Blog > Dívida no Cartão de Crédito… Caia fora dessa!
Empréstimo Pessoal - todas as financeiras num só lugar

Dívida no Cartão de Crédito… Caia fora dessa!

Dívida no Cartão de Crédito: caia fora dessa!

Dívida no Cartão de Crédito: caia fora dessa!

 

Aí chegou a fatura do cartão e você não tem dinheiro para pagar… Você acaba de entrar no chamado Crédito Rotativo e assumiu uma dívida no cartão de crédito!

Como sair do rotativo (dívida no cartão de crédito)?

O fim do mês chega, você fica sem dinheiro e acaba gastando mais do que deveria no cartão de crédito. E aí, quando a fatura do seu cartão de crédito chega, você está sem dinheiro e acaba tendo que fazer o pagamento mínimo do seu cartão de crédito.

Quem nunca passou por essa situação?

Fazer o pagamento mínimo do cartão, ou no jargão de finanças, entrar no rotativo e ficar com dívida no cartão de crédito, é sempre uma tentação quando você não tem dinheiro a disposição para pagar o total da fatura.

Entenda porque você deve ficar longe de ter dívida no cartão e por que este recurso só deve ser usado em emergências:

  •  Taxas de juros mais altas: As taxas de rotativo geralmente são altas. Mesmo nos grandes bancos, as taxas de juros de rotativo ultrapassam 10% ao mês, chegando muitas vezes a mais de 15% ao mês. O Banco Central divulga a lista dos Bancos com as respectivas taxas de juros médias. No relatório da última semana de setembro de 2016, dos 51 bancos listados no Banco Central, somente 11 tinham taxas de juros de rotativo inferiores a 10% ao mês.

 

  • Efeito bola de neve: Quando você faz o pagamento mínimo do cartão de crédito de forma constante faz com que sua necessidade de pagamento mensal aumente, o que faz crescer a sua dívida no cartão de crédito, pois ao pagar somente o valor mínimo permitido, a sua fatura do cartão de crédito do próximo mês, virá com o saldo não pago da fatura anterior mais os juros e somado com as compras realizadas dentro do próprio mês. Ou seja, seu saldo aumenta e no mês seguinte você ainda tem que pagar os altíssimos juros para o banco.

 

  • Descontrole: por último, você tem mais dificuldade para se planejar. Se o seu pagamento fosse realizado de forma parcelada, você conseguiria saber quanto você iria gastar mensalmente com pagamento da parcela do cartão. Controle e planejamento são atividades fundamentais para quem quer sair do rotativo e reduzir a dívida no cartão de crédito.

Então, quais opções eu tenho? Como sair do rotativo e quitar minha dívida no cartão de crédito?

Veja nossas 4 dicas abaixo:

1-      Evite fazer o pagamento mínimo e entrar no rotativo do cartão de crédito: Evite, a todo o custo, entrar no rotativo. O primeiro passo é não cair na tentação de fazer o pagamento mínimo… Tente sempre realizar o pagamento total da fatura e, quando isso não for possível, pague o maior valor possível. De preferência, nunca pague menos do que 50% do valor da fatura. Assim, você começará a reduzir sua dívida no cartão.

2-      Parcele sua fatura: Veja se o seu cartão de crédito possui a opção de parcelamento da fatura. Essa opção tem dois benefícios: juros menores e planejamento. Como se trata de um pagamento parcelado, você terá o benefício de saber quanto você terá que pagar no mês. Ou seja, você terá um maior controle do seu pagamento mensal com cartão de crédito.

3-      Pegue um empréstimo pessoal parcelado e quite a fatura do seu cartão de crédito:
Pesquise e simule empréstimos parcelados em instituições que ofereçam empréstimo pessoal. Aqui no Bom Pra Crédito você pode simular empréstimo em várias instituições financeiras e receber ofertas sem custo.  O empréstimo pessoal parcelado tem taxas muitas vezes mais atrativas do que o cartão de crédito, o que já faz com que caia o seu gasto mensal com juros bancários. Mas muitas vezes, mesmo se a taxa for próxima, não deixe de considerar pegar o empréstimo pessoal parcelado. Por ser um empréstimo parcelado você terá todos os benefícios ao melhorar seu planejamento mensal. Você pega o empréstimo e já sabe quanto terá que pagar a cada mês, e ainda consegue diluir o pagamento em várias parcelas, facilitando o controle dos seus gastos.
4- Por último, mas muito importante: Utilize o cartão de crédito com moderação! Lembre-se sempre que terá de para a dívida no cartão no fim do mês. Portanto, planeje-se adequadamente!

Clique aqui e controle suas dívidas. Pegue um empréstimo parcelado, saia do rotativo e quite sua dívida no cartão de crédito!

By | 2018-01-17T11:46:39-03:00 22 de janeiro de 2016|