Mercado de crédito no Brasil, como ele funciona

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

jovem de terno e óculos sentado a uma mesa segurando um cartão de crédito com a mão esquerda

Continua depois da publicidade

Com certeza, você já participa desse mercado de várias formas. Mas, depois de ler este artigo, vai aprender a tirar o melhor proveito dele

No contexto financeiro, algumas palavras podem nos assustar. No entanto, quando a gente aprende o que significa cada termo, é comum notarmos que as coisas são mais simples do que imaginávamos. Um dos universos que envolve finanças é o mercado de crédito. Você já ouviu falar sobre ele? Descubra agora o que ele significa e como ele funciona.

O que é mercado de crédito?

O mercado de crédito é um sistema que é movimentado por bancos e outras financeiras.  Essas instituições oferecem empréstimos, financiamentos, entre outros serviços para empresas ou pessoas físicas. 

Isso significa que, para existir, o mercado de crédito depende de quem concede e pede crédito.

Em outras palavras, ele deve contar com o credor e o devedor. Muitas pessoas acreditam que ele envolve apenas operações mais complexas, como a de ações.

No entanto, essa é apenas uma das diversas áreas de sua atuação. Para você ter uma ideia, ele abrange, desde o empréstimo que você faz em um banco até investimentos que envolvem relações de diversos países. 

duas pessoas sentadas uma de frente para outra sendo uma delas assinando um contrato e a outra apontando para o mesmo

Leia mais: Mercado de crédito explora novos nichos

O que mantém o mercado de crédito ativo?

O dinheiro que circula no mercado de crédito só existe porque as instituições financeiras captam recursos de seus clientes e emprestam para pessoas físicas ou empresas.

Para te ajudar a entender, vamos usar exemplo do dinheiro que você tem na poupança.

Aquele valor que aparece no seu saldo não fica guardado esperando pelo momento de você retirar.

Na verdade, os bancos usam no empréstimo. O mesmo vale para investimentos no Tesouro Direto, por exemplo.

Nesse caso, o governo usa o dinheiro que você investir para fazer outras operações financeiras e te devolve com juros.

É importante que você saiba que tudo é devidamente controlado e fiscalizado pelo Banco Central.

Isso significa que seu dinheiro não vai desaparecer tão facilmente. Até porque isso também não é interessante para os bancos, que precisam de operações de crédito para conseguirem lucro. 

Quais são as principais atividades do mercado de crédito?

Você participa do mercado de crédito quando realiza diversas operações financeiras. Isso serve para o financiamento do seu carro, parcelamento de dívidas de cartão de crédito e uso de limite do cheque especial, por exemplo.

Nesse contexto, as principais atividades que ocorrem no mercado de crédito variam de acordo com a modalidade de serviços.

Dessa forma, as possibilidades de crédito para pessoas físicas abrangem o cheque especial, empréstimo pessoal e cartão de crédito.

Além disso, elas incluem crédito consignado, financiamentos, leasing, adiantamento de décimo terceiro salário, entre outros.

Investimentos em ações, no Tesouro Direto, entre outras fontes, também fazem parte do mercado de crédito.

No caso de pessoa jurídica, o mercado de crédito é movimentado pelo crédito para projetos, crédito para capital de giro, empréstimos para criação de negócios e startups, empréstimo para microempreendedor, crédito rural, entre outros.

Quais são os altos e baixos do mercado de crédito?

Toda essa diversidade de créditos é de extrema importância para a economia do país. No entanto, ao mesmo tempo em que o mercado de crédito impulsiona o sistema econômico, ele pode gerar alguns problemas.

O primeiro deles diz respeito às altas taxas de juros decorrentes do aumento da inflação. Isso pode provocar uma queda na procura por empréstimos, além de aumentar os riscos de inadimplências.

Mas, cuidado! As taxas de juros em si não são inimigas do no mercado de crédito.

Na verdade, são elas servem como termômetro para a economia. Quando elas estão altas demais, nosso poder de consumo diminui, o que é ruim para todo mundo. 

Quais são os produtos de menor e maior risco do mercado de crédito?

Os produtos de menor risco, ou seja, que oferecem pouca possibilidade de perda de dinheiro, são os títulos públicos.

Se você investir em Tesouro Direto, por exemplo, a probabilidade de o governo não devolver seu dinheiro é, praticamente, zero.

Por ter um menor risco, esses produtos do mercado de crédito costumam ter taxas de juros mais baixas.

Isso significa que, quanto menor for o risco, menores são as possibilidades de rentabilização. 

Já o mercado de crédito corporativo tem um risco maior. Nesse caso, seu dinheiro pode render mais. No entanto, se a empresa da qual você comprou ações quebra, por exemplo, você pode perder tudo o que investiu. 

pessoa de camisa branca usando calculadora enquanto analisa dados em uma folha sulfite

Leia mais: Cartão de crédito ainda vale a pena?

Como aproveitar melhor o mercado de crédito?

Como você viu, o mercado de crédito é bem complexo e conta com diversas áreas de atuação. Vamos falar sobre duas situações bem comuns de participação nesse mercado: empréstimo e investimento.

Em relação ao empréstimo, se você for contratar esse serviço, é preciso ter alguns cuidados básicos. Analise o Custo Efetivo Total da dívida para saber exatamente o preço de cada componente das parcelas.

O valor das taxas e encargos varia de banco para banco. Por isso, antes de assinar o contrato, faça uma boa cotação. O ideal, nesse caso, é pedir empréstimo online.

O Bom Pra Crédito tem parceria com mais de 30 instituições financeiras.

Isso facilita bastante na busca por condições de pagamentos e parcelas que estejam de acordo com seu perfil financeiro e cabem no seu bolso. Pode ficar tranquilo!

Nossos serviços online são muito seguros e seus dados ficarão protegidos.

Agora, vamos falar sobre como aproveitar melhor o mercado de crédito investindo dinheiro. Definitivamente, a poupança não é uma boa alternativa se você deseja que seu dinheiro renda.

Existem opções bem mais rentáveis, como o Tesouro Direto, que a gente já mencionou.

Com 40 reais por mês, você pode fazer um bom plano de investimento. Conforme você for pegando o jeito, pode ir se arriscando cada vez mais e investir em outros produtos.

Viu só? Você pode participar do mercado de crédito de diversas maneiras. É muito importante manter um bom planejamento e estudar educação financeira, seja para lidar com as despesas de sua casa, abrir um negócio ou comprar algum bem. 

Aproveite para acompanhar nosso blog e se aprofundar melhor em conhecimentos sobre vida financeira.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *