Controlar dinheiro: agora que começou a ganhar, cuidado para não perder tudo

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

garota vestindo blusa amarela colocando moedas e um cofre de porco

Continua depois da publicidade

Cautela é essencial para que uma situação positiva não se torne um pesadelo

Você sabe controlar dinheiro? Esta é uma pergunta bastante interessante, mas que infelizmente tem respostas que não são tão positivas, o que expõe um comportamento peculiar de boa parte das pessoas.

Uma pesquisa do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostrou que 45,8% dos brasileiros não fazem um controle sistemático do seu orçamento, ou seja, não sabem exatamente quanto ganham e quanto gastam, entre outras questões.

O indicativo é preocupante e mostra que a organização financeira é um assunto em que ainda há muito espaço para melhoria.

Além disso, também indica um alerta: que aumentar a remuneração não necessariamente significa que a vida financeira ficará melhor.

Algumas pessoas cuidam bem do seu dinheiro, mas assim que passam a receber mais, podem entrar em um descontrole enorme, o qual é capaz de colocá-las em uma posição menos favorável do que estavam antes desse aumento.

Parece estranho, é verdade, mas o assunto faz total sentido. Continue conosco para entender como funciona esta relação e o que fazer para que o controle das finanças não seja perdido.

homem segurando notas de cem em leque nas mãos

Leia mais: Consiga e aproveite cupom de desconto para economizar o seu dinheiro

Como controlar dinheiro pode ser “esquecido” de uma hora para outra?

Através de uma mudança no orçamento, mesmo que esta seja para aumentar os ganhos, o que por vezes cria uma falsa sensação de poder financeiro maior que o que realmente existe.

Para entender a questão, o melhor a se fazer é pensar em um exemplo prático.

Suponha que você ganha R$ 2.200 por mês. Como bom seguidor do planejamento financeiro, tem bons hábitos e guarda uma parcela do salário para eventuais emergências – em nosso exemplo, 15% do salário (ou R$ 330 mensais).

Além disso, todas as contas estão em dia.

Pois bem, imagine que essa situação vem sendo aplicada há um ano. Consequentemente, você teria R$ 3.960 guardados, o que é uma boa quantia e pode te deixar tranquilo por um tempo, mesmo que eventualmente venha a perder o emprego.

Como você ganha R$ 2.200, sabe o que pode comprar e o que não pode. Quando olha para aquele tênis lindo ou aquele smartphone que acabou de ser lançado, pensa “ah, se eu pudesse e meu dinheiro desse…”, o que fica apenas em pensamento.

Então, pelo bom desempenho em seu trabalho, você passa a receber R$ 3.000 por mês. É um belo aumento, de 36,4% em relação ao salário anterior, o que representa mais R$ 800 nas contas.

Isso pode causar a falsa sensação de que você “já é rico” e pode comprar tudo o que quiser.

Então, o tênis sai da vitrine para estar em seus pés, o celular passa do e-commerce para o seu bolso, você compra um ingresso para aquele show, almoça fora mais vezes na semana e por aí vai.

A situação não é nada inimaginável, não é? Afinal de contas, se com R$ 2.200 você conseguia pagar todas as contas e ainda guardar um pouco todo mês, com R$ 3.000, poderá fazer isso com ainda mais tranquilidade, não é?

Pois bem, infelizmente o perigo mora na esquina. Controlar dinheiro significa que você deve fazê-lo no pouco e no muito para que não caia em uma armadilha e se veja em uma situação difícil de ser resolvida.

A fatura do cartão de crédito aumenta. Então, você compromete uma maior parcela do seu faturamento e não consegue mais pagar suas compras no débito.

No mês seguinte, a situação se repete, e além das parcelas do tênis e do celular, aparecem as compras de mercado, combustível, alimentação e afins.

É claro que não desejamos isso para ninguém, mas está vendo como o descontrole financeiro infelizmente está mais próximo do que parece?

Numa dessas, não só o orçamento como até a reserva de emergência ficam comprometidas.

Podemos fazer um paralelo com o sucesso. Assim como diz-se que ele não deve “subir à cabeça”, o mesmo acontece com as finanças.

Manter os pés no chão é fundamental para evitar descontroles e problemas!

pessoa segurando cifrão amarelo nas mãos

Leia mais: 7 erros de planejamento financeiro que te deixam no vermelho

Como controlar dinheiro depois de ganhar mais?

É possível manter o controle com uma remuneração melhor! Dá só uma olhada no que você pode fazer:

  • Mantenha sua reserva financeira (ou amplie-a). No exemplo que vimos anteriormente, 15% de uma remuneração mensal de R$ 3.000 resultaria em R$ 450 armazenados. Ao invés de manter o mesmo valor, atenha-se à porcentagem (ou até aumente, se possível). Assim, você terá ainda mais dinheiro guardado!
  • Cuidado com os níveis de consumo. Se você quer controlar dinheiro, é importante segurar os impulsos de querer comprar muito, mesmo que tenha dinheiro para tal. Ter um consumo consciente também ajuda a manter esta boa situação por mais tempo.
  • Considere investir para fazer o dinheiro render. O investimento é uma alternativa de reservar uma parte da sua renda ao mesmo tempo em que aquele dinheiro começa a render, ou seja, trabalhar por conta própria para te enriquecer! Há várias opções, de renda fixa à bolsa de valores, que variam de acordo com seu perfil e interesses.
  • Pague as dívidas em dia. Cartão de crédito, financiamento, empréstimo pessoal, contas de água, luz, telefone e internet, cartões de lojas e por aí vai. Pague todas as suas despesas em dia, o que evita que você se enrole e, além disso, pague juros e multas por atrasos.
  • Se possível, reduza as despesas. Parece contraintuitivo para alguém que está ganhando mais, mas se o seu objetivo é guardar dinheiro, tente cortar alguns custos. Assim, o valor armazenado será ainda maior!

O controle da vida financeira não é tão simples, de fato, mas quem se dedica e busca saber mais sobre o tema perceberá o quão positivo é tomar tal decisão, a qual terá grandes impactos positivos a curto, médio e longo prazo.

Depois de entender como controlar dinheiro é fundamental quando a remuneração aumenta, aplique nossas dicas e veja como sua vida financeira tende a ser ainda melhor em termos de organização e perenidade!

Acredite: esses são esforços que valem super a pena!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *