Reforma gastando pouco, com essas dicas ainda vai sobrar pro churrasco

Larissa Carvalho

| 4 minutos para ler

homem usando camiseta e boné azul parafusando uma placa de madeira

Resumo da matéria

  • Usar os mesmos revestimentos em toda a casa? Por que não?
  • Estude quais pontos da casa precisam ser impermeáveis
  • Não esconda e valorize as imperfeições estruturais
  • Reforma de moveis ou construção no estilo “faça você mesmo”
  • Para eletrodomésticos, móveis novos e louças, aposte no branco
  • Decore com vasos de plantas
  • Faça um planejamento
  • Mantenha a obra sempre limpa

Continua depois da publicidade

Usar o 13º pode ser uma boa opção para dar aquela geral na casa, sem apertar o orçamento

O final do ano costuma ser aquele momento propício para reformar a casa e corrigir ou mudar aquele cantinho que está precisando de atenção. Porém, junto com a tão esperada reforma, vêm os custos, afinal, é preciso comprar material e, em alguns casos, contratar mão de obra especializada.

Mas para quem não quer ou não pode gastar muito, a solução é pensar em alternativas mais baratas para deixar o ambiente diferente. Confira a lista abaixo com algumas dicas bacanas de como reformar e ainda poupar uma graninha. 

Usar os mesmos revestimentos em toda a casa? Por que não?

Não tem jeito: a boa e velha compra por atacado ou em maiores quantidades sempre vão ser mais vantajosas. Por isso,  não tenha medo de utilizar o mesmo revestimento em toda a casa.

Comprar mais quantidade de uma única vez, além de garantir a padronização de cores, também proporciona oportunidades de negociação com o vendedor. 

casal de homem e mulher pintando parede de tijolos de branco

Veja também: Reforma da cozinha: 11 dicas para não gastar muito com a sua

Quer um exemplo? Vamos lá!

Há uma grande diferença de valor entre os galões de tinta de 18 litros e os de 3,6 litros, por exemplo. Fazendo a conta direitinho, sai muito mais em conta comprar uma lata maior do que várias da menor. 

Ah! Outra dica importante ainda em relação às tintas, é a pigmentação. Tintas mais claras costumam ser mais baratas do que as mais escuras. Invista na claridade. 

Para os revestimentos de piso e parede, a dica também é válida. Especialmente para lugares pequenos, como apartamentos, por exemplo, pode ser uma boa ideia cobrir todo o chão com o mesmo material.

As exceções ficam por conta de áreas de serviço, banheiro e cozinha, que precisam de um tipo de piso impermeável. 

E lembre-se: não é porque é barato, que a qualidade precisa ser inferior. Pesquise produtos de qualidade e que não irão precisar de manutenção tão cedo. 

Estude quais pontos da casa precisam ser impermeáveis

Mesmo em áreas que necessitam de uma proteção contra a água, é possível economizar. Basta estudar direitinho cada local.

Um bom exemplo é a cozinha, que só precisa de revestimento em azulejo na parede de trás da pia. Já na lavanderia, dê preferência para azulejar a parede do tanque e no banheiro, a prioridade é o box. 

Para quem quer dar uma personalizada ainda maior no ambiente, a dica é investir em pastilhas e faixas para decoração de áreas molhadas.

]O valor costuma ser um pouco elevado, mas esse é um tipo de material que pode ser comprado em pouca quantidade. 

Não esconda e valorize as imperfeições estruturais 

Vigas, pilares expostos, canos de fiações e pisos sem revestimentos. Todos esses elementos estruturais podem ser utilizados como decoração, se valorizados.

A partir da exposição de todos esses elementos, é possível criar propostas de decoração ousadas, mas que dão um toque urbano ao ambiente. 

Desta forma, é possível enxergar no “feio” e no que está fora dos padrões estéticos, a beleza de um cantinho despojado e diferente, além de economizar um bom dinheiro por não precisar comprar materiais para cobrir essas “imperfeições”. 

Reforma de moveis ou construção no estilo “faça você mesmo”

Não é só a reforma de paredes ou revestimentos que fazem o ambiente mudar de cara. Os móveis também têm grande influência neste processo.

Acontece que peças planejadas ou desenhadas por arquitetos normalmente têm um custo muito elevado, então, uma ótima opção é a reforma ou personalização de objetos. 

Além de ser um processo criativo divertido, construir os próprios móveis é sempre uma maneira de economizar. Para isso, aporte na utilização de placas de MDF, madeira de demolição envernizada e até mesmo MDP.  

Para as prateleiras, por exemplo, vale investir em mãos-francesas de metal e estilizadas, que além de garantirem sustentação, vão proporcionar um bom apelo estético. 

Para eletrodomésticos, móveis novos e louças, aposte no branco

Alguns eletrodomésticos e móveis são essenciais para o bom funcionamento da casa, então, como não há para onde fugir, a dica é comprar o máximo de peças na cor branca, pois os produtos da chamada “linha branca” possuem um valor agregado menor e saem mais em conta. 

Decore com vasos de plantas 

O verde da natureza deve ser um dos principais aliados de quem quer aprimorar a decoração dos ambientes. Por isso, não tenha medo de espalhar vasos de plantas pela casa.

Pode não parecer, mas as folhagens e as flores têm o poder de ocupar espaços vazios, além de melhorar a acústica do ambiente. 

Gostou das dicas do Bom pra crédito? Agora é hora de tomar coragem, aproveitar o final do ano e começar a sua obra! Lembre-se de utilizar essas dicas a seu favor e entenda o que pode ou não funcionar na sua casa.  

Se mesmo assim o orçamento pesar ou se imprevistos aparecerem, lembre-se de que você pode contar com o Bom pra Crédito, caso precise de um empréstimo pessoal. Estamos sempre prontos para te ajudar a conquistar seus sonhos.

mulher sorrindo e sentado ao chão ao lado de uma escada e latas de tinta

Pode interessar: Empréstimo pessoal online para reforma de casa

Faça um planejamento

Conseguiu definir qual linha de decoração irá seguir e o que vai conseguir fazer por conta própria? Ótimo! Agora não se esqueça de planejar a sua obra. 

Defina um limite de gastos, crie um cronograma de reformas e caso seja necessário, escolha profissionais qualificados. Não se esqueça de que a pressa é inimiga da perfeição e não queira correr com os processos. 

Mantenha a obra sempre limpa

Para evitar gastos desnecessários com respingos e manchas, por exemplo, mantenha o local da obra sempre organizado e limpo.

Obra bagunçada é sinônimo de “Cadê o martelo?”, “Eu podia jurar que tinha comprado mais pregos”, “Alguém viu os parafusos que estavam aqui?”. 

Crie um lugar adequado para todas as ferramentas e acessórios que serão utilizados durante a reforma do seu espaço. 

Entre em contato com a nossa equipe, siga todas as etapas do processo de cadastro e nós iremos apresentar propostas de parcelas que cabem no seu bolso e orçamento. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *