Aumento Salarial e reajuste. Qual a diferença e o que você precisa saber

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

homem de óculos e camisa azul de costas para uma losa com um desenha de balão de pensamento com com um saco de dinheiro e um cifrão

Resumo da matéria

  • Entenda o que é inflação e como ela afeta o reajuste salarial
  • O que é reajuste salarial?
  • Qual o reajuste salarial e como ele funciona?
  • O que é aumento de salário?
  • Quanto é o aumento de salário anual?
  • Como pedir um aumento de salário?
  • Como administrar o aumento de salário?

Continua depois da publicidade

Um salário maior é sempre uma vantagem. Entenda quais os tipos de aumento salarial 

Ter uma remuneração maior é importante para muitos aspectos da vida: adquirir bens, planejar uma viagem, concretizar sonhos, dentre tantas outras coisas. Para isso, é preciso conquistar um aumento de salário. 

Acontece que muitas pessoas confundem reajuste salarial com aumento de salário, mas, definitivamente, são coisas diferentes. 

Se você quer entender as diferenças entre o aumento e o reajuste anual, acompanhe este post até o final e tire suas dúvidas. 

Entenda o que é inflação e como ela afeta o reajuste salarial

Todo mundo já ouviu falar em inflação, mas você sabe o que ela significa e como é medida? Bem, um dos principais índices utilizados para medi-la é o  Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, também conhecido como IPCA. 

É importante ressaltar que o IPCA é o indicador utilizado pelos bancos, pelo mercado financeiro e também pelo governo federal, pois explica o aumento ou a queda dos preços de serviços ou produtos.

De maneira geral, para o consumidor, o IPCA representa o custo de vida, pois o preço dos alimentos, da energia elétrica, do gás, da água, ou até mesmo a mensalidade das escolas são associadas à inflação. 

O que é reajuste salarial?

Como o próprio nome sugere, o reajuste é uma maneira de equilibrar a remuneração recebida com os valores dos bens de consumo. Ou seja, o reajuste salarial consiste em deixar o salário em equilíbrio com a inflação. 

Na legislação, o reajuste salarial está previsto no inciso X do Artigo 37, “a remuneração dos servidores públicos e o subsídio de que trata o § 4º do art.

39 somente poderão ser fixados ou alterados por lei específica, observada a iniciativa privativa em cada caso, assegurada revisão geral anual, sempre na mesma data e sem distinção de índices”.

Qual o reajuste salarial e como ele funciona?

Antigamente, o reajuste salarial era baseado no aumento real do Produto Interno Bruto (PIB) e esta base estava prevista na Lei n° 12.382, que ficou em vigor até 2015.

É importante ressaltar que com a Reforma Trabalhista, (Lei 13.467/2017) muitas questões importantes na Consolidação das Leis do Trabalho, a CLT, foram alteradas e o reajuste passou a ocorrer mediante acordo ou convenção coletiva de trabalho, realizado pelo sindicato da categoria e as empresas.

Exemplo:

Vamos supor que uma pessoa receba uma remuneração mensal de R$ 4.000,00 e com esse dinheiro ela paga aluguel, todas as contas relacionadas à casa, além de usar uma determinada quantia para as atividades de lazer.

Supondo que naquele ano a inflação tenha sido de 5%, significa dizer que o custo de vida dessa pessoa subiu 5%, ou seja, não será mais possível fazer todas essas coisas com o mesmo valor. 

É por isso que o reajuste ocorre anualmente, pois acaba influenciando diretamente na preservação do poder de compra do trabalhador. 

Depois de ler essas informações, ficou mais fácil de entender o que é e como é feito o cálculo do reajuste salarial.

Então, a pergunta que fica no ar é a seguinte: você já teve reajuste salarial em 2020? Se está na dúvida, procure o departamento financeiro do seu atual empregador e pergunte.

Agora que a equipe do Bom pra Crédito já explicou como funciona o reajuste salarial, vamos deixar claro o que é o aumento de salário. Acompanhe!

O que é aumento de salário?

Também chamado de fixação, o  aumento real de salário é diferente do reajuste, pois tem o objetivo dar um ganho real para o trabalhador, proporcionando um poder de compra maior 

ao cidadão.

Voltando ao exemplo anterior, e supondo mais uma vez que uma pessoa receba uma remuneração mensal de R$ 4.000,00, no cenário de inflação a 5%, seria necessário que seu salário fosse reajustado para R$ 4.200,00 para que o poder de compra continuasse o mesmo.

Ou seja, no caso de um aumento real de salário, o valor precisa ultrapassar os quatro mil e duzentos reais. 

Quanto é o aumento de salário anual?

Não é possível afirmar o valor de um aumento de salário, pois isso irá depender de uma série de fatores, como o desempenho, faixas de valores praticadas pela instituição pagadora, etc.

Contudo, é importante ressaltar que para calcular o ganho real de um aumento salarial, é preciso pegar o novo salário e descontar o salário antigo mais o acréscimo da inflação. O resultado será o aumento real.

em uma mesa com um computadoruma pessoa faz contas em uma calculadora

Confira: Qual o valor do salário mínimo e quais as previsões de aumento para os próximos anos

Como pedir um aumento de salário?

Solicitar um aumento salarial nem sempre é fácil. Por isso, ao decidir dar esse passo, é importante ter algumas coisas em mente, como:

  • Considere a saúde financeira atual da empresa
  • Avaliar sua produtividade no trabalho;
  • Não utilize motivos pessoais;
  • Esteja preparado e saiba negociar;
  • Fale sobre suas principais qualidades profissionais;
  • Seja claro e objetivo.

Mesmo com todas essas dicas em mente, o mais  importante na hora de pedir um aumento é saber aguardar o melhor momento da empresa e do seu supervisor imediato.

Entretanto (e infelizmente),  não existe uma fórmula correta para fazer esse pedido. Sinta o momento e esteja confiante. 

Como administrar o aumento de salário?

Receber um aumento real de salário é sempre uma notícia boa. Porém, é preciso organização e foco para poder aproveitar ao máximo a nova quantia recebida, ou seja, é necessário fazer um planejamento financeiro. 

Em primeiro lugar, é preciso entender se já era possível pagar todas as contas (aluguel, IPTU, mensalidades e contas relacionadas à casa) com o antigo salário. Em caso positivo, utilize a margem de sobra para pensar no futuro. 

Uma boa opção é investir o dinheiro extra. Para isso, vale a pena pesquisar opções de investimentos de curto, médio e longo prazo. Isso irá depender, é claro, dos objetivos pessoais de cada pessoa. 

E lembre-se: caso você tenha dívidas, dê prioridade para quitá-las e dedique as primeiras parcelas do seu novo salário para abater ao máximo as parcelas do empréstimo ou do financiamento realizado em seu nome. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *