Financiamento estudantil: como realizar o sonho da graduação?

Larissa Civita

| 3 minutos para ler

biblioteca com escada central de madeira

Continua depois da publicidade

Quais são as possibilidades para você fazer o curso que deseja

Escolher a profissão é apenas uma das etapas de um longa jornada pela frente.

É preciso avaliar quais são as universidades públicas e privadas que oferecem o curso que você pretende fazer.

Em muitos casos, não é possível arcarmos com certas despedas, mas o financiamento estudantil pode nos ajudar com isso!

A concorrência pelo ensino gratuito é uma realidade no Brasil. Alguns cursos chegam a ter mais de 100 candidatos por vaga.

E isso significa que você deve pensar em um plano B que, nesse caso, é a universidade privada.

Ainda assim, há mais uma coisa a se pensar. Estamos falando das despesas que incluem pagamento de mensalidade, transporte, compra de livros, entre outros gastos típicos de estudantes.

Dependendo da graduação, pode ser que as aulas sejam ofertadas em período integral. Isso já exclui a possibilidade de conseguir um trabalho para pagar as mensalidades.

O que fazer? Esperar alguns anos até conseguir o dinheiro?

E se a gente te disser que é possível fazer um financiamento estudantil?

Saiba mais sobre ele e descubra que é possível realizar o seu sonho mais cedo do que você imagina.

garota animada com os resultados do seu financiamento estudantil

Leia mais: Empréstimo para MEI: Descubra como fazer – Simule Aqui

O que é financiamento estudantil?

O financiamento estudantil é um tipo de empréstimo que o banco libera para que você consiga pagar um projeto que, nesse caso, é a sua faculdade.

A instituição poderá liberar o valor total ou parcial do seu curso. Existem duas modalidades de financiamento estudantil: a pública e a privada. 

Financiamento estudantil público

Diz respeito ao financiamento emitido pelo governo federal administrado pelo Ministério da Educação.

Conhecido como FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) ele é voltado para estudantes de faculdades particulares. 

Para solicitar o FIES, é preciso ter feito o ENEM, já que a nota da prova faz parte do processo de seleção.

Além disso, a liberação do financiamento é voltada para  estudantes cuja renda familiar, dependendo do caso, é de até 3 ou 5 salários mínimos.

Basicamente, o FIES funciona da seguinte maneira: você paga as despesas da faculdade com o recursos do governo e, depois que terminar o curso, passa a devolver o dinheiro, dividido em parcelas. 

Financiamento estudantil privado

O financiamento estudantil privado é um tipo de empréstimo pessoal oferecido pelos bancos ou financeiras.

Nesse caso, a instituição arca com as despesas dos seus estudos.

O dinheiro tem que ser devolvido até o fim do curso, ou seja, as condições são diferentes das do FIES. 

Dependendo da renda familiar, o financiamento pode ser liberado de forma parcial ou integral. Grande parte dos bancos oferece até 100% do valor para faculdades com as quais possuem parceria.

Como solicitar financiamento estudantil privado?

Um dos programas do financiamento estudantil privado é o Pravaler. Você poderá solicitar para pagar as despesas de cursos de graduação, pós-graduação, MBA e cursos técnicos. 

Mas, para isso, é preciso que os bancos tenham parceria com o programa. Confira os passos que você deve seguir para obter esse tipo de empréstimo.

Encontre uma faculdade conveniada: Pesquise quais são as faculdades que oferecem o curso que você deseja e descubra se elas possuem parceria com o programa de financiamento.

Comprove sua renda: A renda mínima deve ser duas vezes e meia o valor da mensalidade. Nesse caso, vamos supor que a prestação da faculdade seja de R$ 500,00.

Para conseguir o financiamento estudantil, você deve ter renda de R$ 1.250,00.

E se eu não tiver renda? Nesse caso, seu pai, mãe ou qualquer pessoa que aceite te ajudar poderá garantir o financiamento. 

Verifique se seu nome não está sujo: Você ou a pessoa que te ajudará a obter o empréstimo devem estar com o nome limpo.

Isso significa que não deve haver inscrição no SPC ou Serasa. 

grupo de jovens estudando sobre financiamento estudantil

Leia mais: Fraude: O que é, prevenção, tipos e como denunciar

E se eu não conseguir nenhum desses financiamentos?

Se você não conseguir o FIES ou o Pravaler, não há motivos para se entristecer ou adiar os planos.

Uma ótima alternativa é fazer um empréstimo online. O Bom Pra Crédito possui parceria com mais de 30 instituições bancárias no Brasil.

Isso significa que as chances de conseguir um banco para conseguir o financiamento estudantil aumentam consideravelmente.

Basta entrar na plataforma do Bom Pra Crédito, preencher o formulário com os dados solicitados e aguardar poucos minutos.

Dependendo do seu perfil financeiro, uma lista de financeiras oferecerá as melhores condições, taxas de juros e opções de parcelamento.

Lembre-se de que esse empréstimo é, na verdade, um investimento para que você colha no futuro os frutos da profissão que você escolher. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *