Viver de renda: como é possível no Brasil?

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

homem de camisa com a cabeça apoiada sob as mãos sentado em cadeira observando gráficos na tela de seu computador

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Com disciplina, planejamento e criatividade, você terá mais chances de fazer seu dinheiro render sem abrir mão do que gosta

Quem nunca sonhou em trabalhar menos para poder aproveitar a vida com mais tranquilidade? Você pode pensar que isso é um sonho praticamente impossível de se realizar ou que essa vantagem é para quem já nasce em berço de ouro.

Mas, a gente está aqui para acabar de vez com essas ideias totalmente equivocadas e te ensinar que, com planejamento e foco, você pode tudo. Descubra o que você deve fazer para viver de renda e garantir que seu dinheiro trabalhe para você. 

O que é viver de renda?

Viver de renda é uma maneira de lidar com sua realidade financeira.

Nesse modelo, que você deixa de trabalhar ou trabalha menos horas ou dias, sem precisar comprometer seu orçamento e abrir mão das coisas que você gosta e que só o dinheiro pode dar.

Falando assim, pode parecer uma ideia absurda, principalmente se você aprendeu, desde criança, que a gente só conquista as coisas nessa vida se trabalhar duro.

Em partes, isso é verdade, mas a questão aqui o tempo que a gente dedica ao trabalho.

Não seria melhor, como diz o ditado, fazer um pé de meia e ter estabilidade suficiente para aproveitar aquilo que nos dá prazer e bem-estar e não ficar com medo de não conseguir pagar os boletos?

Isso é possível se você seguir as nossas dicas. Vamos lá?

garota ruiva com suéter laranja a frente de parede laranja mais calara com os olhos fechados e mãos levantadas

Leia mais: Como saber se uma financeira é confiável

Avalie sua situação financeira atual

O primeiro passo para viver de renda é encarar a forma pela qual você lida com seu dinheiro. É preciso refletir sobre a vida que você leva agora para poder começar a planejar sobre a vida que você quer ter.

Comece pelas suas despesas básicas e essenciais, ou seja, pelos gastos que você não consegue eliminar. Nessa lista, entra a conta de luz, água, internet, telefone, alimentação, aluguel, escola, entre outras.

Depois, avalie as despesas que você consegue eliminar ou reduzir. Aqui, entram os gastos que não são tão necessários, como almoçar fora com frequência, comprar roupas e sapatos da moda, trocar de carro, comprar um celular novo e por aí vai…

Nessa etapa, você será capaz de descobrir o quanto de dinheiro está perdendo com coisas supérfluas. É por isso que é importante visualizar tudo isso, seja em uma folha de caderno ou em uma planilha no computador ou aplicativo de finanças.

Estabeleça metas de acordo com seu padrão de vida

Depois de passar pela etapa inicial, é bem provável que você identifique que está gastando muito mais do que deveria. Ou, pior do que isso, pode estar gastando mais do que ganha.

Para viver de renda, é necessário que seus ganhos no mês sejam maiores do que suas despesas básicas e que seu padrão de vida desejável. Se a conta não bater, você terá que voltar na primeira etapa e ver o que pode fazer para mudar essa realidade.

A palavra de ordem é sempre economizar. Por isso, reduza o tempo que você fica no banho, peça desconto na mensalidade da escola dos filhos, diminua o limite do cartão de crédito e contrate um plano de internet mais barato, por exemplo.

Está com dívidas no cartão de crédito ou cheque especial? Não empurre com a barriga. O melhor é pedir empréstimo online para quitá-las. Isso evita a cobrança abusiva de juros e multas.

O Bom Pra Crédito tem parceria com mais de 30 bancos. Dependendo do seu perfil financeiro, você poderá conseguir ofertas de empréstimo que cabem no seu bolso e vão te ajudar a colocar a vida em ordem.

Aprenda mais sobre educação financeira

Não existe fórmula mágica para viver de renda. A conta é bastante simples na verdade. Você precisa gastar menos do que ganha. Se existe um abismo entre você e essa atividade, vale a pena aprender mais sobre educação financeira.

Basta pesquisar na internet que você encontrará pessoas que compartilham tudo o que elas sabem de forma fácil, descontraída e, o que é melhor, de graça! Você vai descobrir que é possível viver de renda fazendo o que você gosta e usando seu dom. 

Os influenciadores digitais de finanças ensinam sobre como ter paciência e não abrir mão do que você gosta de fazer para ganhar dinheiro. O objetivo é te ensinar a fazer escolhas mais inteligentes. 

garoto de óculos e moletom azul e usando fones de ouvido, estuda com seu laptop

Leia mais: Renda Fixa: o que é e como você pode utilizar ao seu favor

Invista o que sobrar do seu dinheiro

Essa etapa acaba sendo uma consequência de tudo o que é falado sobre educação financeira. Você vai entender que existem diversos tipos de investimentos seguros mais rentáveis do que a poupança.

É importante que você entenda que não basta apenas trabalhar e guardar um pouco de dinheiro por mês para viver de renda. Na verdade, esse valor que sobra deve render, ou seja, aumentar em 1, 5, 10 ou 20 anos, por exemplo.

Os investimentos, seja no Tesouro Direto, Bolsa de Valores, CDB, entre outros, além de fazer o seu dinheiro render, servem para corrigir as perdas geradas pela inflação. Comece investindo pouco caso se sinta inseguro.

Com o passar do tempo, será natural se arriscar um pouco mais e diversificar sua atuação no mercado financeiro. Dessa forma, você terá mais condições de viver de renda no prazo que você estabelecer.

Tudo certo para dar o primeiro passo? Então volte lá na primeira etapa e comece agora mesmo e organizar sua vida financeira! Está com dívidas? Siga os conselhos da segunda etapa. O importante é dar o primeiro passo rumo à sua independência. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *