de empreendedor não é fácil. Diariamente, a gente passa por uma montanha russa que envolve tomada de decisões importantes para fazer o negócio decolar e, claro, obter o tão sonhado lucro.

É sobre ele que a gente vai falar aqui neste artigo. Entenda o seu significado e como calcular corretamente a margem de lucro para não ter surpresas. 

Sonho, realização e capacidade administrativa devem caminhar sempre juntos

Os sonhos sempre são o pontapé inicial para a abertura de um negócio. A maioria dos empreendedores constrói sua empresa por conta de uma habilidade que é entendida como oportunidade de obter margem de lucro.

Assim os sonhos saem da nossa cabeça e passam a se tornar uma realidade, a gente precisa entender que é preciso incorporar atividades mais burocráticas ao dia a dia da empresa. Se esse cuidado não for tomado logo no início, os prejuízos podem surgir.

Por isso, a primeira coisa em que você deve investir é em cursos de administração e educação financeira para pequenos negócios. Não use a desculpa de falta de dinheiro. Aqui mesmo, no blog do Bom Pra Crédito, tem um monte de conteúdo gratuito.

Além disso, os digitais influencers de finanças costumam disponibilizar aulas e e-books gratuitos sobre variados temas. Comece sem precisar gastar. Assim que você conquistar o lucro ideal, aí você investe em cursos pagos.

Veja também: Pegar empréstimo consignado sem margem disponível

Certo, mas, agora, vamos ao assunto principal deste artigo: margem de lucro

Saber calcular o lucro de sua empresa é de extrema importância para o seu bom gerenciamento. Esse cálculo deve ser realizado a partir de informações corretas para que você não coloque seu negócio em risco. 

Apesar de, em um primeiro momento, as contas parecerem um pouco complicadas, elas consistem em uma série de etapas simples. Isso significa que você pode compreendê-las facilmente. Vamos começar dando o nome correto para cada coisa.

O que é lucro?

Homem de terno desenhando um gráfico de linha crescente constante

Lucro nada mais é do que a rentabilidade que você alcança após vender um produto ou prestar um serviço. Você só atinge o lucro quando consegue um retorno financeiro maior do que o capital que você investiu.

Vamos supor que você trabalha com artesanato em tecido e, para fazer 10 peças, gasta 100 reais em compras de produtos pela internet e 50 reais de frete.  Nesse caso, seu gasto foi de 150 reais. 

Com os produtos já prontos, você vende cada um por 30 reais, resultando em um montante de 300 reais. Seu lucro foi, portanto, de 150 reais. Se fôssemos traduzir isso em uma fórmula simples, ficaria assim: 

Lucro bruto = valor arrecadada – custos

Lucro bruto = R$ 300 – R$ 150 = R$ 150

Lembre-se que a gente está trabalhando com uma explicação mais simples para você entender o conceito. Sua conta também deverá abranger os gastos com aluguel, despesas com água, internet e energia elétrica, impostos, entre outros custos. 

Entenda: Férias remuneradas… ou você toma cuidado ou elas te engolem

O que é margem de lucro?

A margem de lucro diz respeito à representação da porcentagem que você espera receber com a venda do seu produto ou serviço. Ela é muito importante para que você elabore um plano de ações para atingir o lucro desejado.

Ela pode ser dividida em duas categorias: margem de lucro bruta e margem de lucro líquida. 

Margem de lucro bruta

Representa a porcentagem que você recebe depois de calcular o quanto é preciso investir para atingir seu objetivo. Basicamente, seu cálculo pode ser feito da seguinte maneira: 

Margem de lucro bruta = lucro bruto / receita total x 100

Vamos utilizar o mesmo exemplo do artesanato para te ajudar a entender. Digamos que, durante 3 meses, o rendimento mensal de sua empresa foi de 16 mil. Nesse mesmo período, você teve despesas de R$ 9 mil.

Lucro bruto = R$ 16 mil – R$ 9 mil

Lucro bruto = R$ 7 mil

Margem bruta = R$ 7 mil / 9 mil x 100

Margem bruta = 77%

Margem de lucro líquida

Nessa categoria, você deve considerar todas as despesas, incluindo, como a gente já disse, aluguel, contas, impostos, propaganda, entre outras. Elas devem ser deduzidas do lucro antes de ser dividida pela receita total e multiplicada por 100.

O resultado do seu cálculo é mais preciso, já que ela indica exatamente a rentabilidade da sua empresa. Vamos ao exemplo da empresa de artesanato que você tem na sua própria casa. Nesse caso, as despesas são com contas básicas e propaganda.

Receita da empresa de artesanato: R$ 16 mil

Despesas com compras de matéria-prima: R$ 9 mil

Despesas com contas e propaganda: R$ 1 mil

Lucro líquido = R$ 16 mil – R$ 9 mil – R$ 1000

Lucro líquido = R$ 6 mil

Margem de lucro líquido = R$ 6 mil / R$ 16 mil x 100

Margem líquida = 3,5%

Qual é a margem de lucro ideal para meu negócio?

A única pessoa que pode ser capaz de responder essa pergunta é você mesmo. Lembre-se que a margem de lucro ideal depende da quantidade de clientes, da qualidade de seus produtos e, claro do quanto você investirá para que as coisas aconteçam.

O importante é que essa escolha não seja pautada pelo acaso ou por seus desejos. Até por que nosso ideal de lucro é sempre alto, não é? Portanto, dê ao seu negócio o nível de seriedade que ele merece.

Faça uma pesquisa de mercado, analise os preços, produtos e atividades dos seus concorrentes, saiba quem é seu público e sempre procure melhorar. Outra coisa que você deve considerar é que produtos diferentes devem ter lucros diferentes. Agora que você já entendeu por que é importante calcular a margem de lucro, continue aqui no blog do Bom Pra Crédito para aprender a faturar com seu negócio.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *