Fraude: O que é, prevenção, tipos e como denunciar

Larissa Civita

| 11 minutos para ler

Fraude O que é, prevenção, tipos e como denunciar

Continua depois da publicidade

A fraude é um dos crimes mais comuns cometidos atualmente, é baseada em uma mentira ou na ocultação de informações, a fim de enganar alguém, que pode ser o governo, uma empresa ou uma pessoa comum. 

Este tipo de golpe geralmente está relacionado a questões financeiras, mas também pode ser de identidade ou de documentos. A pessoa que comete quer obter ganhos pessoais ou para uma determinada organização.

Existem muitos tipos e formas diferentes de fraude, principalmente no segmento financeiro. Infelizmente, no mercado de empréstimo, existem aqueles que buscam se aproveitar das pessoas, usando o nome de uma instituição de respeito e oferecendo créditos em troca de um depósito antecipado. Mas, este tipo de prática é ilegal e uma fraude!

Saiba mais no artigo a seguir!

Fraude

Imagine a seguinte situação: você precisa de um empréstimo, mas antes que a “financeira” libere a quantia acordada, ela pede para que você deposite um determinado valor. Tenha muito cuidado, porque isso se configura como golpe.

Nenhuma instituição pode exigir o recebimento de qualquer quantia prévia, pois isso não está em conformidade com a lei. Muitos utilizam essa prática chamando de “seguro fiança”, mas já que não há fiador, não é correto. Além disso, alegam que o score pode ser aumentado e que o valor antecipado é para “custos de cartório”. O que não falta é criatividade para enganar a vítima!

A fraude muitas vezes tem a aparência de estar em conformidade, mas os estelionatários sempre deixam algo escapar. Por isso, é preciso estar atento. Se desconfiar de algo em qualquer ação, não conclua a transação.

Crimes de Fraude

Existem diversos crimes de fraude circulando no mercado, que podem estar relacionados a documentos, internet, financeiro, identidade, etc. Existem leis específicas que legislam sobre cada uma delas. Uma pessoa pega cometendo fraude está sujeita ao pagamento de multa e prisão.

De acordo com o Serasa, a cada 16 segundos ocorre uma tentativa de fraude no Brasil, e os segmentos mais afetados são: Telefonia, Serviços, Bancos e Financeiras e Varejo

Tipos de Fraude

O ato fraudulento é todo aquele que por meio de má-fé há o roubo financeiro, de identidade ou documental.

Tipos de Fraude

É inegável que a dependência da tecnologia trouxe muitas facilidades para a população, mas também expôs as pessoas a determinadas fraudes. Portanto, vamos ver os principais tipos de fraude que são comuns no Brasil, para que você saiba melhor como evitá-las.

No Brasil, as fraudes mais comuns são:

  • Boletos falsos: criminosos trocam os boletos verdadeiros por falsos ou usam sites de fachada para enganar as vítimas;
  • Roubos de dados em sites falsos: são criadas réplicas de sites confiáveis para roubar dados;
  • Compra de linha telefônica: os bandidos compram linhas telefônicas em nome das vítimas;
  • Abertura de empresas: bandidos usam os nomes das vítimas para abrir empresas;
  • Pedidos de empréstimos com nomes falsos: o bandido usa o seu CPF para pedir um empréstimo. Você fica com o nome negativado enquanto ele fica com o dinheiro.

Fraudes da Internet

Fraudes da Internet

O desenvolvimento tecnológico fez com que as pessoas transferissem suas relações pessoais, profissionais e financeiras para o mundo virtual. Esta mudança levou os estelionatários a aplicarem seus golpes fraudulentos na internet. Esses golpes podem ser explícitos ou podem aparecer disfarçados. Fique atento:

  • E-mails com arquivos suspeitos não devem ser abertos;
  • Evite clicar em pop-ups que surgem na tela; 
  • Preste atenção no endereço da URL e observe se é do site que quer acessar;
  • Passe o mouse por cima do link para saber o direcionamento do clique.

Muitos desses cliques podem levar a fraudes eletrônicas, principalmente se a pessoa precisa digitar seus dados pessoais, bancários e senha. 

Uma dica importante dada por especialistas é pesquisar também em sites de reclamação de serviços, como por exemplo o Reclame Aqui, e acessar os endereços diretamente no navegador e não por meio de ofertas vindas por e-mail, exceto aquelas referentes a sites em que houve um cadastro prévio e que o usuário já tenha confiança.

Algumas das fraudes mais comuns na internet são:

  • Intimação do Imposto de Renda, para atualizar dados cadastrais;
  • Falsos produtos, como kits para mulheres, no dia internacional da mulher;
  • Golpe do falso emprego: recolhe informações com a promessa de um emprego que não existe;
  • Isenção do IPVA;
  • Golpe do 14° salário na Caixa;
  • Catfishing: quando uma pessoa se passa por outra pessoa para enganar a vítima de forma emocional.

Todas estas fraudes tem um ponto em comum: elas fazem a promessa de algo muito positivo para se aproveitar das vítimas. Por isso, sempre que a oferta for muito boa, desconfie.

Golpe de WhatsApp

Golpe de WhatsApp

Na esteira dos golpes virtuais também estão as fraudes que são aplicadas por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp. Os fraudadores fazem milhões de vítimas em todo o canto do mundo, e não é diferente no Brasil, que concentra grande parte dos usuários.

Os spams (mensagens falsas) podem aparecer disfarçados como:

  • Memes
  • Correntes de mensagens
  • Distribuição de brindes e promoções
  • Boatos/fake news. 

Para atrair as pessoas a caírem nos golpes no WhatsApp, eles utilizam geralmente o nome e foto de perfil de marcas de prestígio no mercado. Fique sempre alerta a essas informações e cheque se são compatíveis com a comunicação do site oficial. 

Fique atento: o Bom Pra Crédito não entra em contato com quem nunca se cadastrou em seu site. Se receber algum contato alegando isso, desconfie e denuncie!

Golpe de Empréstimo

Golpe de Empréstimo

Os golpes de empréstimo têm uma estrutura que funciona da mesma forma há muito tempo: promessa de taxas de juros baixas, principalmente para clientes negativados que geralmente não encontram crédito facilmente.

Depois de atrair a pessoa para pedir um empréstimo, eles pedem em troca a antecipação de um valor para concluir a solicitação. Esta é uma das principais formas de identificar um golpe.

Por isso, é fundamental fazer uma pesquisa sobre a reputação da empresa, olhando suas mídias sociais, site, razão social, CNPJ, endereço, etc.

Busque todas as informações possíveis na internet para se certificar que aquela empresa realmente existe e se a pessoa que você está em contato realmente trabalha nela, pois há muitas pessoas de má fé utilizando informações reais de empresas para aplicar golpe.

Para fazer uma consulta mais profunda você pode consultar o site da Receita Federal para avaliar se a empresa está ativa, digitando o CNPJ no campo indicado. Além disso, o site do Banco Central tem uma lista com todas as empresas que podem prestar este tipo de serviço.

Depósito Antecipado para Empréstimo

A solicitação de depósito antecipado é a situação de fraude mais comum no segmento financeiro. Em qualquer tipo de empréstimo, não é preciso pagar nenhum valor antecipado. Essa prática é totalmente ilegal.

Nunca pague nenhum valor antecipado, pois além de perder seu dinheiro, você nunca conseguirá o empréstimo prometido, já que quem o prometeu não é uma empresa real, mas criminosos tentando te enganar.

É importante ressaltar que o Bom Pra Crédito presta um serviço 100% gratuito e jamais pedirá qualquer tipo de depósito antecipado para te ajudar a encontrar um empréstimo. Então, fique atento! Quanto mais você souber sobre o assunto, mais seguro estará.

Caí numa Fraude. E agora?

Caí numa Fraude. E agora

Essa é uma pergunta muito pertinente. E se acontecer? Calma! Existem caminhos a serem tomados para resolver a questão. Se a fraude for de cunho financeiro, não houver reconhecimento da cobrança, procure a instituição financeira para realizar o procedimento de cancelamento. O mesmo se for uma companhia de telefone ou loja.

Se a empresa não cooperar ou não reconhecer a ilegalidade da operação, não é o fim da linha. O consumidor pode entrar na justiça por meio de uma ação de declaração de inexistência do débito. O melhor a ser feito é um acordo extrajudicial, mas se o consumidor se sentir lesado, ele pode pedir reparação de danos morais.

Infelizmente, há muitas pessoas de má fé que tentam se passar pelo Bom Pra Crédito para enganar nossos clientes. Fique atento! Se tiver qualquer dúvida, entre em contato com a gente pelo nosso e-mail atendimento@bompracredito.com.br ou por mensagem pelas nossas mídias sociais oficiais: Facebook, Instagram,Twitter ou Youtube.

Atenção: evite colocar seus dados pessoais (telefone, CPF, etc) em comentários públicos. Se precisar nos mandar este tipo de mensagem, nos envie no privado e se certifique que está no perfil oficial e verificado, combinado?

Meu CPF foi fraudado. O que fazer?

O furto e o uso do número do CPF é uma das fraudes de identidade mais comuns aplicadas no Brasil. Para ter certeza que ele está regular, o melhor é consultá-lo com regularidade. A consulta do CPF pode ser feita por meio de sites do governo, tudo de maneira fácil e grátis.

Assim, é possível estar mais atento com o que está sendo feito com ele e se resguardar de qualquer golpe. Contudo, se acontecer o roubo do número do CPF, o mais adequado é procurar as instituições financeiras para solicitar o cancelamento da cobrança e procurar o órgão governamental responsável para entrar com uma queixa.

É importante não dar o número de seu CPF para qualquer um, muitas vezes eles são solicitados sem que haja a real necessidade. Além disso, evite confirmar dados pelo telefone porque é muito fácil ser gravado. O mesmo cuidado deve ser feito com e-mails ou SMS que solicitam dados pessoais.

Quando digitar o número do CPF ou de outros documentos em maquininhas dentro de lojas, tenha o cuidado em ocultar o campo de visão das pessoas que estejam próximas.

Como denunciar golpes na internet?

Se você foi vítima de um golpe ou de uma transação suspeita na internet não é preciso ter pânico. Mas, ao mesmo tempo, é importante agir o mais rápido possível de modo a recuperar o que foi perdido. Para resolver o problema rapidamente, siga este passo a passo:

  1. Registre a reclamação no site em que ocorreu o golpe;
  2. Recolha todos os documentos, registros, protocolos e entre em contato com a empresa;
  3. Registre o que ocorreu no site do Procon ou do Ministério da Justiça;
  4. Também é uma boa dica registrar a fraude em sites de consumidores, como o Reclame Aqui;
  5. Se a fraude for diretamente na conta bancária ou no cartão, entre em contato com o banco, para que ele possa cancelar as transações. Além disso, registre um Boletim de Ocorrência na Delegacia ou na Delegacia Eletrônica;
  6. Para evitar problemas, é importante manter o antivírus atualizado.
  7. Fique atento à prática de phishing. Este é um golpe extremamente comum na internet em que os criminosos entram em contato para pedir informações, se passando por alguma instituição. Jamais entregue as suas informações por telefone ou e-mail, pois as instituições não vão pedir. Caso tenha algum problema, vá a agência;
  8. Confira com frequência o extrato bancário. Caso tenha alguma compra ou transação que você não reconhece, é importante agir imediatamente.

Boletim de Ocorrência Contra Fraude

Caso sofra alguma fraude, é preciso, basicamente, realizar duas ações.

A primeira, é juntar todas as provas, visto que esta é uma forte recomendação dos advogados especializados no assunto. É fundamental ter todos os documentos que comprovem que foi cometido um ato ilegal. Estes documentos incluem certos comprovantes oficiais, como recibos e certificados de depósitos, e também provas “informais”. Alguns exemplos são conversas por aplicativos, redes sociais ou trocas de e-mails.

O segundo passo, após recolher uma quantidade de documentos e provas suficientes, é procurar uma delegacia para fazer o BO. Hoje em dia, é possível fazer o boletim online, nas delegacias virtuais de cada Estado, por exemplo, no site da Polícia Civil de São Paulo.

Para fazer o BO é bem simples: basta acessar o site acima ou de sua cidade e seguir as orientações, respondendo a todas as perguntas feitas durante o processo. No caso de fraudes, é preciso selecionar a opção furto.

Mas, atenção: se a fraude ocorreu pela internet, não é possível fazer este registro online. Segundo o FAQ da Polícia Civil de São Paulo, este BO deve ser feito em uma delegacia convencional.

Também é necessário registrar a fraude no Procon, além de entrar com uma ação no Juizado Especial Cível. Neste caso, a causa precisa ser de até 40 salários mínimos.

Denúncia de Fraude pela Internet

Denúncia de Fraude pela Internet

O Phishing Scam é um dos golpes mais comuns na internet. Explicando com um pouco mais de detalhes, eles podem ocorrer através do uso de páginas falsas que copiam, com muita precisão, as páginas de instituições que os usuários confiam e costumam inserir os dados pessoais.

Essas páginas são bem parecidas com as originais, porém, existem alguns métodos para detectá-las: sempre existe algum erro de português, e os links apontam para algum lugar estranho.

Mas, caso ocorra uma desatenção, o golpe induz o usuário a colocar os dados pessoais ou a instalar algum programa-espião que também capturam esses dados.

No Brasil, a principal forma como este golpe acontece é por meio das mensagens de e-mail que contém links e anexos. Por isso, é tão importante verificar para onde o link leva, antes de clicar.

São inúmeras iscas que os golpistas usam para fazer o usuário clicar, como cartões virtuais, comunicações de instituições financeiras, alertas do Serasa e diversos outros. Portanto, fique atento às origens e aos destinos, e evite clicar em algo que não conhece. Se recebeu alguma comunicação, desconfie e entre pela página que normalmente entra.

O que fazer

Caso tenha sido vítima de fraudes na internet, e se forneceu informações confidenciais da conta bancária ou do cartão de crédito, neste caso, o primeiro passo é entrar em contato imediatamente com a operadora de cartão ou com o banco para registrar a fraude. Normalmente, o procedimento irá ser cancelar o cartão para solicitar outro e trocar as senhas. 

Porém, se você desconfia que instalou algum programa espião no seu computador em algum momento, é possível resolver o problema da seguinte forma:

  • Instale ou atualize os antivírus, limpando a máquina de qualquer arquivo suspeito;
  • Faça uma verificação completa no PC;
  • Instale ou atualize o Firewall;
  • Mude as senhas, não somente de transações financeiras, mas de serviços eletrônicos, e-mail, etc;
  • Caso queira resolver o problema de vez, você pode formatar o sistema.

Prevenção à Fraude

  • Tenha sempre softwares de proteção instalados e atualizados;
  • Tenha senhas fortes e difíceis de serem descobertas. Procure usar uma mistura de caracteres com letras, números e símbolos;
  • Não interaja com e-mails ou outro tipo de comunicação suspeita que solicita seus dados pessoais;
  • Verifique se o domínio do e-mail está correto. Para identificá-lo, analise o que está escrito após o “@”. Os e-mails do Bom Pra Crédito terminam com @bompracredito.com.br;
  • Mantenha o bloqueador de pop-ups sempre ativado;
  • Baixe arquivos apenas de sites confiáveis;
  • Ative a função de alertas de transação do seu banco. Assim, você recebe um SMS ou um e-mail sempre que for feita uma compra;
  • Deixe claro para o banco detalhes da sua viagem, como o destino e a duração;
  • Confira seu extrato com frequência e guarde sempre os recibos;
  • Garanta que seu cartão esteja sempre em sua posse;
  • Evite publicar os seus dados pessoais em comentários na internet;
  • Use apps para guardar as suas senhas como o Keychain, LastPass e Dashlane;
  • Evite entrar em páginas de conteúdo mais delicado, como bancos, em redes ou computadores públicos; 
  • Quando for entrar em algum site que precise digitar seus dados pessoais, entre por uma aba anônima.
  • Use o cartão virtual sempre que possível. Este é gerado pelo banco apenas para uma compra, sendo impossível de ser clonado;
  • Muitos “testes gratuitos” pedem o cartão de crédito. Tome cuidado e use apenas os confiáveis;

Conclusão

Infelizmente, existem muitas pessoas maliciosas que abusam dos outros para ganho próprio, por isso, os golpes com empréstimo são bem comuns.

Portanto, cuidado com quem você se relaciona, principalmente na internet. Faça uma busca no google com os dados de quem está conversando e se certifique que a pessoa ou empresa realmente existem e cumprem todas as leis do nosso país.

É importante ressaltar que o Bom pra Crédito presta um serviço 100% gratuito e não cobra nenhum tipo de depósito antecipado, pois isso é uma prática ilegal.

Se em algum momento houver solicitação de depósito, não o faça. Certamente é alguém tentando se passar pela empresa para te aplicar um golpe. Encerre a conversa e entre em contato com os canais oficiais da empresa e denuncie a prática.

Nossos principais meios de comunicação são:

Caso entre em contato por meio das nossas mídias sociais, garanta que a conta é verificada e evite publicar seus dados pessoais em comentários. Nos mande uma mensagem privada.

Para entender mais e evitar outro tipo de fraude bem comum, confira o nosso artigo completo sobre empréstimos com agiotas e porque isto é uma péssima ideia.