Entenda como é feita a análise de crédito online

Larissa Carvalho

| 5 minutos para ler

Entenda como é feita a análise de crédito pessoal

Continua depois da publicidade

Descubra o que você deve fazer para conseguir empréstimo online com taxas de juros que cabem no seu bolso

 Quando você empresta seu dinheiro para um amigo ou familiar você não chega a fazer uma análise de crédito, mas sempre espera recebê-lo de volta. Certo?

Com os Bancos e Financeiras funciona da mesma forma… A diferença é que geralmente estas empresas não conhecem a pessoa que está pedindo dinheiro emprestado.

Por isso estas instituições financeiras executam um processo chamado por análise de crédito.

Saber exatamente o que significa e como é realizada a análise de crédito online é uma dúvida comum. Se você precisa de dinheiro emprestado para resolver problemas financeiros ou investir em algo, é importante compreender do que ela se trata.

Para te ajudar, reunimos as principais informações e dicas para que você descubra os principais conceitos. Você também vai aprender sobre o que interfere no resultado desse tipo de análise.

O que é análise de crédito?

A análise de crédito é uma pesquisa que os bancos fazem quando você pede empréstimo.

Esse procedimento faz parte dos processos das instituições financeiras, que avaliam se você vai ter condições e pagar pelo dinheiro que foi liberado. 

Em outras palavras, antes de te emprestar o valor que você pediu, o banco vai avaliar a sua vida financeira.

Ele vai conferir, entre outras coisas, se você paga suas dívidas em dia e se o seu nome está no SPC.

imagem ampliada de papéis com gráficos em barra e em linha

Leia mais: Mercado de crédito no Brasil, como ele funciona

Análise de Crédito – Como é feita nos bancos e financeiras?

A análise de crédito, geralmente possui 5 fases:

1) Solicitação de Dados Cadastrais: Normalmente, começa na solicitação os seus dados cadastrais (pois você é quem está pedindo dinheiro emprestado).

O mais importante nesta hora é informar com veracidade todos os dados solicitados.

Além de dados para sua identificação como Nome, RG e CPF, data e local de nascimento, nome do pai e da mãe, as empresas que estão dando o crédito precisam saber seus dados de contato (telefones, email e endereço), dados sobre sua forma de ganhar dinheiro (ocupação, renda e empregador) e dados sobre seu conjuge quando for casado.

Algumas referências pessoais e profissionais serão solicitadas para que seus dados principais sejam confirmados.

Outras informações sobre a posse de alguns bens e meios de pagamento também são comum nas fichas cadastrais.

2) Análise de restrições em seu nome: Com base nestes dados a instituição financeira começa a análise de crédito e verifica se existe algum pagamento pendente tanto junto a própria instituição como junto a outros credores consultando para isso os famosos registros negativos do Serasa, SCPC ou outros órgãos de registro de negativados.

Os pagamentos em aberto também são analisados nessa etapa. Os bancos costumam acessar bancos de dados internos e externos e conferir se você está atrasando parcelas de cartão de crédito, prestações em lojas, entre outras.

3) Análise do seu perfil de crédito: Além dessa análise a instituição avalia se o seu perfil de crédito se enquadra no perfil esperado pela financeira através de uma técnica estatística chamada Score de Crédito (pontuação do seus dados).

Essa pontuação varia de 0 a 1000. Se o seu Score for 200, por exemplo, quer dizer que ele está baixo. Nesse caso, o banco corre o risco de levar prejuízo pelo não pagamento das parcelas. 

Caso seu Score seja de 900, a instituição financeira entende que você honra com seus compromissos e pode liberar o empréstimo tranquilamente. As faixas utilizadas pelos bancos costumam ser as seguintes:

  • Até 300 pontos — risco alto;
  • De 300 a 700 pontos — risco médio;
  • Acima de 700 pontos — risco baixo.

4) Análise do comprometimento de sua renda: Estando tudo certo, o próximo passo da análise de crédito será a avaliação da sua capacidade de pagamento onde, geralmente, é verificado se a parcela do empréstimo solicitado “cabe no seu bolso”. 

Para isso, os banco e financeiras geralmente consideram que a parcela não pode ultrapassar um percentual do seu salário.

Esta proporção varia entre instituições e as vezes entre pessoa para pessoa dentro de uma mesma instituição, mas geralmente é de 20% a 30% do somatório de seus rendimentos.

5) Análise de seus documentos: Por fim, a instituição solicitará seus documentos de identificação (RG e CPF) e comprovantes de Renda e Residência, podendo ainda fazer algumas checagens cadastrais com o próprio proponente e suas referências.

Ou seja, para aumentar sua chance de ter seu Empréstimo Pessoal aprovado, o Bom Pra Crédito sugere que você forneça seus dados corretamente, use o crédito de uma forma consciente e sempre tenha certeza de que poderá honrar seus compromissos assumidos.

Qual a sua importância?

 A inadimplência, ou seja, o não pagamento de dívidas, é uma realidade no Brasil.

Problemas relacionados ao desemprego, salários baixos e inflação acabam fazendo com que haja dificuldade de pagamento de cartão de crédito e contas básicas. 

Essa é uma situação que gera uma série de consequências negativas, tanto para o banco, quanto para o consumidor.

Por isso, para evitar prejuízos, às instituições financeiras precisam realizar a análise de crédito.

Quais são suas funções?

A análise de crédito não serve apenas para saber se você é um bom pagador. Ela também ajuda o banco a definir quanto de dinheiro ele poderá liberar.

Para isso, a instituição financeira avalia sua renda mensal e se você tem outros empréstimos ativos.

Esses dados permitirão o cálculo dos valores das parcelas e do tempo que será necessário para você pagar a dívida sem sufoco.

O banco sabe que você precisa do seu salário para pagar compras no supermercado, aluguel, entre outras despesas.

Por isso, ele não pode liberar um valor que comprometa grande parte da sua renda.

Se ele fizer isso, correrá o risco de não receber. O objetivo é sempre fazer um empréstimo que seja seguro para os dois lados. 

A análise de crédito também ajuda a definir o CET (Custo Efetivo Total) no serviço. Esse valor pode variar de instituição para instituição, além de levar em conta seu perfil de cliente.

Às vezes, no calor das emoções, a gente pode fazer um empréstimo que, ao invés de ajudar, só prejudica nosso bolso.

Para evitar  isso, a análise de crédito serve para te ajudar a melhorar seu controle financeiro.

Análise de crédito online, funciona da mesma maneira?

Em partes sim. O procedimento acaba sendo o mesmo, a questão é que ele passa a ser mais rápido e com isso você pode receber o dinheiro antes do esperado.

Isso ajuda muito se você tiver uma dívida próxima ao vencimento ou se precisa de investimento urgente.

imagem aproximada de um homem de terno analisando gráficos em barra em seu laptop

Leia mais: Você sabe o que é empréstimo digital?

O que fazer para que minha análise de crédito seja positiva?

Como você percebeu, quando o assunto é liberação de dinheiro, o banco costuma ser bem criterioso.

Dependendo da instituição, pode ser que, mesmo com o nome sujo, você passe pela análise de crédito e o empréstimo é autorizado.

Mas, como isso significa alto risco para o banco, ele vai querer compensar o possível prejuízo cobrando taxas altas de juros. Por isso, o melhor é sempre evitar esse tipo de gasto.

Em primeiro lugar, não gaste mais dinheiro do que você recebe. Controle os gastos e coloque todas as suas despesas na ponta do lápis.

Use o cartão de crédito com moderação. Só parcele compras depois de um rigoroso planejamento. 

Sempre é possível economizar. Reduza as despesas com internet, dívida a assinatura da Netflix com amigos e evite tomar banho em horário de pico. Quando for ao supermercado, leve uma lista de compras e não perca o foco. 

Por fim, pague suas contas sempre em dia. Isso evita a temida bola de neve. Essas atitudes farão que você controle mais o seu dinheiro e mantenha seu score alto.

Não deixe de acompanhar as dicas que o Bom Pra Crédito fornece aqui no blog.

Com educação financeira e controle, você conseguirá, dependendo do seu perfil financeiro, propostas de empréstimo online aqui com a gente. Nós temos parceria com mais de 30 instituições financeiras.

Se você seguir nossas orientações, sua análise de crédito no Bom Pra Crédito será sempre positiva.