Mais ricos do Brasil, quem são o que podem nos ensinar

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

notas de cem ecinquanta reais amontoadas sobre uma mesa

Resumo da matéria

  • Os mais ricos do Brasil

Continua depois da publicidade

Se você só vê o dinheiro e não o esforço, está na hora de aprender com os milionários do país

Quem nunca sonhou em ser um milionário e estar entre os mais ricos do Brasil? Andar de jatinho, ser convidado para festas, ter o guarda-roupas sempre atualizado… 

O problema é que essa é uma visão idealizada dos endinheirados brasileiros!

Por aqui, eles fizeram a sua fortuna trabalhando – e, muitas vezes, com o privilégio de terem nascido em um “berço de ouro” – e há muitas lições que eles podem ensinar para o seu negócio.

Os mais ricos do Brasil

Empresários e homens são maioria nessa lista, mas também há mulheres, filantropos, socialites, cineastas… Há muitas formas de ganhar dinheiro por aqui, mas o segredo é encontrar o caminho para maximizá-lo!

Veja os exemplos dos ricaços abaixo: 

Jorge Paulo Lemann

Tornou-se um dos mais ricos no país graças a seus investimentos em empresas como Brahma e Antarctica, que logo se tornariam a gigante Ambev, e Lojas Americanas.

Lemann também possui outros grandes investimentos em empresas como Telemar e Gafica, além de ser dono do fundo 3G Capital, que comprou as marcas Burger King, Heinz e outras. 

O empresário, que já foi tenista profissional e valoriza a educação, fundou três entidades filantrópicas relacionadas a esses assuntos que visam reduzir as desigualdades sociais. 

Maior lição: Seja visionário e aja antes de todo mundo.

Luiza Helena Trajano

Admirada por todo o mercado, tornou-se a primeira grande empresária brasileira ao comandar uma maiores redes de lojas de varejo do Brasil, a Magazine Luiza, fundada por sua família. 

Quando ela assumiu a empresa, transformou a rede de lojas no interior de São Paulo no sucesso que conhecemos hoje, competindo com varejistas já consolidados.

Seu grande feito foi tornar a Magazine Luiza no primeiro e-commerce do segmento, ainda em 1999.

Além de se dedicar a expansão e aprimoramento dos negócios, Luiza é conhecida por humanizar a cultura de trabalho e costuma dar dicas para ter funcionários motivados e comprometidos. 

Maior lição: Pense grande.

Rubens Menin

O co-fundador e CEO da construtora MRV, em 1979, teve êxito graças a popularização de programas governamentais e à importância da construção civil para a economia brasileira.

Mais recentemente, ele diversificou sua atuação ao licenciar a marca CNN no Brasil, que entrou no ar em 2020, e também está a frente de conselhos, como o do Branco Inter e Log Commercial Properties. 

Por meio da MRV, ele patrocina o time de futebol Atlético mineiro e apoia projetos relacionado a educação, cultura e esporte com o Instituto MRV nas cidades em que a construtora atua. 

Maior lição: Preste atenção ao mercado para aproveitar as tendências.

Lily Safra

De origem humilde, Lily garantiu sua fortuna e seu lugar entre os mais ricos do Brasil a partir de seus bem-sucedidos casamentos, principalmente com o playboy e magnata Freddy Monteverde, dono da rede Ponto Frio e posteriormente, em seu último e mais duradouro matrimônio com Edmond Safra, fundador do banco que leva seu sobrenome. 

Lily também é uma exímia investidora em imóveis e obras de arte. Ela tem propriedades em Nova York, Londres, Genebra, Paris e uma mansão na Riviera Francesa avaliada como uma das mais caras do mundo. 

Com amigos endinheirados, como membros da Família Real britânica, o cantor Elton John e o ator Michael J. Fox, ela banca no Brasil um instituto de pesquisas em Neurociências localizados em Natal e está envolvida em causas filantrópicas em todo o mundo, inclusive a reconstrução da Catedral de Notre Dame.

Maior lição: Diversifique os seus investimentos. 

Ana Lúcia de Mattos Barretto Villela

Ela pertence à família dos fundadores do Unibanco e atualmente é uma das maiores acionistas do Itaúsa, controlador do Itaú-Unibanco, a Duratex e outros empreendimentos. 

Ana tornou-se acionista de forma trágica, quando seus pais faleceram em um acidente, aos 12 anos de idade. 

Desde do 20 anos, Ana emprega parte de sua riqueza em um projeto muito conhecido de transformação social: o Instituto Alana, que tem forte atuação contra a publicidade infantil, formação de crianças e jovens e apoio a instituições de ensino brasileiras.  

Maior lição: Descubra aquilo que você quer fazer.

Walter Salles 

Filho e neto de banqueiros – seu pai foi Walther Moreira Salles, um dos fundadores do Unibanco -, Walther cresceu cercado de políticos, músicos e intelectuais brasileiros. 

Essas influências com certeza fizeram com que ele se tornasse um cineasta bem sucedido, com filmes de destaque que você com certeza já assistiu, como Central do Brasil, Abril Despedaçado e Diários de Motocicleta. 

Atualmente, junto de seus três irmãos, Waltinho ajuda a construir um legado cultural no país por meio do Instituto Moreira Salles.

Maior lição: Cultura também gera riqueza.

Eduardo Saverin

Quem já assistiu ao filme A Rede Social, de 2010, está familiarizado com a história deste empreendedor e investidor brasileiro: em 2004, ele criou, juntamente com Mark Zuckerberg, o Facebook. 

Como cofundador, ele foi diretor financeiro e gerente de negócios da empresa em sua origem, mas logo teve desavenças com o sócio, que acabou por manter sua participação de menos de 5% nas ações da empresa. 

Com a criação do fundo de capital de risco B Capital Group, desde 2015 ele investe em startups relacionadas à saúde, logística e comércio exterior que ainda não entraram no radar do Vale do Silício e garante seu espaço entres os mais ricos do Brasil..

Maior lição: Escolha bem seus sócios.

carteira na cor marrom com diversos cartões de crédito dentro

Leia também: Pessoa mais rica do mundo e os segredos que você deve seguir

Dulce Pugliese de Godoy Bueno 

Em 1978, juntamente com o marido Edson de Godoy Bueno, Dulce fundou a empresa Amil, uma das maiores seguradoras do país. 

Com o lucro da venda de 90% do capital da empresa para o grupo americano United Health, Dulce comprou a Dasa – empresa de diagnósticos médicos – e controla 48% de suas ações.

Aos 72 anos, Dulce controla a empresa junto se seus filhos e herdeiros de seu ex-marido. 

Maior lição: Nunca deixe de investir. 

Alexandre Grendene Bartelle

O empresário gaúcho é cofundador, junto de seu irmão gêmeo, da Grendene, a maior fabricante mundial de sandália, responsável pelas marcas Ipanema, Melissa, Rider, Grendha e outras, totalizando oito marcas. 

As marcas cresceram graças ao apelo televisivo e ao conforto, mas principalmente devido a boas parcerias firmadas com nomes de peso, como o cartunista Ziraldo e a modelo Gisele Bündchen . 

Apesar de ser conhecido por uma vida repleta de ostentações, Alexandre realiza doações em sua região de origem para melhorar a saúde pública e já colaborou para a construção de um hospital veterinário em Porto Alegre.

Maior lição: Boas parcerias devem fazer parte de sua estratégia. 

Alceu Elias Feldmann

Ele é fundador e atual CEO da Fertipar, empresa produtora de fertilizantes agrícolas que passou a se destacar no mercado em 2019, apesar de ter sido inaugurada em 1980.

Alce começou sua trajetória profissional viajando o Brasil para vender fertilizantes e, por conhecer as peculiaridades da agricultura em todos os cantos do país, o empresário pode adaptar suas operações.

A holding é composta de 12 empresas presentes em todas as regiões do país e o boom da soja, nos anos 2000 foi essencial para sua consolidação. 

Maior lição: Conheça e se adapte ao seu público alvo.

Conseguiu aprender com os mais ricos do Brasil? 

Lembre-se que enriquecer também é uma jornada de altos e baixos. Você pode precisar de uma grana extra antes de prosperar e o Bom Pra Crédito estará sempre disponível para auxiliar. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *