Blog > Conheça as principais causas da inadimplência e fique longe delas
Empréstimo Pessoal - todas as financeiras num só lugar

Conheça as principais causas da inadimplência e fique longe delas

Conheça as principais causas da inadimplência e fique longe delas

O número de inadimplentes no Brasil vem crescendo: somente no primeiro trimestre de 2018, mais de 62 milhões brasileiros estão com contas atrasadas, de acordo com levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SP Brasil).

O aumento do desemprego e a queda de renda são alguns dos motivos que colaboram para o crescimento da inadimplência no país. No entanto, existem outros motivos que podem contribuir para isso.

A seguir, confira quais são as principais causas da inadimplência e como ficar longe das temidas dívidas.

 

Gastar sem limites

Consumir como se não houvesse amanhã pode arruinar a sua vida financeira em pouco tempo. Sair comprando tudo que vê pela frente sem nenhum planejamento é um caminho para ficar no vermelho.

Quem não tem costume de controlar os gastos, pode se deparar com uma surpresa no final do mês: fatura do cartão de crédito com valor nas alturas, parcelamentos e mais parcelamentos e até mesmo usar o cheque especial porque já não tem mais dinheiro.

Calma, ainda há tempo de evitar que tudo vire uma bola de neve!

 

O que fazer?

Muitas vezes, os gastos descontrolados são motivados por situações de ansiedade ou estresse, como saída para amenizar esses sentimentos. Se esse for o seu caso, procure ajuda de um profissional antes que a sua situação financeira se agrave.

Agora, se os gastos sem limites acontecem porque você tem o costume de comprar sem fazer planejamentos, ou seja, não sabe se pode ou não consumir o que deseja, está na hora de começar a controlar os seus gastos e refletir sobre o consumo desenfreado que vem acontecendo.

 

Precisando de dinheiro para organizar as finanças?

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO

Encontre as taxas justas!

 

Não controlar as suas finanças

Você sabe o quanto ganha e o quanto costuma gastar mensalmente? Ter o controle das suas finanças é essencial para não se endividar futuramente. Só assim você consegue saber o quanto pode gastar para não ficar endividado.

Quem está acostumado a acompanhar os gastos, consegue encontrar caminhos para diminuir as despesas e manter o bolso equilibrado.

Portanto, se você ainda não teve nenhum problema, não conte apenas com a sorte: controlar as suas finanças é a única maneira de saber como anda o seu bolso.

 

O que fazer?

O controle financeiro pode ser feito por meio de uma planilha de gastos ou até mesmo em um caderno.

Não conte apenas com a memória: anote as suas receitas e despesas na planilha ou caderno e não se esqueça de incluir os pequenos gastos.

Se possível, acompanhe seus gastos diariamente para saber se está gastando mais do que o seu bolso permite.

Faça um balanço financeiro e diminua os gastos desnecessários para ficar sempre no azul. Fique atento aos sinais de que você está perdendo o controle financeiro.

 

Usar o cartão de crédito sem controle

Há quem diga que o cartão de crédito é o vilão do bolso dos brasileiros. Isso porque o crédito rotativo lidera o ranking dos juros mais altos no mercado.

O crédito rotativo é acionado quando o cliente faz o pagamento mínimo ou pagamento no valor menor que o total da fatura do cartão.

Embora o banco ou administradora do cartão ofereça um parcelamento da dívida do cartão depois, você terá que desembolsar muito dinheiro para isso. Então, a melhor maneira de evitar o problema é usar o cartão de crédito a seu favor.

 

O que fazer?

Para não ter problemas com o cartão de crédito, o controle dos gastos com o cartão é indispensável, inclusive, em relação às compras parceladas.

Estipule um valor que poderá ser gasto com o cartão sem que o seu orçamento mensal seja prejudicado. Assim, você dificilmente terá problemas em pagar o seu cartão de crédito.

Se você já está com dívidas ou não tem dinheiro para pagar a fatura que chegou e não quer ficar inadimplente, considere um empréstimo pessoal para quitar dívidas do seu cartão de crédito.

 

Usar o limite do cheque especial

Quem usa o cheque especial como parte da renda pode estar prestes a entrar para a lista dos inadimplentes.

O serviço oferecido aos correntistas funciona como um empréstimo automático e, por esse motivo, tem juros altíssimos.

A dívida do cheque especial cresce em pouco tempo, porque não basta cobrir o saldo negativo do banco.

É preciso também ter mais dinheiro para não entrar em um círculo vicioso. O que parece uma facilidade, pode se transformar em uma armadilha e arruinar a sua vida financeira.

 

O que fazer?

Você já usou ou usa o cheque especial? Cuidado! O dinheiro é do banco e não seu!

Se por algum motivo você precisa de dinheiro, prefira uma modalidade de crédito mais barata, como o empréstimo pessoal, pois ele pode ter até 50% menos juros que o cartão de crédito e cheque especial.

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO

Agora, se o descontrole financeiro já bateu à sua porta e você não tem como pagar a dívida do cheque especial, o Bom Pra Crédito dá dicas de como sair do cheque especial

Depois de regularizar a sua situação, você pode optar pelo cancelamento do serviço.

 

Não ter uma reserva financeira

Imprevistos financeiros podem acontecer, não é mesmo? E você, está preparado para as situações emergenciais?

Não ter uma reserva financeira e recorrer a linhas de crédito como cartão de crédito ou cheque especial pode atrapalhar a sua saúde financeira.

Você pode precisar de mais dinheiro a qualquer momento, e uma boa reserva financeira funciona como um verdadeiro “salva-vidas”.

O dinheiro guardado afasta as chances de você se endividar. Nos momentos mais complicados, mantenha a calma e não aja sem pensar.

 

O que fazer?

Para evitar uma possível inadimplência no futuro, comece hoje mesmo a reservar dinheiro para emergências.

Você pode começar com uma pequena quantia e ir aumentando o valor aos poucos. Mas se você precisar de dinheiro e não ter uma reserva financeira, não recorra ao cartão de crédito ou cheque especial para ter mais dinheiro.

Os juros altos dessas modalidades de crédito (rotativo e cheque especial) pode fazer com que você contraia dívidas rapidamente. Conheça alternativas ao cartão de crédito ou cheque especial.

 

Crédito para você na hora que você precisa:

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO

 

By | 2018-04-16T16:14:41-03:00 16 de abril de 2018|