Blog > Aprenda a negociar suas dívidas e pague menos juros
Empréstimo Pessoal - todas as financeiras num só lugar

Aprenda a negociar suas dívidas e pague menos juros

2018-06-19T10:20:49+00:00

Aprenda a negociar suas dívidas e pague menos juros

A taxa de juros no Brasil, mesmo com registro de queda nos últimos meses, é uma das altas do mundo. Especialistas acreditam que os altos índices de juros, especialmente no rotativo do cartão de crédito, é motivado pelo spread bancário, que é a diferença entre o custo do dinheiro para o banco e o quanto ele cobra para o consumidor. E com juros tão altos é muito importante que você aprenda a negociar seus débitos e assim pague menos juro.

Em meio à ansiedade, quem está endividado e não sabe a melhor maneira de negociar as dívidas, acaba optando por caminhos mais difíceis, como permanecer inadimplente ou pagar juros altos.

O problema é que, ao perceber a necessidade de uma ação urgente, quem está endividado pode acumular uma nova dívida, se não souber como realizar um planejamento financeiro para negociar as dívidas e pagar acordos em dia.

Ainda assim, é possível agir rápido e buscar boas alternativas para negociar as pendências, de modo que você pague menos juros e sair da crise financeira pessoal. Afinal, com dívidas pendentes, a sua saúde financeira e o seu bem-estar só pioram, e você corre o risco de não conseguir recuperar prejuízos.

 

Crédito rotativo: novas regras aumentam as chances de inadimplência

O cartão de crédito lidera o ranking de dívidas no Brasil. Com as novas regras para o crédito rotativo, que entraram em vigor no dia 1º de junho de 2018, a taxa do pagamento mínimo, que antes era de 15% do valor total da fatura para todos os consumidores, poderá ser escolhida pelo banco ou emissora do cartão de crédito, o que pode aumentar o endividamento dos brasileiros.

Com juros que podem chegar até 395% ao ano, em um período de 12 meses, uma dívida no valor R$ 1.000,00 custará quase R$ 4.000,00. Para evitar pagar juros no rotativo, só existe um caminho: quitar a dívida do cartão de crédito.

A seguir, o Bom Pra Crédito dá dicas de como negociar as suas dívidas e pagar juros mais baixos.

 

VEJA TAMBÉM  O que é o refinanciamento de empréstimo consignado

Evite os altos juros do rotativo do cartão.

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO PESSOAL

Taxas e parcelas que cabem no seu bolso!

 

Como andam as suas finanças?

Parece bobeira, mas muitos não sabem para onde vai o salário e têm a sensação de que, quando a situação financeira aperta, não sobra dinheiro para manter as contas em dia. É comum também não saber em que pé estão as dívidas, já que encarar o problema não é nada fácil.

Antes de buscar a negociação das suas dívidas, é necessário que você faça um diagnóstico financeiro, um check-list do seu bolso, para reduzir as chances de ter problemas para pagar o que foi negociado.

Vamos a um exercício simples e prático para organizar as finanças de uma vez por todas. Responda às seguintes perguntas:

  • Qual é o valor da minha renda fixa mensal? Se renda variável, qual é o valor mínimo que tem conseguido nos últimos três meses?
  • Quanto gasto com contas mensalmente, fixas, como aluguel, e variáveis (contas em geral)?
  • Quais são as minhas pequenas dívidas? Por exemplo: dívidas de cartões de lojas.
  • Quando estou fora de casa, quanto costumo gastar em média?
  • Qual é meu maior objetivo neste momento? Provavelmente, o de negociar e pagar dívidas, e isso deve ficar muito claro!

Depois de esclarecer quais são os principais compromissos com o seu valioso dinheiro, avalie quais são os gastos que podem ser reduzidos ou até cortados, para você ter um bolso menos apertado na hora de negociar suas dívidas.

É importante ficar ciente que, ao negociar uma dívida, você assume um compromisso, o de pagar o seu acordo em dia. Esclarecendo a sua situação financeira atual, você vai identificar quais são os principais problemas que impedem você de controlar o débito e ficar em dia com as finanças pessoais.

 

VEJA TAMBÉM  Dia dos Namorados: dicas para as compras pela internet

Pague menos juros: aprenda a negociar suas dívidas

Na maioria das vezes, as empresas oferecem duas opções de negociação com o cliente inadimplente: pagamento da dívida à vista com descontos ou parcelamento da dívida com juros.

No caso de pagamento à vista, geralmente, o cliente consegue pagar o valor da dívida inicial, sem acréscimo de juros ou com juros bem mais baixos que os atuais. É por isso que não há dúvidas de que a melhor opção na hora de negociar uma dívida é o pagamento total da pendência.

Para negociar suas dívidas e pagar menos juros, você pode solicitar um empréstimo pessoal com juros mais baixos e conseguir bons descontos na quitação da sua dívida!

O empréstimo pessoal é uma escolha inteligente não só para quem está buscando soluções para pagar dívidas, como também para organizar a vida financeira em poucos dias.

No Bom Pra Crédito, você aumenta as suas chances de conseguir um empréstimo mais barato, porque consultamos as melhores opções de empréstimo disponíveis em nossos parceiros.

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO PESSOAL

 

💡Que tal ler outros posts relacionados que separamos para você? Confira aqui:

 

✉️ Gostou do post? Então compartilhe com seus amigos e aproveite para se inscrever na nossa newsletter e receber as novidades diretamente no seu e-mail. 😉